OS POVOS INDÍGENAS E O ENSINO: REFLEXÕES E QUESTIONAMENTOS ÀS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

Edson Silva

Resumo


Um dos maiores desafios, de uma forma em geral, para tratar a temática indígena no ensino é a superação de imagens exóticas e folclorizadas por visões críticas sobre os povos indígenas. As mobilização sociopolíticas indígenas contemporâneas, a presença de índios estudando nas universidades, bem como a Lei nº 11.645/2008 que determinou a inclusão da história e culturas indígenas nos currículos da Educação Básica, vem exigindo maiores conhecimentos sobre os povos indígenas para novas reflexões e abordagens, a produção de subsídios didáticos específicos e provocando questionamentos sobre a formação de professores e as práticas pedagógicas.

 

 

 


Palavras-chave


Índios, Ensino, Diversidade, Práticas pedagógicas

Texto completo:

PDF

Referências


BANIWA, Gersem dos S. L. O índio brasileiro: o que você precisa saber sobre os povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília: MEC/Secad: Museu Nacional/UFRJ, 2006.

BERGAMASCHI, Maria A. Povos indígenas e o Ensino de História: a Lei nº 11.645/2008 como caminho para a interculturalidade. In: BARROSO, Vera L. M; BERGAMASCHI, M. A; PEREIRA, N. M; GEDOZ, S. T; PADRÓS, E. S. (Orgs.). Ensino de História: desafios contemporâneos. Porto Alegre: EST/Exclamações/ANPUH/RS. 2010, p.151-166.

BITTENCOURT, Circe M. F. (Org.). O saber histórico na sala de aula. 6ª ed. São Paulo: Contexto, 2002.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE. Censo 2010. http://censo2010.ibge.gov.br/resultados Acesso 28/02/2017.

BRASIL. Diretrizes Operacionais para a implementação da história e das culturas dos povos indígena na Educação Básica, em decorrência da Lei nº 11.645/2008. Parecer CNE/CEB nº 14/2015. Brasília/DF, D.O.U. de 18/4/2016, Seção 1, p. 43

BRASIL. Lei n. 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro- -Brasileira”, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 10 jan. 2003

BRASIL. Lei n. 11.645/2008, de 10 de março de 2008. Altera a lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, modificada pela lei n. 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 11 mar. 2008.

BRAND, Antônio. Saberes tradicionais e as possibilidades de seu trânsito para os espaços escolares. In: Anais eletrônicos do GT 21 – Educação e relações étnico-raciais, 35ª Reunião da Anped, Porto de Galinhas/PE, 2012.

GOBBI, Izabel. O que os livros didáticos dizem sobre os povos indígenas. In: TASSINARI, Antonella M. I. GRANDO, Beleni S; ALBUQUERQUE, Marcos A. dos S. (Orgs.). Educação indígena: reflexões sobre noções nativas de infância, aprendizagem e escolarização. Florianópolis: Editora da UFSC, 2012, p. 223-244.

GOBBI, Izabel. Desafios do ensino sobre indígenas nas escolas: uma reflexão a partir dos livros didáticos de História. In: Cadernos do LEME, vol. 2, nº 2, p. 41 – 57, jul./dez. 2010.

GOMES, Nilma L. A questão racial na escola: desafios colocados pela implementação da Lei 10.639/2003. In, MOREIRA, Antonio F; CANDAU, Vera M. Multiculturalismo: diferenças culturais e práticas pedagógicas. 2ª ed. Petrópolis: Vozes, 2008, p.67-89.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. 3ª ed. Rio de Janeiro: DP&A, 1999.

MACÊDO, Celênia de S. O índio como o outro: o desafio de construir uma identidade positiva a partir dos livros didáticos. 149f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande/PB, UFCG, 2009.

NASCIMENTO, Rita Gomes do. Educação Escolar Indígena: um olhar sobre a formação diferenciada no Ceará. In: Anais digitais do GT 25 – Educação Indígena, XVII EPENN, Belém/PA, 2005.

NUNES, Eduardo Soares. Aldeias urbanas ou cidades indígenas? Reflexões sobre índios e cidades. In: Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 4, n. 1, p. 9-30, jan./jun. 2010.

OLIVEIRA, João Pacheco de. Trama histórica e mobilizações indígenas atuais: uma antropologia dos registros numéricos no Nordeste. In: OLIVEIRA, J. P. de. (Org.). A presença indígena no Nordeste: processos de territorialização, modos de reconhecimento e regimes de memória. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2011, p. 653-687.

SILVA, Maria da Penha da. O olhar dos/as cursistas indígenas sobre o Curso de História da UFPE: discutindo conteúdos e abordagens históricas sobre os povos indígenas. 73f. Monografia (Especialização em Culturas e História dos Povos Indígenas no Brasil) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2016.

SILVA, Edson. História e diversidades: os direitos às diferenças. Questionando Chico Buarque, Tom Zé, Lenine... In: MOREIRA, Harley A. (Org.). Africanidades: repensando identidades, discursos e o ensino de História da África. Recife: UPE/Livro Rápido, 2012a, p. 11-37.

SILVA, Edson. Os povos indígenas e o ensino: reconhecendo as sociodiversidades nos currículos com a Lei 11.645. In: ROSA, A; BARROS, N. (Orgs.). Ensino e pesquisa na Educação Básica: abordagens teóricas e metodológicas. Recife: EDUFPE, 2012b, p. 75-87.

WERNECK, Jurema. Racismo institucional: uma abordagem conceitual. São Paulo: GELEDÉS, 2013.




 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.


                                         INDEXADORES

       
 
 
  
 
   
 
 
                                          BUSCADORES 
                                  


                                                      
                                           
                                              MÉTRICAS 
 
GOOGLE ACADÊMICO: https://scholar.google.com.br/citations?hl=pt-BR&user=BbrMvUMAAAAJ