A NOVA QUALIFICAÇÃO DO TRABALHADOR NO VELHO DISCURSO DA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO

Ramon de Oliveira

Resumo


A partir de uma análise das modificações que estão acontecendo no mundo do trabalho e no campo das políticas públicas, particularmente nas políticas educacionais, discute-se, neste artigo, o caráter ideológico das mudanças preconizadas para o financiamento da educação no ensino de Jº e 2º graus.
Tomando como referência as análises desenvolvidas sobre o paradigma da qualidade total e da ofensiva neoliberal na educação, o autor procura demonstrar
que os ideais educacionais, hoje defendidos para a educação, representam, de uma forma dissimulada, os mesmos interesses econômicos que, apoiados na
Teoria o Capital Humano, colocam a escola a serviço dos interesses empresariais.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51359/2448-0215.1997.22478

 

A revista utiliza a licença https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/

                                         INDEXADORES

       
 
 
  
 
   
 
 
                                          BUSCADORES 
                                  


                                                      
                                           
                                              MÉTRICAS 
 
GOOGLE ACADÊMICO: https://scholar.google.com.br/citations?hl=pt-BR&user=BbrMvUMAAAAJ