POR UMA EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA TRANSFORMADORA: apontamentos e reflexões a partir dos conceitos de Memória, Lugar e Cidade

Luiz Eduardo Neves dos Santos

Resumo


Os conceitos de Memória, Lugar e Cidade são cada vez mais importantes no período atual e para o ensino de Geografia. A formação do professor passa pela apreensão e pelo conhecimento do lugar enquanto instância propícia às descobertas e ações no contexto urbano, em que a memória também exerce um papel relevante. Desta maneira, o objetivo principal do texto é uma discussão, baseada metodologicamente em uma pesquisa bibliográfica e de análise em torno dos três conceitos já mencionados – Memória, Lugar, Cidade – no contexto da formação profissional e do campo de trabalho do professor de Geografia, apontando caminhos possíveis para a realização do que se designa aqui de Pedagogia da existência. Destaca-se a necessidade de análise na escola, de uma educação geográfica centrada nos saberes dos alunos, do seu cotidiano no lugar, considerando a esfera da proximidade, da vizinhança, do (re)conhecimento e da horizontalidade das relações afetivas entre os grupos dos quais participam, entendidas como caminho para o alcance da uma consciência crítica sobre a realidade a fim de transformá-la.


Palavras-chave


Educação Geográfica; Memória; Lugar; Cidade; Pedagogia da existência

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51539/2594-9616.2019.240474



INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.