PONTE DO BELVEDERE: UM ESTUDO DA DICOTOMIA ENTRE CIDADE E NATUREZA E DA BUSCA POR NOVAS SENSAÇÕES NO MEIO URBANO NATURAL

Isabela Castelo Branco Martins Pontes, Jordhana Raposo Andrade, Giovanna de Giácomo Andrade

Resumo


Este artigo consiste em um estudo sobre a dinâmica da Ponte do Belvedere, uma área verde localizada em um contexto urbano, a fim de discutir uma dicotomia entre natureza e cidade. Serão considerados os usos gerados nesse espaço, analisando sua configuração física e as práticas sociais, incluindo a procura por esportes radicais. A fundamentação teórica acerca do tema está relacionada à oposição entre áreas urbanas e naturais, à estruturação social da natureza e à relação do indivíduo com atividades radicais no meio urbano natural.


Palavras-chave


Áreas verdes urbanas; Esportes radicais; Natureza; Cidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Isabela Castelo Branco Martins Pontes, Jordhana Raposo Andrade, Giovanna de Giácomo Andrade

 

 

 

 

Indexadores e Bases bibliográficas:

                    

 

 

 

Programa de Pós Graduação em História - PGH UFRPE

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manuel de Medeiros, s/nº

Dois Irmão, Recife, PE, CEP: 52171-010

Prédio Professor Ariano Suassuna (1º Andar) 

ISSN: 2525-6092

 

 

 

Licença Creative Commons

A Revista Rural & Urbano está licenciado com uma Licença Creative Commons