Modelagem Bidimensional para a Verificação Hidráulica da Canalização de um Trecho do Rio Fragoso em Olinda (Pernambuco, Brasil)

Gastão Cerquinha da Fonseca Neto, Marcos Antonio Barbosa da Silva Junior, Arivânia Bandeira Rodrigues, Alfredo Ribeiro Neto, Jaime Joaquim da Silva Pereira Cabral

Resumo


O processo de densificação nas cidades provoca a perda de ambientes naturais, consequentemente reduz as áreas permeáveis, ampliando os fenômenos das inundações urbanas. As medidas mitigadoras geralmente envolvem elevados custos e nem sempre são confiáveis, devido às incertezas de projeto e variáveis naturais de difícil controle e quantificação, principalmente relacionadas às mudanças climáticas. Nesse cenário, a bacia do rio Fragoso, localizada em sua maior parte na cidade costeira de Olinda, registrou recentemente inundações que afetaram extensas áreas, provocando o poder público a realizar obras de canalização e alargamento da calha do rio. Assim, este trabalho objetiva avaliar a confiabilidade de medidas estruturais implementadas em ambientes urbanos costeiros e de baixa elevação, sujeitos às variações da maré. Para isso, foram utilizados os softwares: HEC-GeoHMS para processamento dos dados geoespaciais de topografia, com dados de alta resolução; HEC-HMS 4.2.1 para modelagem hidrológica; e HEC-RAS 5.0.3 para modelagem hidráulica bidimensional, com representação de manchas de inundação através da ferramenta RAS Mapper. Foi simulado o evento chuvoso de 30 de maio de 2016 para dois cenários: o atual, nas condições naturais do rio; e o futuro, com a obra de canalização concluída. Os resultados mostraram que a intervenção seria hidraulicamente satisfatória, permitiria o escoamento das vazões, conseguiria reduzir cerca de 42,32% das áreas urbanas inundadas, mas não evitaria o alagamento de áreas marginais que são naturalmente muito baixas.

 

Bidimensional Modeling for the Hydraulic Verification of the Channeling of a Stretch of the Fragoso river in Olinda (Pernambuco, Brazil).

 

A B S T R A C T

The densification process in cities causes the loss of natural environments, consequently reducing the permeable areas, increasing the phenomena of urban floods. Mitigation measures generally involve high costs and are not always reliable, due to uncertainties in the design and natural variables that are difficult to control and quantify, mainly related to climate change. In this scenario, the Fragoso River basin, located mostly in the coastal city of Olinda, recently registered floods that affected extensive areas, causing the government to carry out canalization and widening the river channel. Thus, this work aims to evaluate the reliability of structural measures implemented in coastal and low elevation urban environments, subject to tidal variations. For this, the following softwares were used: HEC-GeoHMS for processing geospatial topography data, with high resolution data; HEC-HMS 4.2.1 for hydrological modeling; and HEC-RAS 5.0.3 for two-dimensional hydraulic modeling, with representation of flood spots through the RAS Mapper tool. The rainy event of May 30, 2016 was simulated for two scenarios: the current one, in the natural conditions of the river; and the future, with the enlargement and channeling work designed. The results showed that the intervention would be hydraulically satisfactory, would allow the flow of flows, would reduce about 42.32% of the flooded urban areas, but would not prevent the flooding of marginal areas that are naturally very low.

Keywords: flood; macrodrainage, Hydrologic Modeling System, River Analysis System.


Palavras-chave


inundações, macrodrenagem, HEC-HMS, HEC-RAS

Texto completo:

PDF

Referências


Ahilan, S., Guan, M., Sleigh, A., Wright, N., Chang, H., 2018. The influence of floodplain restoration on flow and sediment dynamics in an urban river. Journal of Flood Risk Management 11, 986–1001.

Brunner, G.W., Warner, J.C., Wolfe, B.C., Piper, S.S., Marston, L., 2016. River Analysis System: Applications Guide.

Cavalcanti, D.M.P., Silva, E.C., Nery, N., 2018. Os riachos urbanos do Bultrins como elementos estruturadores da paisagem. Revista Humanae 12, 1–45.

Cirilo, J.A., Alves, F.H.B., Silva, L.A.C., Campos, J.H.A.L., 2014. Suporte de informações georreferenciadas de alta resolução para implantação de infraestrutura e planejamento territorial. Revista Brasileira de Geografia Física 7, 755–763.

Cirilo, J.A., Montenegro, S.M.G.L., Asfora, M.C., Torres Filho, C.O., 2011. Controle e previsão de cheias no estado de Pernambuco, Brasil: aspectos hidrológicos e ações de reconstrução. XIV World Water Congress, Porto de Galinhas, Pernambuco, Brasil.

Costa, A.M.M., Melo, G.C.F., Cruz, M.R.S., Girão, O., 2016. Análise inicial do uso e ocupação em trecho do riacho Ouro Preto – Olinda ⁄ PE - e sua influência para a potencialização de eventos de inundações. Revista de Geociências Do Nordeste 2, 143–151.

Davtalab, R., Mirchi, A., Harris, R.J., Troilo, M.X., Madani, K., 2020. Sea Level Rise Effect on Groundwater Rise and Stormwater Retention Pond Reliability. Water 12, 1–18.

Decina, T.G.T., Brandão, J.L.B., 2016. Análise de desempenho de medidas estruturais e não estruturais de controle de inundações em uma bacia urbana. Engenharia Sanitária e Ambiental, 21, 207–217.

Duque-Sarango, P., Patiño, D.M., López, X.E., 2019. Evaluación del sistema de modelamiento hidrológico HEC-HMS para la simulación hidrológica de una microcuenca andina tropical. Información Tecnológica 30, 351–362.

G1 Pernambuco, 2016. Imagens aéreas mostram o transbordamento do Canal do Fragoso, em Olinda, em maio de 2016. Disponível: Acesso: 15 jan. 2020.

Georgeson, L., Maslin, M., Poessinouw, M., Howard, S., 2016. Adaptation responses to climate change differ between global megacities. Nature Climate Change 6, 584–588.

Gül, G.O., Harmancioǧlu, N., Gül, A., 2010. A combined hydrologic and hydraulic modeling approach for testing efficiency of structural flood control measures. Natural Hazards 54, 245–260.

Hailegeorgis, T.T., Alfredsen, K., 2017. Analyses of extreme precipitation and runoff events including uncertainties and reliability in design and management of urban water infrastructure. Journal of Hydrology 544, 290–305.

Indrawan, I., Siregar, R.I., 2018. Analysis of flood vulnerability in urban área: A case study in deli watershed. Journal of Physics: Conference Series 978, 1–7.

Khalfallah, C.B., Saidi, S., 2018. Spatiotemporal floodplain mapping and prediction using HEC-RAS - GIS tools: Case of the Mejerda river, Tunisia. Journal of African Earth Sciences 142, 44–51.

Melo, M.J.V., 2007. Medidas estruturais e não-estruturais de controle de escoamento superficial aplicáveis na Bacia do Rio Fragoso na cidade de Olinda. Tese (Doutorado). Recife, Universidade Federal de Pernambuco.

Miguez, M.G., Veról, A.P., Rezende, O.M., 2016. Drenagem urbana: do projeto tradicional à sustentabilidade, 1ª ed. Elsevier, São Paulo.

Mu, D., Luo, P., Lyu, J., Zhou, M., Huo, A., Duan, W., Nover, D., He, B., Zhao, X., 2020. Impact of temporal rainfall patterns on flash floods in Hue City, Vietnam. Journal of Flood Risk Management e12668, 1–15.

Nanía, L.S., León, A.S., García, M.H., 2015. Hydrologic-hydraulic model for simulating dual drainage and flooding in urban areas: Application to a catchment in the metropolitan area of Chicago. Journal of Hydrologic Engineering 20, 1–13.

Pathak, S., Liu, M., Jato-Espino, D., Zevenbergen, C., 2020. Social, economic and environmental assessment of urban sub-catchment flood risks using a multi-criteria approach: A case study in Mumbai City, India. Journal of Hydrology 591, 125216.

Pe’eri, S., Long, B., 2011. LIDAR technology applied in coastal studies and management. Journal of Coastal Research 62, 1–5.

Pernambuco, 2016. Pernambuco tridimensional: mapeamento do território pernambucano. Disponível: http://www.pe3d.pe.gov.br/ Acesso: 30 mar. 2020

Recife, 2013. Relatório do diagnóstico do sistema de drenagem existente, in: ABF Engenharia Ltda (Org.), Elaboração dos estudos de concepção para gestão e manejo de águas pluviais e drenagem urbana do Recife. ABF, Recife, pp. 1–333.

Ribeiro Neto, A., Cirilo, J.A., Dantas, C.E.O., Silva, E.R., 2015. Caracterização da formação de cheias na bacia do rio Una em Pernambuco: simulação hidrológica-hidrodinâmica. Revista Brasileira de Recursos Hídricos 20, 394–403.

Romali, N.S., Yusop, Z., Ismail, A.Z., 2018. Application of HEC-RAS and Arc GIS for floodplain mapping in Segamat town, Malaysia. International Journal of Geomate 15, 125–131.

Sá, P.E.F., Batista, T.L., Lacerda, P.R.T., 2016. Análise da influência da reforma do canal do rio Granjeiro nas características de seu escoamento. XIII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste, Aracaju, SE, Brasil.

Santos, H.G., Júnior, W.C., Dart, R.O., Áglio, M.L.D., Sousa, J.S., Pares, J.G., Fontana, A., Martins, A.L.S., Oliveira, A.P., 2011. O novo mapa de solos do Brasil: legenda atualizada, escala 1:5.000.000. Embrapa Solos. Disponível: https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/920267/o-novo-mapa-de-solos-do-brasil-legenda-atualizada Acesso: 30 mar. 2020.

Sartori, A., Lombardi Neto, F., Genovez, A.M., 2005. Classificação hidrológica de solos brasileiros para a estimativa da chuva excedente com o método do serviço de conservação do solo dos Estados Unidos parte 1: classificação. Revista Brasileira de Recursos Hídricos 10, 5–18.

Silva, E.C., 2018. Variabilidade espaço-temporal da pluviosidade da região metropolitana de Recife. Tese (Doutorado). Recife, Universidade Federal de Pernambuco.

Silva Junior, M.A.B., Silva, S.R., Cabral, J.J.S.P., 2017. Compensatory alternatives for flooding control in urban areas with tidal influence in Recife - PE. Revista Brasileira de Recursos Hídricos 22, 1-12.

Silva Junior, M.A.B., Cabral, J.J.S.P., Fonseca Neto, G.C., Silva, P.O., Guerra, C.M.F., Silva, S.R., 2020. Desafios para a adaptação da infraestrutura de drenagem urbana em cenário de mudança do clima no Recife-PE. Journal of Environmental Analysis and Progress 5, 302-318.

Silva, V.S.V., Pedrollo, O.C., Castro, N.M.R., Lucchese, L.V., 2013. Estudo de regionalização por transferência de parâmetros do Modelo IPH II na bacia do Rio Ijuí/RS. Revista de Gestão de Água Da América Latina 10, 65–75.

Tucci, C.E.M., Porto, R.L.L., Barros, M.T., 1995. Drenagem Urbana, 1ª ed. ABRH, Porto Alegre.

Vergutz, L.A.A., Pereira, C.E., Schmidt, M.A.R., 2019. Implementation analysis of detention reservoirs in order to minimize the impacts caused by floods. Engenharia Sanitária e Ambiental 24, 1267–1277.

Welerson, C.C., Silva, B.C., 2019. Análise do impacto do crescimento urbano em uma micro bacia hidrográfica no município de Itajubá/MG. Revista Brasileira de Geografia Física 12, 1114–1131.

Zeleňáková, M., Fijko, R., Labant, S., Weiss, E., Markovič, G., Weiss, R., 2019. Flood risk modelling of the Slatvinec stream in Kružlov village, Slovakia. Journal of Cleaner Production 212, 109–118.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.6.p2963-2977

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License