O ENSINO DE GEOGRAFIA E A UTILIZAÇÃO DE RECURSOS ICONOGRÁFICOS NA CONSTRUÇÃO DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS

Gustavo Gomes Barbosa, Thiago Breno Carmo

Resumo


O presente trabalho tem como desígnio, promover a reflexão em como se dá o
desenvolvimento/aprendizado, no âmbito escolar, das relações entre o Homem e o Meio e suas
influências na produção de novas paisagens, isto, por intermédio de análises em obras artísticas, com
autoria na pintora modernista Tarsila do Amaral. Destaca-se ainda, que a importância deste trabalho
está englobada na aplicabilidade de importantes pesquisas que demostram as potencialidades que
podem ser desenvolvidas entre estudantes, com a utilização de expressões artísticas através de
aplicações metodológicas. Assim, buscamos então, integrar a formação de ideias e conceitos
geográficos a partir da identidade artística nacional, e em consequência disto, inquirir as possibilidades
e perspectivas do que tange: as formações, significações e ressignificações de saberes e suas
pluralidades disciplinares. Utilizou-se como campo de pesquisa, a sala de aula de Geografia duma
turma de 6° ano da educação básica, situada na cidade do Paulista-PE, onde: diagnósticos, reflexões e
conceituações, somaram as expectativas discentes e docentes para a significação e expressão dos
resultados e discernimentos aqui propostos.


Palavras-chave


Ensino de Geografia, Objetos Artísticos, Metodologias de Ensino.

Texto completo:

PDF

Referências


AUSUBEL, D.P. (1963). A psicologia da aprendizagem verbal significativa. Nova Iorque,

Grune e Stratton.

AUSUBEL, D.P. (1968). Psicologia educacional: uma visão cognitiva. Nova Iorque, Holt,

Rinehart e Winston.

ALVES, A.C. Lógica – Pensamento formal e argumentação – Elementos para o discurso

jurídico. São Paulo. Quartier Latin, 2000, p.27. 4ª. ed.

BARBOSA, A.M. A imagem no ensino da arte: anos oitenta e novos tempos. 6ª ed. São

Paulo: Perspectiva, 2005.

BARBOSA, A.M. Arte-Educação no Brasil.-5. ed - São Paulo: Perspectiva, 2006.

BOMBINI, R.F.R. O fuzilamento: um olhar de Goya, outro do leitor. In: Salzedas, N. A.

M.(org.) Uma leitura de ver: do visível ao legível. São Paulo: Arte e Ciência Villipress, 2001.

BRANDÃO, C.R. O que é educação. 1ªed. (1981). 33ªed. São Paulo: Brasiliense, 2006.

BRASIL. Lei n° 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Lei de diretrizes e Bases da Educação

Nacional. Disponível em: <http://planalo.gov.br/ccivil_03/LEIS/19394.htm>. Acessado em:

mai. de 2020.

Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais:

introdução aos parâmetros curriculares nacionais/Secretaria de Educação Fundamental.

– Brasília: MEC/SEF, 1997. Disponível em:

<http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro01.pdf> Acessado em: 30 de abr. de 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. (Ministério da

Educação, Brasília, DF: MEC, 2017c. Disponível em:

<http://basenacionalcomum.mec.gov.br/>. Acesso em: 12 de fev. de 2020.

BUORO, A.B. Olhos que Pintam: a leitura da imagem e o ensino da arte. São Paulo:

Educ; Fapesp; Cortez, 2002.

CORRÊA, R.L. Espaço, um conceito-chave da geografia. In: Castro, Iná E. De et al. (Orgs).

Geografia, conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995.

COLI, J. O que é arte. São Paulo: Brasiliense, 1995.

DUARTE, JR.J.Fr. Por que arte-educação? 1ªed. (1985). 2ª ed. Campinas: Papirus, 2001.

FISCHER, E. A necessidade da arte. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1979.

FONTENELE, S.M.C.; SILVA, K.S. A contribuição do método Montessoriano ao

processo de ensino-aprendizagem na educação infantil. Paraíba: Realize Editora, 2012.

Disponível em:

http://editorarealize.com.br/revistas/fiped/trabalhos/fface8385abbf94b4593a0ed53a0c70f.pdf

Acessado em: 07 de mar. de 2020.

GOWIN, D.B. (1981). Educando. Ithaca, NY, Cornell University Press.

GUIBOURG, R. Introdução ao conhecimento científico, Buenos Aires, Eudeba, 1985.

GUTIÉRREZ, F.; PRADO, C. Ecopedagogia e cidadania planetária. São Paulo, Cortez,

HEIDEGGER, M. A caminho da linguagem. Tradução de Marcia Sá Cavalcante Schuback.

Petrópolis, RJ: Vozes; Bragança Paulista, SP: Editora Universitária São Francisco, 2003.

Imagem 01-A. PAISAGEM com Touro. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e

Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em:

<http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra2328/paisagem-com-touro>. Acesso em: 05 de

abr. 2020. Verbete da Enciclopédia.

ISBN: 978-85-7979-060-7. Acessado em: 2 de set. de 2020.

Imagem 01-B. MORRO da Favela. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura

Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em:

<http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra2324/morro-da-favela>. Acesso em: 05 de abr.

Verbete da Enciclopédia.

ISBN: 978-85-7979-060-7. Acessado em: 2 de abr. de 2020.

Imagem 01-C. SÃO Paulo. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras.

São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em:

<http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra2325/sao-paulo>. Acesso em: 05 de abr. 2020.

Verbete da Enciclopédia.

ISBN: 978-85-7979-060-7. Acessado em: 5 de abr. de 2020.

PIAGET, J. O psicodélico em suas relações com a psicologia da criança. Boletim Mensal

da Sociedade Alfred Binet, a. 20, n. 1, p. 18-34; 41-58, 1920.

KANT, I. "Sobre a pedagogia". Piracicaba, Unimep, 1996.

LAROUSSE Cultural, Grande Enciclopédia. [S.l.]: Nova cultural Ltda. 1999. Vol. 13.

SAUSSURE, F. Curso de Linguística geral. Trad. Antonio Chellini, José Paulo Paes e

Izidoro Blinkstein. São Paulo: Cultrix, 1999.

SANTOS, M. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo, Razão e Emoção, 4ªEd, São

Paulo: EDUSP, 2006.

SANTOS, M. Território globalização e fragmentação. São Paulo: Hucitec, 1994.

SIQUEIRA, D.C.O. “Comunicação e Memória: das narrativas às Novas Tecnologias”.

Logos Comunicação e Universidade. (Comunicação e Memória). Rio de Janeiro: Faculdade

de Comunicação Social UERJ, ano 4, nº 7, 2º semestre, 1997.

RIBEIRO, M. I. M. R. B. Tarsila: modernismo e moda nos anos 1920. Nava, v. 1, p. 108,

TOMAZ, C. Memória e Emoções. Ciência Hoje, nº 83, agosto de 1992. VALÉRY, Paul.

Variedades. Tradução: Maiza Martins de Oliveira, Iluminuras, São Paulo, 1999.

WENDELL, N. Metodologias de formação de públicos: experiências com ações artístico-

pedagógicas nas escolas. In: VI Congresso da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-

graduação em Artes Cênicas, 2010, São Paulo. Memória Abrace Digital, 2010.




DOI: https://doi.org/10.38187/regeo2020.v3n2id246096

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

INDEXADORES E BASE DE DADOS