REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE PROFESSORES:DESAFIOS PARA SOCIALIZAÇÃO DA CRIANÇA NEGRA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Regiane Assunção Costa, Tânia Regina Lobato dos Santos

Resumo


Resumo

 

O artigo aborda resultados de pesquisa empírica concluída que teve como objetivo conhecer as representações sociais dos professores de educação infantil em relação à criança negra, e as consequências na socialização da criança no espaço educacional. Configurou-se em uma pesquisa de campo, de abordagem qualitativa, visando a descrição e a interpretação crítica dos dados empíricos que foram coletados por meio de: levantamento bibliográfico e de documentos oficiais, observação in loco e de entrevista semiestruturada. O estudo foi realizado em uma unidade de educação infantil da Rede Municipal de Ensino de Belém, com a participação de quatro professoras e uma coordenadora. Como resultados, agrupamos o corpus empírico em cinco categorias temáticas, a saber: a) Representações dos professores sobre a criança negra no espaço escolar; b) Representações dos professores sobre a socialização da criança negra na escola; c) Ações de discriminação e preconceito racial na prática pedagógica na escola; d) A contribuição do professor, por meio da prática pedagógica, para a superação dos preconceitos e discriminações raciais no espaço escolar; e) A formação dos professores e as relações raciais na escola. Concluímos, dentre outros, que as representações materializadas na prática pedagógica dos professores acabam por silenciar e naturalizar as diferenças, contribuindo para a reprodução das desigualdades e exclusão da criança negra no espaço da educação infantil.

Palavras-chave: Representações Sociais. Racismo. Criança Negra. Prática Pedagógica


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASES DE DADOS

GOOGLE ACADÊMICO

UCL INSTITUTE OF EDUCATION LIBRARY

PKP | INDEX

IRESIE-INSTITUTO DE INVESTIGACIONES SOBRE LA UNIVERSIDADE Y LA EDUCATION 

EDUBASE

Tópicos EduSEcacionais - ISSN 0101-8701 (impresso) 2448-0215 (on line)