DESEMPENHO EM MATEMÁTICA E ALUNOS EM CONFLITO COM A LEI: Um estudo sobre as Representações Sociais de Escola

Natercia de Andrade Lopes Neta, Lícia de Souza Leão Maia

Resumo


O artigo é um recorte da dissertação de Mestrado que teve como objetivo analisar as representações sociais (RS) de Escola por professores da rede pública de Maceió, que lecionam em escolas que atendem e que não atendem a adolescentes infratores (alunos em conflito com a Lei) ou apenados, e suas relações com o nível de desempenho escolar em Matemática. Esta pesquisa foi desenvolvida em trinta e uma escolas da rede pública de Maceió, com professores do 6º ao 9º ano, totalizando 400 professores. Percebemos que existem diferenças entre as RS de escola para professores das escolas que atendem (EQA) a adolescentes infratores e apenados e escolas que não atendem (EQNA), porém esta diferença não tem impacto negativo para ter relação com o desempenho escolar na Prova Brasil de Matemática. Nas EQA destaca-se a função social de disciplinar os alunos, enquanto que nas EQNA o papel da escola é de proporcionar crescimento social e intelectual aos alunos. O que impacta os resultados da escola em Matemática é, sobretudo, a violência nos bairros em que as escolas estão inseridas. 


Palavras-chave


Matemática; Representações Sociais; Infratores; Apenados; Professores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v4i3.2219

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br