Efeitos de presença em telas (móveis) urbanas

Tiago Ricciardi Correa Lopes

Resumo


O texto aborda as relações entre a imagem e o espaço desde um ponto de vista que enfatiza a passagem do conceito de imagem enquanto modelo de representação da experiência ao de imagem como agente produtor de experiência. Parte-se do contexto atual, em que o exponencial aumento de interfaces gráficas nos ambientes cotidianos parece atingir um ponto de saturação que coloca em xeque, inclusive, a própria noção do que entendemos, hoje, por “tela” e, consequentemente, por “imagem”. Metodologicamente, o texto propõe apontar, através de um olhar ao mesmo tempo abrangente e genealógico, algumas tendências em distintos contextos estéticos que enunciam a imagem como uma superfície que não se deixa penetrar, que assume-se como um dispositivo ou como um ato performativo, substituindo a ideia de imagem como sinônimo de “representação” pelo princípio da imagem como presença.


Palavras-chave


Palavras-chave: telas; presença; representação; espaço urbano; dispositivos móveis

Texto completo:

PDF

Referências


ACCONCI, Vito. Theme Song. Video Data Bank. Disponível em: Acesso em: 30 ago. 2018.

DEMARAY, Elizabeth. Media-N: Journal of the New Media Caucus, v. 7, n.2, 2011. Disponível em: Acesso em: 30 ago. 2018.

DIDI-HUBERMAN, Georges. O que vemos, o que nos olha. São Paulo: Editora 34, 2004.

DUARTE, Fábio; DE MARCHI, Poliese. Fantasmagorias, vitrines, infiltrações: ensaio sobre as tecnologias e a cidade. In: BAMBOZZI, Lucas; BASTOS, Marcus; MINELLI, Rodrigo (Org.). Mediações, tecnologia e espaço público: panorama crítico da arte em mídias móveis. São Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2010.

DUBOIS, Philippe. Cinema, vídeo, Godard. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

______. Um “efeito cinema” na arte contemporânea. In: COSTA, Luiz Cláudio (Org.). Dispositivos de registro na arte contemporânea. Rio de Janeiro: Contra Capa Livraria/FAPERJ, 2009.

GRAFFITI RESEARCH LAB. Eyebeam. Disponível em: Acesso em: 30 ago. 2018.

FIRMINO, Rodrigo; DUARTE, Fábio. Cidade infiltrada, espaço ampliado: as tecnologias de informação e comunicação e as representações das espacialidades contemporâneas. Arquitextos. Vitruvirus, São Paulo, ano 8, n. 96.01, maio 2008. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2013.

GUMBRECHT, Hans. Produção de presença – o que o sentido não consegue transmitir. Rio de Janeiro: Contraponto e PUC-Rio, 2010.

KILPP, Suzana. Imagens conectivas da cultura. In: ROCHA, Alexandre; KILPP, Suzana; ROSARIO, Nísia (Org). Audiovisualidades da cultura. Porto Alegre: Entremeios, 2010.

HILL, Joe; LOWRY, Max. Don't look down now: Cyclists faced with huge 'hole' in the ground on towpath... luckily it's just pavement art. Mail Online. Disponível em: . Acesso em: 30 ago. 2018.

MANOVICH, Lev. El linguaje de los nuevos medios de comunicación: la imagen en la era digtial. Buenos Aires: Paidós, 2006. Acesso em: 30 ago. 2018.

______. Poetics of augmented space. Visual Communication, Londres, Sage Publications, v. 5, n. 2, p. 219-240, 2006b.

MELLO, Christine. Extremidades do vídeo. São Paulo: Senac, 2009.

RUSH, Michael. Novas mídias na arte contemporânea. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

SHEPARD, Mark. Kit de ferramentas para um jardim sonoro tático [TSG, Tactical Sound Garden]. In: BAMBOZZI, Lucas; BASTOS, Marcus; MINELLI, Rodrigo (Org.). Mediações, tecnologia e espaço público: panorama crítico da arte em mídias móveis. São Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2010.

SILVEIRA, Fabrício. Remediação e extensões tecnológicas do grafite. In: INTERCOM, 2007. Anais do XXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Santos: Intercom, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34176/icone.v16i2.238034

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Sem derivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

A Revista Ícone está sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial CC BY-NC 4.0.

Classificação de Periódicos 2013-2016, CAPES: B4 (Comunicação e Informação)

ISSN 2175-215X

© 1996-2019 Revista Ícone
Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPE
Av. da Arquitetura, s/n – Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil