A INVENÇÃO DO SOLAR DO BARÃO: A GRAVURA BRASILEIRA EM CURITIBA

Artur Correia de Freitas

Resumo


Este artigo tem por objetivo mapear as principais convergências estéticas e políticas responsáveis, entre fins dos anos 1970 e início dos 1980, pela criação do Centro Cultural Solar do Barão, em Curitiba, no Paraná. Sede do Museu da Gravura, dos atuantes ateliês da Fundação Cultural de Curitiba e das extintas Mostras da Gravura, o Solar do Barão não apenas centralizou por décadas o ensino, a preservação e a difusão da gravura no Paraná, como não tardou a ser visto, nas décadas seguintes, como um dos principais pólos nacionais de institucionalização da gravura no Brasil.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

                        

                

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         em 20. Set. 2018 Contador de visitas