RELAÇÃO FAMÍLIA – ESCOLA: Experiência de Uma Extensão Universitária

Ana Paula Taigy Ana Paula Taigy Amaral

Resumo


O presente trabalho é fruto de reflexões resultantes de um projeto de extensão universitária, realizado em 2017, pelo Campus IV da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), denominado “Família, escola e desenvolvimento de aprendizagem”, que teve como objetivo o estímulo à participação familiar no acompanhamento da aprendizagem de estudantes matriculados no II ciclo do ensino fundamental de escolas da rede pública do Município de Mamanguape – PB. Utilizou-se, primeiramente, de uma pesquisa bibliográfica para o estudo do tema, em seguida, apresentou-se o relato de experiência vivido na extensão universitária, a partir do qual se concluiu que é possível a construção de um diálogo com as famílias do alunado de baixa renda, no intuito de aproximá-las do cotidiano escolar do menor, mas que esta prática exige uma mudança de postura por parte da escola e de um trabalho em conjunto com a secretaria de educação, que deve disponibilizar recursos e dar suporte para que os profissionais da educação desenvolvam esse trabalho.

 


Palavras-chave


Relação Família-Escola; Natureza; Diálogo

Texto completo:

PDF

Referências


BOURDIEU, P. e PASSERON, J. C. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. 3ª. ed. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves Editora, 1992.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, promulgada em 10 de outubro de 1988. Brasília, DF: Congresso Nacional, 1988. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2018.

________. IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Panorama das cidades/Brasil/Paraíba/Mamanguape/Trabalho e Rendimento (2016). Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2018.

________. IBGE- INSTITUTO BRANSILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) - 2016, Educação. Disponível em: . Acesso em: 22 jul. 2018.

________. IBGE- INSTITUTO BRANSILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Rendimento nominal mensal domiciliar per capita da população residente, segundo as Unidades da Federação – 2017. [online] Disponível em: . Acesso em: 31 jul. 2018.

________. IPEA - INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. Atlas dos Desenvolvimento Humano no Brasil. Disponível em: . Acesso em: 18 ago. 2018.

________. INEP – INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISA EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Relatório do 2º Ciclo de Monitoramento das meras do Plano Nacional de Educação. Brasília, DF: Inep, 2018. Disponível em: < http://portal.inep.gov.br/informacao-da-publicacao/-/asset_publisher/6JYIsGMAMkW1/document/id/1476034>. Acesso em: 22 jul 2018.

________. INEP – INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISA EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Relatório SAEB (ANEB e ANRESC) 2005-2015: panorama da década. Brasília, DF: Inep, 2018. pp. 111 – 118. Disponível em: < http://portal.inep.gov.br/web/guest/educacao-basica/saeb>. Acesso em: 18 ago. 2018.

________. Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF. Disponível em: . Acesso em: 26 de jul. 2018.

________. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO/SECRETARIA DE ARTICULAÇÃO COM OS SISTEMAS DE ENSINO. Planejando a próxima década: Conhecendo as 20 Metas do Plano Nacional de Educação. Brasília, DF: MEC/SASE, 2014. pp. 33 – 34. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2018.

_________. MINISTÉRIO DO TRABALHO. Informações para o Sistema Público de Emprego e Renda - Dados por Município. Disponível em: . Acesso em: 22 jul. 2018.

FRANÇA. OCDE - ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO (OCDE). Programme for international student assessment (PISA) – Results from PISA 2015. Brasília, DF, dez. 2016. Disponível em: . Acesso em: 24 jul. 2018.

GOODE, W.;HATT, P. K. Métodos em pesquisa social. São Paulo: Nacional, 1973.

MAGALHÃES, A. M.; STOER, S. R. Inclusão Social e “Escola Reclamada”. In: RODRIGUES, D. (Org.). Inclusão e educação: doze olhares sobre a educação inclusiva. São Paulo: Summus, 2006. pp. 64 – 84.

MARTINS, G. A.; LINTZ, A. Guia para elaboração de monografias e trabalhos de conclusão de curso. São Paulo: Atlas, 2002.

MONTEIRO, A. Conquistas e desafios do movimento LGBT. Revista Princípios, São Paulo, ed. 96, jun./jul., 2008, pp. 51-53. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2018.

OLIVEIRA, C. B. E.; MARINHO-ARAUJO, C. M. A relação família-escola: intersecções e desafios. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 27, n. 1, 2010. pp. 99-108. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v27n1/v27n1a12.pdf>. Acesso em: 21 jul. 2018.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013. Disponível em: < http://www.feevale.br/Comum/midias/8807f05a-14d0-4d5b-b1ad-1538f3aef538/E-book%20Metodologia%20do%20Trabalho%20Cientifico.pdf>. Acesso em: 22 jul. 2018.

RICHARDSON et al. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SASSAKI, A. H.; DI PIETRA, G.; MENEZES FILHO, N.; KOMATSU, B. Por que o Brasil vai mal no Pisa? Uma Análise dos Determinantes do Desempenho no Exame. Policy Paper, Insper - Centro de Políticas Públicas, n. 31, jun. 2018. Disponível em: < https://www.insper.edu.br/wp-content/uploads/2018/07/Por-que-Brasil-vai-mal-PISA-Analise-Determinantes-Desempenho.pdf>. Acesso em: 24 jul. 2018.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. 31. ed. Campinas: Autores Associados, 1997.

SILVA, P. Análise sociológica da relação escola-família: um roteiro sobre o caso português. Revista do Departamento de Sociologia da FLUP, Vol. XX, 2010, pág. 443-464. Disponível em: < http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/8812.Pdf>. Acesso em: 22 jul 2018.

YIN, R. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.




 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.


                                         INDEXADORES

       
 
 
  
 
   
 
 
                                          BUSCADORES 
                                  


                                                      
                                           
                                              MÉTRICAS 
 
GOOGLE ACADÊMICO: https://scholar.google.com.br/citations?hl=pt-BR&user=BbrMvUMAAAAJ