OS DESAFIOS DA GESTÃO DEMOCRÁTICA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO MUNICÍPIO DE BARCARENA-PA

Geise Corrêa TELES, Maria Antonia Corrêa TELES

Resumo


Segundo a Lei N. 9.394/96 que fundamenta a LDB, as instituições públicas devem ser administradas com base no princípio da Gestão Democrática, que consiste num arranjo de atitudes e ações que devem propor a participação social de toda a comunidade escolar na tomada de decisões. Nesse contexto, o presente artigo objetiva analisar como os princípios da gestão democrática podem auxiliar na resolução de conflitos entre os funcionários das escolas municipais de Barcarena-PA. Para a construção dessa análise foi feito o levantamento de material bibliográfico, e pesquisa de campo. Como resultado constata-se que a maioria dos gestores ainda não colocam em prática esses postulados.


Palavras-chave


Educação; Conflitos; Hierarquia; Gestão Democrática.

Texto completo:

PDF

Referências


BELMAR, A. M. O Jogo de Papéis: Recurso Metodológico para a Resolução de Conflitos Escolares. IN_: VINYAMATA, E. (Org.). Aprender a partir do Conflito: Conflitologia e Educação. Porto Alegre. Artmed, 2005.

BRASIL. A Lei de Gestão Democrática Instituída na Constituição Federal de 1998, art. 206 inciso VI. Disponível em: < https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10650329/inciso-vi-do-artigo-206-da-constituicao-federal-de-1988>. (último acesso 26/07/2019).

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: . (último acesso 26/07/2019).

CHRISPINO, Álvaro. Gestão do conflito escolar: da classificação dos conflitos aos modelos de mediação. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 15, n. 54, p. 11-28, 2007.

HEREDIA, R. A. S. Resolución de Conflictos en la Escuela. Ensayos y Experiencias. Buenos Aires, ano 4, n. 24, p. 44-65, jul./ago. 1998.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)- Censo Demográfico 2010. Disponível em: < https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/barcarena/panorama> (último acesso 26/07/2019).

jul./set. 2004.

LIBÂNEO, J. C. Organização e gestão da escola: teoria e prática. 6ª ed. rev. e ampl. São Paulo: Heccus Editora, 2013.

LIBÂNEO, J.C. Organização e Gestão da Escola: Teoria e Prática, 5. ed. Goiânia, Alternativa, 2004.

LÜCK, Heloísa, et al. A Escola Participativa: O Trabalho do Gestor Escolar. 6 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

LÜCK, Heloísa. A explicitação do significado de liderança. In: LÜCK, Heloísa. Liderança em gestão escolar. Série: Cadernos de Gestão. Petrópolis: Vozes, 2010.

MARANESI, Tânia; ALMEIDA, Laurinda Ramalho de. Gestão Escolar: O Diretor - Concepções e Sentimentos que se Entrecruzam. XIII Congresso Nacional de Educação. Curitiba – PR, 2017. Disponível em: (último acesso 25/07/2019).

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de Metodologia Científica. 7.ed. São Paulo: Atlas, 2010.

OLIVEIRA, M. A. M. (org.) Gestão Educacional: Novos Olhares Novas abordagens. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.

QUERA, P. O Conflito: Escutar, Aprender e Criar. IN_: VINYAMATA, E. (Org.). Aprender a partir do Conflito: Conflitologia e Educação. Porto Alegre. Artmed, 2005.

SALES, Lília Maia de Moraes. Mediare: Um Gu




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS: