A AVALIAÇÃO EM LARGA ESCALA E SUAS IMPLICAÇÕES NA PRÁTICA DOCENTE

Luana Soares da Silva, Marta Rejane da Silva Souza, Isabela Amblard

Resumo


Este artigo apresenta as implicações da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA) na prática docente. O referencial teórico abordou o campo educacional da avaliação em larga escala e as influências em sua operacionalização e fomento à cultura meritocrática. Na metodologia qualitativa utilizamos: entrevistas com 5 professoras do 2º e 3º ano do ensino fundamental I de uma escola municipal de Pernambuco, interpretadas via análise de conteúdo; e análise documental dos índices produzidos pela escola na ANA. Nos resultados discutimos: a importância da avaliação como processo contínuo e formativo; a complexidade do processo de avaliar; a prova como principal instrumento de avaliação; os dissensos quanto à relevância e os objetivos da ANA; a inadequação da ANA quanto à realidade dos estudantes; o desconhecimento dos resultados da ANA pelas professoras. O estudo demonstra a necessidade de compreensão e aprofundamento dos resultados da ANA pela escola, em prol das aprendizagens dos estudantes.

 

 


Palavras-chave


Avaliação em larga escala, Prática docente, Avaliação Nacional da Alfabetização, Sistema de Avaliação da Educação Básica

Texto completo:

PDF

Referências


Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2008.

BRASIL, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Comitê de Estatísticas Sociais. Disponível em: . Acesso em: 28 de nov. 2016.

BRASIL, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira. ANA. Disponível em: . Acesso em: 29 de nov. 2016.

BRASÍLIA. Plano Decenal de Educação para Todos. Brasília: Ministério da Educação e Cultura, 1993.

CRUZ, Fatima Maria Leite. Avaliação da aprendizagem: processos de acompanhamento e práticas propositivas. In: CRUZ, Fatima Maria Leite (Org.). Teorias e práticas em avaliação. Recife: Universitária da UFPE, 2010. p. 133-151.

FERNANDES, Neimar da Silva et al. O conhecimento do professor em avaliação educacional e a proficiência do aluno. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 21, n. 47, p. 569-590, set./dez. 2010.

FERREIRA, Eliza Bartolozzi Ferreira; FONSECA, Marília. O planejamento das políticas educativas no Brasil e seus desafios atuais. Perspectiva, Florianópolis, v. 29, n.1, p. 69-96, jan./jun. 2011.

HOFFMANN, Jussara. Mito & desafio: uma perspectiva construtivista. Porto Alegre: Mediação, 2005.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 7. ed. São Paulo: Cortez, 1998.

LUDKE, Menga; ANDRÉ, Marli Elisa Dalmazo Afonso. A pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MAGNATA, Rubia Cavalcante Vicente; Santos, Ana Lúcia Felix. Avaliação formativa da aprendizagem: a experiência do conselho de classe. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 26, n. 63, p. 768-802, set./dez. 2015.

NETO HORTA, João Luiz; JUNQUEIRA, Rogério Diniz. Apresentação. Revista Em Aberto. v. 29, n. 96, p. 15-18, mai./ago. 2016.

NETO HORTA, João Luiz; JUNQUEIRA, Rogério Diniz; OLIVEIRA, Adolfo Samuel. Do Saeb ao Sinaeb: prolongamentos críticos da avaliação da educação básica. Revista Em Aberto. v. 29, n. 96, p. 21-37, mai./ago. 2016.

PERRENOUD, Philippe. A parcela de avaliação formativa em toda avaliação contínua. In: Avaliação. Da excelência à regulação das aprendizagens: entre duas lógicas. Porto Alegre: Artmed, 1999. p. 77-85.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa social: Métodos e Técnicas. SP: Atlas, 1999.

SCHWARTZMAN, Simon. As avaliações de nova geração. In: SOUZA, Alberto de Melo (Org.). Dimensões da avaliação educacional. Petrópolis: Vozes, 2005. p. 15-34.




 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.


                                         INDEXADORES

       
 
 
  
 
   
 
 
                                          BUSCADORES 
                                  


                                                      
                                           
                                              MÉTRICAS 
 
GOOGLE ACADÊMICO: https://scholar.google.com.br/citations?hl=pt-BR&user=BbrMvUMAAAAJ