A política cultural como via de legitimação de um projeto político: o Teatro de Cultura Popular (TCP) e os governos de Miguel Arraes (1960-1964)

Luiz Felipe Batista Genú, Camila Maria de Araújo Melo

Resumo


A partir da concepção de que o teatro é uma atividade artística que possui, invariavelmente, um caráter político que independe do que é mostrado no palco por ser o teatro, em essência, uma assembléia – defendida pelo pesquisador Denis Guénoun – o presente artigo investiga o papel desempenhado pelo Teatro de Cultura Popular (TCP) dentro da política cultural das gestões de Miguel Arraes no primeiro quatriênio da década de 1960. Para tanto, esquadrinhamos as diferentes estratégias utilizadas pelo grupo para operar mudanças nos habitus dos indivíduos do período.


Palavras-chave


Teatro de Cultura Popular; Política cultural; Cultura popular; conscientização

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, Letícia Rameh. Movimento de Cultura Popular: impactos na sociedade pernambucana. Recife. Editora do autor, 2009.

BOAS, Rafael Litvin Villas. Teatro Político e questão agrária: contradições, avanços e impasses de um momento decisivo. Programa de Pós-Graduação em Teoria Literária e Literaturas – UNB. 2009. Tese (Doutorado). 233 págs.

BOBBIO, Norberto. Política e Cultura. Organização: Franco Sbarberi; tradução Jaime A. Clasen. 1ª Ed. São Paulo: Editora Unesp, 2015.

BOURDIEU. Pierre. Espaço social e poder simbólico. In BOURDIEU, Pierre. Coisas ditas. Tradução: Cássia R. da Silveira e Denise Moreno Pegorim; revisão técnica Paula Monteiro. São Paulo: Brasiliense, 2004. p. 149-168.

CAVALCANTI, Paulo. O caso eu conto como o caso foi: da coluna Prestes à queda de Arraes: Memórias políticas. 4ª ed. Revista e ampliada. Recife: CEPE, 2008.

CERTEAU, Michel de. A Invenção do cotidiano: 1 – Artes de fazer. 19ª ed. Tradução de Ephraim Ferreira Alves. Petrópolis: Vozes, 2012.

COELHO, Germano. MCP: História do Movimento de Cultura Popular. Recife: Ed. Do Autor, 2012.

DABAT, Christine Rufino. Ligas Camponesas e sindicatos de trabalhadores rurais: a luta de classes na zona canavieira de Pernambuco segundo os cortadores de cana. In Clio - Revista de Pesquisa Histórica. N. 22, 2004, p. 149 - 188. Recife: Editora Universitária da UFPE.

DORT, Bernard. Teatro Popular: participação ou crítica? In Cadernos de Teatro. Rio de Janeiro, nº. 68, p. 01-08, 1976. Disponível em http://otablado.com.br/cadernos-de-teatro. Acessado 16/08/2017.

FUNDAÇÃO JAQUIM NABUCO (FUNDAJ). Catálogo dos depoimentos do programa de história oral da Coordenação-geral de Estudos da História Brasileira Rodrigo Melo Franco de Andrade (CEHIBRA). Recife, 2012.

GUÉNOUN, Denis. A exibição das palavras: uma ideia (política) do teatro. Tradução: Fátima Saad. Rio de Janeiro: Teatro do Pequeno Gesto, 2003

LEITE, Sebastião Uchoa. Cultura Popular: esboço de uma resenha crítica. Revista Civilização Brasileira. Rio de Janeiro, ano I, n. 4, p. 269-289. Setembro, 1965.

MARINHO. Luiz. A Incelença. Edição Nordeste: Recife, 1968.

MENDONÇA, Luiz. Teatro é Festa para o Povo. Revista Civilização Brasileira – Caderno Especial nº. 2. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, ano IV, p. 149-159, jul. 1968. Disponível em: . Acesso em 04/04/2013.

MOTTA, Rodrigo Patto Sá. Em guarda contra o perigo vermelho: o anticomunismo no Brasil (1917-1964). São Paulo: Perspectiva, 2002.

PAVIS, Patrice. Dicionário de teatro. Trad. J Guinsburg e Maria Lúcia Pereira. São Paulo: Perspectiva, 2015.

PORFÍRIO, Pablo. Medo, Comunismo e Revolução: Pernambuco (1959 – 1964). Recife: Editora Universitária da UFPE, 2009.

RIDENTI, Marcelo. Brasilidade Revolucionária: um século de cultura e política. São Paulo: Editora UNESP, 2010.

ROZOWIKWIAT, Maria Tereza Gondim. Arraes: duas mãos e o sentimento do mundo. In Clio - Revista de Pesquisa Histórica. N. 22, 2004, p. 63-84. Recife: Editora Universitária da UFPE.

SANTOS, Taciana Mendonça. Alianças Políticas em Pernambuco: a(s) frente(s) do Recife (1955-1964). Recife, 2008. Dissertação (Mestrado em História). Universidade Federal de Pernambuco.

SILVA, Marcília Gama da. Informação, repressão e memória: a construção do estado de exceção no Brasil da perspectiva do DOPS-PE (1964-1985). Recife: Editora UFPE, 2014.

TELLES, Narciso. Um teatro para o povo: a trajetória do Teatro de Cultura Popular de Pernambuco. In Artcultura. Uberlândia, v. 1, n. 1, p. 33, julho 1999.

URFALINO, Philippe. A história da política cultural. In RIOUX, Jean-Pierre; SIRINELLI, Jean-François. Para uma história cultural. Lisboa: Estampa, 1998, p.: 293-306.

XAVIER, Nelson. Mutirão em Novo Sol. 1ªed. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

WILLIAMS, Raymond. Cultura e Materialismo. Tradução de André Glaser. São Paulo: Editora Unesp, 2011.




DOI: https://doi.org/10.22264/clio.issn2525-5649.2019.37.2.04

Apontamentos



Direitos autorais 2019 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas