O Espaço da leitura no cotidiano dos estudantes: um estudo das práticas de leitura de alunos do 6º ano do Ensino Fundamental

Ellen Kawany Evangelista Ortiz, Adriana Letícia Torres da Rosa

Resumo


Artigo analisa o relacionamento dos estudantes do 6º ano do ensino fundamental do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco (Cap UFPE) com a leitura, diagnosticando o perfil desses leitores e as concepções que eles têm acerca da atividade. A pesquisa é de base qualitativa, com apoio de índices quantitativos. 59 estudantes foram entrevistados através de um questionário de perguntas objetivas acerca a preferência, frequência e intensidade com as quais se envolvem nas práticas de leitura e uma questão dissertativa a respeito da concepção de leitura. Adotada a base teórica enunciativa de estudos da linguagem conforme Bakhtin/Volochínov (2002), Koch & Elias (2006, 2009) e Marcuschi (2008), identificou-se como resultado o ótimo relacionamento dos estudantes com a prática de leitura, a alta frequência da atividade e a preferência por gêneros prosaicos, bem como a categorização da leitura como entretenimento pela maior parte dos sujeitos.


Texto completo:

362-376

Referências


ABREU, Márcia. Cultura letrada: literatura e leitura. São Paulo: UNESP, 2006.

BAKHTIN, M. 2003 [1979]. Os gêneros do discurso. In: ______. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes. pp. 227-326.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem. 9. Ed. São Paulo: Hucitec, 2002.

BLOOM, H. Como e por que ler. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

BOSO, Augiza Karla et alii. Aspectos cognitivos da leitura: Conhecimento prévio e teoria dos esquemas. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v.15, n.2, p. 24-39, jul./dez., 2010. Disponível em: Acesso em: 4 de fev. de 2018.

BRITO, Danielle S. A Importância da Leitura na Formação Social do Indivíduo, Revela, São Paulo, Ano 04 – Nº8 jun. 2010.

CALVINO, I. Por que ler os clássicos. São Paulo: Companhia de Bolso, 2007.

CÂNDIDO, Antônio. O direito à Literatura. In: Vários escritos. São Paulo: Duas Cidades, 1995.

CARNEIRO, H. M. S. Leitura e Inclusão Social, Revista de Letras, Ceará, Nº 25 – Vol.1/2 – jan/dez. 2003.

DIONISIO, Ângela Paiva e BEZERRA, Maria Auxiliadora. (orgs.) Gêneros textuais & ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002.

FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Autores Associados: Cortez, 1989.

GERALDI, João Wanderley. (org.) O texto na sala de aula. 3.ed. São Paulo: Ática, 2001.

KLEIMAN, A. Modelos de letramento e as práticas de alfabetização na escola. In: KLEIMAN, A. (Org.). Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas: Mercado de Letras, 1995, p. 15-61. KLEIMAN, A.

KOCH, I. V. E ELIAS, V. M. Ler e Compreende os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2006.

________. Ler e escrever: estratégias de produção textual. São Paulo: Contexto, 2009.

KOCH, I.G.V.; BENTES, A.C.; CAVALCANTE, M. M., 2007. Intertextualidade: diálogos possíveis. São Paulo: Cortez.

LAJOLO, M. Do mundo da leitura para leitura do mundo. 2.ed. São Paulo: Ática, 1994.

MACHADO, A. M. Texturas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008.

ROCHA, Selma M. de Lima. A leitura como ato social: uma análise no processo no ensino médio na modalidade de jovens e adultos. 2007. 50 f. Monografia (Especialização em Educação Profissional Técnica) – Colégio Agrícola Vidal de Negreiros, Universidade Federal da Paraíba, Bananeiras.

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica - ISSN: 2447-6943

Revista Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica

Colégio de Aplicação da UFPE

Endereço
Avenida da Arquitetura S/N Cidade Universitária
CEP 50740 - 550

Telefones
Secretaria: (81) 2126-8332
Direção: (81) 2126-8335