Ainda um assassinato bárbaro impune: violência, impunidade e conflito agrário no sul de Pernambuco (1917-1919)

Vilmar Antônio Carvalho

Resumo


Neste artigo o conflito que envolveu duas famílias de proprietários rurais da região sul de Pernambuco. O objetivo é analisar práticas e representações sociais que sustentavam o poder dos senhores de terra, durante a crise das oligarquias agrárias na Primeira República brasileira. Neste caso as famílias Peregrino e Marques, adversárias pelo controle e posse do engenho Cachoeira Bela. Conflito que culminou, em dezembro de 1919,  depois de várias mortes, no assassinato do senador estadual Fausto Freire de Carvalho Figueiredo, por um septuagenário membro dos Marques: seu patriarca Antônio Marques Soares da Costa. Um contexto  de violência e impunidade, diante daquele discurso onde a oligarquia, nos jornais recifenses, defendia ideias de civilidade e modernidade.


Palavras-chave


Modernidade; Coronelismo; Pernambuco; Palmares

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Alzira Alves de. A Sucessão Pernambucana de 1911. Dicionário Histórico Biográfico da Primeira República (Recurso eletrônico), FGV, 2015.

ALONSO, Ângela. Ideias em movimento – A Geração de 1870 na crise do Brasil -Império. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 2002.

ANDRADE, Manoel Correia. Do banguê à usina. In: Espaço e Tempo na agroindústria canavieira de Pernambuco. Estudos Avançados, 2011, p. 271-272.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política, 3. ed., São Paulo: Brasiliense, 1987.

BURSZTYN, Marcel. O Poder dos donos. Planejamento e clientelismo no Nordeste. Rio de Janeiro: Vozes, 1985.

CARVALHO, José Murilo de. Mandonismo, Coronelismo, Clientelismo: Uma Discussão Conceitual. DADOS – Revista de Ciências Sociais, vol. 40, nº 3, 1996, p. 229-250.

CARVALHO, Vilmar Carvalho. Letrados e Ufanos: história do Club Litterario de Palmares (1882-1910). Recife: Edições Bagaço, 2011.

CONNIFF, M. L. Política a no Brasil: a ascensão do populismo 1925-1945. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2006.

DOIN, J.E. de Mello; PERINELLI N, H.; PAZIANI, R.R.; PACANO, F.A. A belle Époque caipira: problematizações e oportunidade interpretativas da modernidade e urbanização do mundo do café (1850-1930). Revista Brasileira de História: São Paulo: 2007. Vol. 27, nº. 53.

DOLHNIKOFF, Miriam. O pacto imperial: origens do federalismo no Brasil do século XIX. São Paulo: Globo, 2005.

ELIAS, Norbert; SCOTSON, John L. Os estabelecidos e os outsiders: sociologia das relações de poder a partir de uma pequena comunidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2000.

FREYRE, Gilberto. Rurbanização: Que é?. Recife: Massangana, 1982.

GOMES, Ângela de Castro e FERREIRA, Marieta Moraes. Primeira República: um balanço historiográfico. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 2, nº 4, 1989, p. 251.

HOFFNAGUEL, Marc Jay. O Partido Liberal de Pernambuco e a Questão Abolicionista (1880-88). CLIO - Revista de Pesquisa Histórica - nº 23, 2005, p. 9.

LEAL, Victor Nunes. Coronelismo, Enxada e Voto. Rio de Janeiro: Forense, 1948.

MUCHEMBLED, Robert. História da violência: do fim da Idade Média aos nossos dias. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012.

NASCIMENTO, Luis do. História da imprensa de Pernambuco (1821-1954) Volume I. Diário de Pernambuco. 2ª Edição. Imprensa Universitária. Universidade Federal de Pernambuco. Recife. 1968.

OLIVEN, RG. Urbanização e mudança social no Brasil. Rio de Janeiro: Centro Edelstein, 2010.

PÉCAUT, Daniel. Os intelectuais e a política no Brasil: entre o povo e a nação. São Paulo: Ática, 1998.

PORTO, José da Costa. Os tempos de Dantas Barreto. Recife. Editora Universitária, 1974.

SANTOS, Mário Márcio de A. Anatomia de uma tragédia: a Hecatombe de Garanhuns. Recife: Arquivo Público Estadual de Pernambuco, 1992.

SEVCENKO, Nicolau (org). História da vida privada no Brasil República: da Belle Époque à Era do Rádio. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

SODRÉ, Nelson Werneck. História da Imprensa no Brasil. São Paulo: Mauad, 1994




DOI: https://doi.org/10.22264/clio.issn2525-5649.2018.36.1.10

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas