Matemática em Casa? Uma análise exploratória das atividades matemáticas realizadas por crianças no ambiente familiar

Alina Galvão Spinillo, Maria Soraia Silva Cruz

Resumo


A presente investigação, de natureza exploratória, teve por objetivos: (i) identificar e descrever as atividades matemáticas realizadas por crianças no ambiente familiar, analisando os conhecimentos matemáticos nelas envolvidos; e (ii) examinar se haveria diferenças quanto à natureza das atividades realizadas por crianças de classes sociais distintas. Para isso foram feitas observações naturais no ambiente familiar de dez crianças estudantes dos anos iniciais do Ensino Fundamental, sendo cinco de classe média e cinco de baixa renda. Os dados das observações foram analisados de forma qualitativa descritiva, sendo possível classificar as atividades em cinco tipos: lúdicas, escolares, conversação, pagamentos e culinárias. Semelhanças e diferenças entre classes sociais foram encontradas. As atividades lúdicas eram igualmente muito frequentes entre os dois grupos de participantes, enquanto pagamentos e atividades culinárias eram raras e mais realizadas pelas crianças de baixa renda. Por outro lado, atividades de conversação envolvendo a matemática eram mais observadas entre as crianças de classe média do que entre as de baixa renda. A principal conclusão foi que o contexto familiar, assim como a escola e as situações de trabalho, deve ser entendido como um ambiente repleto de atividades matemáticas que contribuem para o conhecimento matemático das crianças.


Palavras-chave


crianças, atividades matemáticas, observação natural, contexto familiar.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v9i1.236573

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br