CONSTRUÇÃO DE GIBI COMO FACILITADOR DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM EM GEOGRAFIA

Ana Cláudia Araújo Diniz, Mircia Ribeiro Fortes

Resumo


Há uma perspectiva do ensino de geografia baseada simplesmente de uma mnemônica constante, que acaba por não colaborar com uma aprendizagem significativa para a vida em sociedade e que também não desperta o interesse do estudante em relação à disciplina de geografia, pelo modo que a mesma é trabalhada no cotidiano do ensino sistematizado. Logo, pretende-se aqui demonstrar a importância da utilização de ferramentas didático-pedagógicas no processo de ensino-aprendizagem de geografia no ensino superior, considerando a necessidade de ressignificação da relação temporo-espacial, em prol da educação e do raciocínio geográfico que propiciem aos indivíduos um novo posicionamento, à criticidade e à reflexão. Contudo, as mesmas não podem ser utilizadas como um “cabide”, mas sim um meio para o processo de ensino de geografia, ou seja, para o ensino de forma geral, e especificamente o de geografia, não se pode impor modelos pedagógicos, tão pouco modelos pré-moldados de ensino, sem que haja uma flexibilização em relação às metodologias de ensino-aprendizagem.


Palavras-chave


Ensino de Geografia; Formação de professores; Ensino Superior

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: História de Geografia. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. 3 ed. Brasília, 2001.

KAERCHER, Nestor André. O gato comeu a geografia crítica? Alguns obstáculos a superar no ensino-aprendizagem de Geografia. In: PONTUSCHKA, N.N; OLIVEIRA, O. (orgs.). Geografia em Perspectiva. São Paulo: Contexto, 2002.

MEDEIROS, João Bosco. Redação científica: a prática de fichamento, resumos, resenhas. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2004.

MOYA, Álvaro de. Shazam! 3. ed. São Paulo: Perspectiva (Debates, 26), 1977.

SANTOS, Milton. Técnica, espaço e tempo: globalização e meio técnico científico informacional. 5ª ed. São Paulo: Edusp, 2008.

SANTOS, Roberto Elísio dos. Aplicações da história em quadrinhos. In.: Comunicação & Educação, n. 22, p. 46-51, 2001. Disponível em: . Acesso em: 12 out. 2018.

SOUZA, Hamilton Ribeiro de. SOUZA, Patrícia Pires Queiroz. O mundo de Mafalda: ensinando e aprendendo Geografia através de outras linguagens. In: PORTUGAL, Jussara Fraga; OLIVEIRA, Simone Santos de; PEREIRA, Tânia Regina Dias Silva (orgs.). Geografias e linguagens: concepções, pesquisas e experiências formativas. Curitiba: CRV, 2013.

SELBACH, Simone (Supervisão Geral). Geografia e Didática. 2 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

VESENTINI, José William. Ensaios de geografia crítica: história, epistemologia e (geo)política. São Paulo: Plêiade, 2009.




DOI: https://doi.org/10.38187/regeo2019.v2n2id240721



INDEXADORES E BASE DE DADOS