DO DISCURSO À PRÁTICA PEDAGÓGICA NO CURSO DE GEOGRAFIA DO CAMPUS I DA UNEAL

Maria do Carmo Duarte de Freitas

Resumo


Neste trabalho faz-se uma análise sobre as inquietações vivenciadas por professores e alunos do Curso de Geografia do Campus I da Universidade Estadual de Alagoas – UNEAL, situada na cidade de Arapiraca – AL, responsável por formar professores há 45 anos. Objetivando desenvolver um estudo sobre a recepção e envolvimento de professor e aluno na construção de um espaço que conduz à reflexão – ação do discurso à prática pedagógica no curso de Licenciatura Plena em Geografia da referida IES e como dá-se à formação dos futuros docentes. Pretende-se mostrar como os mesmos são preparados para o exercício profissional. Portanto, tem sua importância acentuada na exposição dos principais problemas que envolvem as disciplinas pedagógicas no curso de Geografia, avaliando a forma de recepção de conteúdos à prática docente, analisando os discentes que recebem e se portam na transição entre disciplinas especificas de cunho técnico-teórico, para as voltadas as análises e questionamentos sobre a Educação formando um abismo entre as conquistas históricas em termos de legislação e teorias educacionais e o que realmente encontra-se na prática, as contradições e inquietações que são apresentadas ao aluno e ao professor.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51539/2594-9616.2018.240416



INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.