Educação Patrimonial, Arqueologia e Narrativas Decoloniais

Sandro Guimarães de SALLES, Saulo Ferreira FEITOSA

Resumo


O presente artigo é fruto das pesquisas desenvolvidas no projeto Educação Patrimonial e Cartografia Arqueológica do Agreste Central de Pernambuco, tendo como objetivo discutir as possibilidades de aproximação entre a arqueologia e o pensamento pós-colonial, com ênfase na bioarqueologia. Em um primeiro momento, discutimos a noção de arqueologia viva que fundamenta nossa pesquisa, apresentando suas bases epistêmicas, assentadas no pensamento pós-colonial. Em um segundo momento, discutimos os aportes decoloniais da bioarqueologia, bem como sua possibilidade de revelar modos outros de vida nas sociedades originárias. Apresentamos o Bem Viver como um desses modos, podendo ser identificado nas mais variadas culturas, nos mais distintos períodos históricos e em diferentes regiões do globo terrestre. Por fim, discutindo as possibilidades de contribuições da bioarqueologia para as pesquisas arqueológicas no Agreste Pernambucano, abordando o caso do Sítio Furna do Estrago, no Brejo da Madre de Deus/PE. 

 

Bioarqueologia. Educação Patrimonial. Agreste Pernambucano.

 

PATRIMONIAL EDUCATION, ARCHAEOLOGY AND DECOLONIAL NARRATIVES

 ABSTRACT

This article is the result of researches developed in the project Educação Patrimonial e Cartografia Arqueológica do Agreste Central de Pernambuco (Patrimonial Education and Archaeological Cartography of Central Harsh Region of Pernambuco), aiming to discuss the possibilities of approaching archeology and postcolonial thought, with an emphasis on bioarchaeology. At first, we discuss the notion of living archeology that underlies our research, presenting its epistemic foundations, based on postcolonial thought. In a second moment, we discuss decolonial contributions of bioarchaeology, as well as its possibility of revealing other ways of life in the original societies. We present Well Living (Vivir bien) as one of these ways, identified in the most varied cultures, in the most distinct historical periods and in different regions of the world. Finally, discussing the possibilities of bioarchaeological contributions to archaeological research in the northest harsh region of Pernambucano, addressing the case of the Sítio Furna do Estrago, a countryside site in the city of Brejo da Madre de Deus.

 

Bioarchaeology. Patrimonial Education. Harsh Region of Pernambuco.


Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, M. 1971. "Nota prévia sobre a ocorrência de pictografias no Município de Brejo da Madre de Deus". Boletim do Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais 18: 107-134.

ALLAN, Allysson. ANDRADE, Fernando. RANGEL JR, Miguel José. Origem e Dispersão dos Humanos Modernos. In: NEVES, Walter Alves. RANGEL JR, Miguel José. MURRIETA, Rui Sergio S. Assim Caminhou a Humanidade. São Paulo: Palas Athena, 2015.

ARISTÓTELES. Política. Texto Integral. Tradução de Torrieri Guimarães. São Paulo: Martin Claret, 2003.

ARRUDA, Marcos. Economia solidária e o renascimento de uma sociedade humana matrística. Texto apresentado no Painel "Por Uma Economia Do Povo: Realidades e Estratégias Do Local Ao Global" – realizado no Fórum Social Mundial, Mumbai, Índia, 20/1/2004. Disponível em: http://alainet.org/active/5610〈=es.

CASTRO, Viviane Maria Cavalcanti. SÍTIO FURNA DO ESTRAGO, PE Práticas Funerárias e Marcadores de Identidades Coletivas. Clio Arqueologia. V33N2, p. 330-371, 2018.

COSTA, Sérgio. (RE)ENCONTRANDO-SE NAS REDES? As ciências humanas e a nova geopolítica do conhecimento'. Estudos de Sociologia, Rev. do Progr. de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE, v. 16, n. 2, p. 25 – 43.

CHOQUEHUANCA, David. 25 Postulados para o Bem Viver. La Paz, 2010. Disponível em: http://www.economiasolidaria.org/noticias/vivir_bien_propuesta_de_modelo_de_gobierno_en_bolivia. Acesso em 21 de agosto 2013.

DÁVALOS, Pablo. La democracia disciplinaria: El proyecto posneoliberal para América Latina. Quito: Ibéria, 2010.

FEITOSA, Saulo Ferreira. O Processo de Territorialização Epistemológica da Bioética de Intervenção: Por uma Prática Bioética Libertadora. Tese (Doutorado em Bioética) – Programa de Pós-Graduação em Bioética da Universidade de Brasília. Brasília, 2015.

GROSFOGUEL, Ramón. Dilemas dos estudos étnicos norte-americanos: multiculturalismo identitário, colonização disciplinar e epistemologias descoloniais. In: Cienc. Cult. [online], 2007, vol. 59, n.2, pp. 32-35.

MATURANA, Humberto & VERDEN-ZÖLLER, Gerda (1993). Amor y Juego: fundamentos olvidados de lo humano – desde el Patriarcado a la Democracia. 5. ed. Santiago de Chile: Editorial Instituto de Terapia Cognitiva, 1997.

PLATÃO. A República. Texto Integral. Tradução de Pietro Nassetti. 2. ed. São Paulo: Martin Claret, 2010.

QUIJANO, Aníbal 'COLONIALITY AND MODERNITY/RATIONALITY', Cultural Studies, 21: 2, 168 — 178 To link to this Article: DOI: 10.1080/09502380601164353 URL: http://dx.doi.org/10.1080/09502380601164353. 2007.

SOLARI, Ana. PESSIS, Anne Marie. MARTIN, Gabriela. SILVA, Sérgio Francisco Serafim Monteiro da. Patologias Invisíveis na Bioarqueologia da Infância. Revista de Arqueologia, v. 31, n. 2 2018.

SOUZA, Sheila Mendonça de. Arqueologia Funerária e a Furna do Estrago. Clio Arqueologia. V33N2, p. 44-92, 2018.

People with dwarfism and cleft palate may have been revered in ancient times. Disponível em: www.sciencemag.org/news/2019/03/people-dwarfism-and-cleft-palate-may-have-been-revered-ancient-times. Pesquisa realizada em 13/04/2019.

PORTO-GONÇALVES, Carlos W. A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais Perspectivas latino-americanas (Apresentação da edição em português). In: Lander, EDGARDO (Org.) A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais Perspectivas latino-americanas. Colección Sur Sur, CLACSO, Ciudad Autónoma de Buenos Aires, Argentina. setembro 2005.




DOI: https://doi.org/10.33052/inter.v5i8.241597

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.