A IMPORTÂNCIA DAS PRÁTICAS NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Fernanda Alves Nunes, Eliemerson De Souza Sales

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo relatar uma experiência vivenciada com os alunos das turmas do 9º anos do Ensino Fundamental, da Escola Padre Nicolau Pimentel localizada em Feira Nova, interior de Pernambuco. Essa experiência aconteceu a partir da realização de uma oficina dialogada junto aos estudantes, que traziam seus conhecimentos prévios. No primeiro momento os alunos foram direcionados para a biblioteca da escola e puderam entrar em contato com modelos didáticos que não eram utilizados nas aulas, pois o acervo ficava guardado e poucos estudantes tinham conhecimento sobre o que havia no local. No segundo momento os estudantes foram apresentados a alguns exemplares de serpentes e escorpiões. Observamos que durante esses processos os alunos participaram de forma ativa e mostraram interesse em expressar suas opiniões sobre o tema que estava sendo proposto na oficina, trazendo suas vivências e compartilhando com os colegas as experiências que haviam acontecido fora do chão escolar. Portanto, notamos que os estudantes conseguiram de forma autônoma correlacionar os conhecimentos prévios com os conhecimentos científicos que estavam sendo trabalhados no momento da oficina, adicionalmente observamos que eles trouxeram relações entre os répteis e as aves e mostraram saber as características distintivas entre as classes Insecta e Arachnida. No terceiro momento os alunos foram direcionados a esquematizar os conhecimentos trocados durante os primeiros momentos da oficina. Essas esquematizações poderiam ser feitas a partir de: desenhos, textos, poemas, músicas, mapas conceituais, etc. Destacamos que as opções para a realização dessa atividade precisaram ser amplas para que assim pudéssemos contemplar todos os talentos e necessidades advindas dos estudantes. Nesse sentido, corroboramos com a ideia de que é importante se trabalhar com novas metodologias no processo de ensino e aprendizagem, entendendo que dentro de uma sala de aula existem diversas personalidades e diversos contextos e o professor precisa alcançar uma educação mais inclusiva possível. No quarto momento os alunos foram convidados a mostrar para os colegas da turma os trabalhados que haviam realizado, portanto, destacamos a importância de se trazer o protagonismo para o estudante durante o processo de ensino aprendizagem. Ao final da oficina, os próprios alunos tiveram a iniciativa de propor o desenvolvimento de uma Feira de Ciências dentro da escola. Logo, percebemos a partir dessa experiência, que ser professor é plantar a semente e regar para que ela cresça saudável.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universitária, Recife - PE, 50670-901.