APREENSÕES OPERATÓRIAS EM REGISTROS FIGURAIS: um estudo com alunos de Licenciatura em Matemática

Mariana Moran, Carla Larissa Halum Rodrigues

Resumo


Este trabalho investiga o uso dos Registros de Representação Semiótica na Geometria. Para isso, foi observada a influência dos Materiais Manipuláveis (MM), do Software GeoGebra (SG) e das Expressões Gráficas (EG) como registros figurais nas apreensões operatórias de figuras geométricas. As referidas apreensões foram estudadas com base na Teoria dos Registros de Representação Semiótica, de Raymond Duval, e dizem respeito às possíveis modificações que podem ser realizadas em registros figurais com o intuito de resolver um problema de geometria. Para esta investigação, realizamos a aplicação de uma atividade com 12 licenciandos do 3º e 4º anos de Matemática de uma Universidade ao Norte do Estado do Paraná. A atividade foi aplicada individualmente e elaborada com o propósito de pesquisar os indícios de apreensões operatórias que o contato com os registros figurais na forma de MM, SG e EG proporciona. A análise dos dados foi realizada com base nos objetivos propostos, nas resoluções escritas pelos alunos e áudios gravados durante a aplicação da atividade. Com esta pesquisa, constatamos que a diversidade de registros figurais contribui para a visualização de conceitos e propriedades dos objetos geométricos em questão, auxiliando na resolução do problema, proporcionando diferentes operações e completando um registro figural ao outro.


Palavras-chave


Geometria, representação semiótica, registros figurais, apreensão operatória.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: emteia@gente.eti.br