Gênero, sexualidades e os desafios para educadore(a)s infantis

Virginia Georg SCHINDHELM

Resumo


RESUMO

O artigo resgata discussões dos trabalhos de mestrado e doutorado em educação sobre gênero, sexualidades e a formação docente para lidar com as questões cotidianas das escolas infantis. Sexualidade e gênero são campos inter-relacionados, todavia suas concepções e práticas se confundem e as tornam difíceis para pensá-las distintamente. Apresenta dados empíricos construídos nas produções acadêmicas com prioridade para narrativas de educadore(a)s sobre seus saberes e experiências vivenciadas nas escolas. Gênero e sexualidades são discutidos como concepções constitutivas da subjetividade, que falam sobre cada sujeito, seu corpo, sua cultura e o contexto social em que está inserido. Os trabalham destacam (a) a importância do tema ser refletido por docentes para desmistificar (des)conhecimentos e (pre)conceitos sexuais experienciados na escola (b) a busca de novas concepções e práticas no exercício da profissão, como alternativas e estratégias que contribuam para melhorias do processo formativo docente e das práticas laboriais de educadore(a)s infantis brasileiro(a)s.

Formação docente. Gênero e sexualidades. Educação infantil.

 

Gender, sexuality and the infant educators’ challenge

ABSTRACT

This article brings back master’s degree and PhD education works about gender, sexuality and teachers’ formation to deal with everyday situation in infant schools. Sexuality and gender are connected fields, although the conceptions and practices mix up and make it difficult to think about them clearly. It presents experimental data made in academical productions choosing educators’ narratives about their experiences in schools. Gender and sexualities are discussed as typical conceptions, which discuss about each person, body, culture and the social context in which he/she is inserted. The work appoints (a) this theme is important to be reflected by educators to make (un)known and prejudices sexual experienced in school clear (b) searching new professional conceptions and practices as possibilities and strategies which help to make the teachers’ learning process and working infant educators’ practices improve.

Teachers’ formation. Gender and sexualities. Infant education.

 

Género, sexualidad y desafíos para los educadores de la primera infancia

RESUMEN

El artículo recupera las discusiones de los trabajos de maestría y doctorado en educación sobre género, sexualidad y formación docente para abordar los problemas diarios de las escuelas infantiles. La sexualidad y el género son campos interrelacionados, sin embargo, sus conceptos y prácticas se confunden y hacen que sea difícil pensarlos distintamente. Presenta datos empíricos construidos en producciones académicas con prioridad para las narraciones de los maestros sobre sus conocimientos y experiencias en las escuelas. El género y las sexualidades son discutidos como concepciones constitutivas de subjetividad, que hablan sobre cada sujeto, su cuerpo, su cultura y el contexto social en el que se inserta. Los trabajadores destacan (a) la importancia de que los maestros reflejen el tema para desmitificar (des)conocimientos y (pre)conceptos sexuales experimentados en la escuela (b) la búsqueda de nuevas concepciones y prácticas en el ejercicio de la profesión, como alternativas y estrategias que contribuyan para mejorar el proceso de formación del profesorado y las prácticas laborales de los educadores infantiles brasileños. Formación del profesorado.

Género y sexualidades. Educación Infantil

 

Genere, sessualità e sfide per gli educatori della prima infancia

SINTESE

L'articolo riprende le discussioni sul lavoro di master e dottorato nell'educazione su genere, sessualità e formazione degli insegnanti per affrontare le questioni quotidiane delle scuole per bambini. Sessualità e genere sono campi correlati, tuttavia le loro concezioni e pratiche sono confuse e rendono difficile pensarle distintamente. Presenta dati empirici costruiti in produzioni accademiche con priorità per le narrazioni degli insegnanti sulle loro conoscenze ed esperienze vissute nelle scuole. Genere e sessualità sono discussi come concetti costitutivi della soggettività, che parlano di ogni argomento, del suo corpo, della sua cultura e del contesto sociale in cui è inserito. I lavoratori sottolineano (a) l'importanza del tema riflesso dagli insegnanti per demistificare la (non) conoscenza e i concetti (pre) sessuali vissuti a scuola (b) la ricerca di nuovi concetti e pratiche nell'esercizio della professione, come alternative e strategie che contribuiscono per migliorare il processo di formazione degli insegnanti e le pratiche di lavoro degli educatori brasiliani dei bambini. Formazione degli insegnanti.

Genere e sessualità. Educazione della prima infanzia.


Texto completo:

PDF

Referências


BENJAMIN, Walter. Experiência e pobreza. In: BENJAMIN, Walter Obras escolhidas. Magia e técnica, arte e política. 7 ed. v. 1. Tradução de Sergio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense. 1994. (Ensaios sobre Literatura e História da Cultura: obras Escolhidas, v. 1). p. 114-119.

BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas. Charles Baudelaire um lírico no auge do capitalismo. 1 ed. V. 3. Tradução de José Martins Barbosa, Hemerson Alves Baptista. São Paulo: Brasiliense, 1989.

CARVALHAR, Daniele Lameirinhas. Relações de gênero no currículo da educação infantil: a produção das identidades de princesas, heróis e sapos. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Belo Horizonte, 2009.

CASAROTTI, Magda Helena Balbino. Sexualidade na educação infantil: impasses dos professores frente às questões das crianças. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação), Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de

Minas Gerais – UFMG, Belo Horizonte, 2009.

CONNELL, Robert W. Políticas da masculinidade. Revista Educação & Realidade, Porto Alegre: UFRGS, v. 20, n.5, p.185-206, jul/dez 1995.

GUATTARI, Félix. ROLNIK, Suely. Micropolítica. Cartografias do desejo. 2 ed. Petrópolis, RJ, Vozes, 1986.

JESUS, Railda Maria Bispo de. Abordagens de gênero e sexualidade na educação infantil: dilemas, desafios e perspectivas no fazer pedagógico da sala de aula. 2010. Dissertação (Mestrado em Educação), Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal da Bahia - UFB, Salvador, 2010.

LOURO, Guacira Lopes. Educação e gênero: a escola e a produção do feminino e do masculino. In: SILVA, Luiz Heron; AZEVEDO, José Clóvis de (orgs.). Reestruturação curricular: teoria e prática no cotidiano da escola. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995, p. 172-182.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação. Uma perspectiva pósestruturalista. 10. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

LOURO, Guacira Lopes. Pedagogias da sexualidade. In: LOURO, Guacira Lopes. (org.). O Corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2001. p. 07-34. (org.). O Corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2001. p. 07-34.

LOYOLA, Maria Andréa. A sexualidade como objeto de estudo das ciências humanas. In: HEILBORN, Maria Luiza (org). Sexualidade. O olhar das ciências sociais. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999. p. 31-39.

MEYER, Dagmar Estermann. Gênero e educação: teoria e política. In: LOURO, Guacira Lopes; FELIPE, Jane; GOELLNER, Silvana Vilodre (orgs.). Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo na educação. 5. ed., Petrópolis, RJ:

Vozes, 2010. p. 9-27.

NÓVOA, Antonio. Os professores e as histórias de vida. In: NÓVOA, Antonio (org.) Vida de Professores. 2 ed. Porto: Porto editora, 2000.

NUNES, Cesar; SILVA, Edna. A educação sexual da criança: subsídios teóricos e

propostas práticas para uma abordagem da sexualidade para além da transversalidade. 2. ed., Campinas, SP: Autores Associados, 2006 (Coleção Polêmicas do Nosso Tempo).

SILVA, Anamaria Santana de. O curso de pedagogia e a formação para a educação infantil. Revista Pro-Posições, Campinas, v. 16, n. 2 (47), p. 159-175, maio/ago. 2005.

SILVEIRA, Jennifer Martins. Manifestações da sexualidade da criança na educação infantil: estranhamentos e desafios. 2010. Dissertação (Mestrado em Educação), Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica de Goiás

- PUC GOIÁS, Goiânia, 2010.

WEEKS, Jeffrey. O corpo e a sexualidade. In: LOURO, Guacira Lopes (org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Tradução dos artigos: Tomaz Tadeu da Silva. 2. ed., Belo Horizonte: Autêntica, 2001. p. 35-82.

WEEKS, Jeffrey. Sexuality. Third edition. London: Routledge, 2010.

WEEKS, Jeffrey. The languages of sexuality. London: Routledge, 2011.




DOI: https://doi.org/10.33052/inter.v6i10.244894

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Virginia Georg SCHINDHELM

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.