O Abutre: no entremeio da memória discursiva e do valor-notícia

Bruno de Azevedo Santana Guimarães, Louise Emile Nascimento Marques Pinto, Maurício Beck

Resumo


O presente artigo objetiva compreender como (ou se) os valores-notícia funcionam na/pela memória discursiva, naquilo que toca a dinâmica mercadológica-capitalista de comercialização da informação. Partiremos de recortes verbais e sequências imagéticas do filme O Abutre (2014), dirigido por Dan Gilroy. Entendemos que o fato noticiável perpassa pelo crivo da antecipação de audiência e favorece um efeito de moralidade na circulação do discurso jornalístico. Assim, é a partir desse imbricamento teórico que desenvolveremos o trabalho, com base naquilo que as linguagens engendram na articulação do “fazer notícia” e a memória de outros dizeres.


Texto completo:

PDF

Referências


ACHARD, Pierre. Memória e produção discursiva do sentido. In: ACHARD, Pierre et al. Tradução: José Horta Nunes. 4ª Ed. Campinas, SP: Pontes Editores, 2015.

ALTHUSSER, Louis. Aparelhos Ideológicos de Estado. 3ª Ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1987.

BECK, Maurício. O Discurso do Cinema-documentário Carioca: a prática fotográfica e os modos de significar o espaço urbano. Anais do II Seminário Interno de Pesquisas do Laboratório Arquivos do Sujeito, UFF, Niterói, 2, p. 106-113, 2013.

BEY, Hakim. Caos: terrorismo poético e outros crimes exemplares. Tradução de Patricia Decia & Renato Resende. São Paulo: Conrad, 2003.

DUNKER, C. I. L.; RODRIGUES, A. L. SENHORINI, H. Afetos em cena. São Paulo: nVersos, 2017.

HONIG, Donald. Homem morde Cachorro (1960). In: HITCHCOCK, Alfred. (org.) Histórias Macabras. Rio de Janeiro: Record, 1979.

MARIANI, B. O PCB e a imprensa: os comunistas no imaginário dos jornais (1922- 1989). Rio de Janeiro: Revan; Campinas: Editora da Unicamp, 1998.

PENA, Felipe. Teoria do Jornalismo. 2.ed. São Paulo: Contexto, 2008.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e discurso: Uma crítica à afirmação do óbvio. 5.ed. Campinas: Ed.Unicamp. 2014.

PÊCHEUX, Michel. Papel da memória. In: ACHARD, Pierre et al. Tradução: José Horta Nunes. 4ª Ed. Campinas, SP: Pontes Editores, 2015.

PÊCHEUX, Michel. O Discurso: estrutura ou acontecimento. Tradução: Eni P. Orlandi – 7ª Edição, Campinas, SP: Pontes Editores, 2015.

PÊCHEUX, Michel. Metáfora e Interdiscurso. In: ORLANDI, Eni Puccinelli (Org.). Análise de Discurso: Michel Pêcheux. – 4ª ed. – Campinas, SP: Pontes Editores, 2015.

PEREIRA, Clóvis. Thânatos e civilização: a morte, entre a psicanálise e a história cultural. – São Paulo: Annablume, 2012.

ORLANDI. Eni Puccinelli. Segmentar ou recortar?. In: V Encontro Nacional de Linguística, PUC, Rio de Janeiro, 1981. p. 9-26.

SOUZA, Enéas de. Da montagem nascem os verdadeiros filmes. In: DUNKER, Chistian Ingo Lenz; RODRIGUES, Ana Lucilia (Org.). A realidade e o real: verdade em estrutura de ficção. 2ª Ed. São Paulo: nVersos, 2015.

TRAQUINA, Nelson. Teorias do Jornalismo, Volume II: A tribo jornalística – uma comunidade interpretativa transnacional, 2. ed. Florianópolis: Insular, 2008.






Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.