Relações Entre o Relevo e Agroecossistemas na Ecorregião Paraná-Guimarães (The Relationship Between Relief and the Agroecossystems in Paraná-Guimarães Ecoregion)

Tamiris de Assis, Èder de Souza Martins, Antonio Felipe Couto Júnior

Resumo


O relevo é um dos fatores que formam a paisagem, fundamental para análise da cobertura da terra e o planejamento ambiental. Dentro deste contexto se insere o presente trabalho cujo objetivo é apresentar as relações entre os padrões de relevo e a organização espacial dos agroecossistemas de bacias hidrográficas representativas da ecorregião do Paraná-Guimarães, localizadas no Sudoeste Goiano: Paranaíba, Peixe, Bonito, Diamantino, Bois e Claro. O mapeamento das unidades de relevo consistiu na utilização de cenas da missão Shuttle Radar Topography Mission (SRTM) e posteriormente a classificação supervisionada para delimitação dos compartimentos de relevo. Para integração das informações obtidas do relevo com os dados geológicos e de uso e cobertura da terra, foram utilizadas a base do acervo EIBH e do SIEG, respectivamente. Foi possível identificar oito unidades de relevo dentro da área de estudo: Planalto Residual (15,53%), Planalto Parcialmente Denudado (6,20%), Mesa (1,43%), Frente de Recuo Erosivo (7,60%), Rampas de Colúvio (7,45%), Depressão Intraplanáltica (22,80%), Depressão Dissecada (35,35%) e Planície Fluvial (3,64%). De modo geral, em todas as unidades de relevo se verificou a relação existente com as unidades geológicas e com as classes de uso e cobertura da terra. A Depressão Dissecada sobre a Formação Adamantina dominam as coberturas formadas por pastagens cultivadas e constitui a unidade mais representativa em termos de área e delimitação da paisagem. Por outro lado, no Planalto Residual e no Planalto Parcialmente Denudado sobre a Formação Cachoeirinha e as Coberturas Arenosas Indiferenciadas predominam a cobertura agrícola. O estudo mostrou que a ação antrópica predomina sobre relevos planos e contínuos. Porções com declividade elevada predominam a cobertura de cerrado em função das limitações de outros tipos de uso. Conclui-se que a abordagem utilizada de mapeamento do relevo constitui uma importante ferramenta nos estudos de paisagem.

 

 

 

A B S T R A C T

The relief is one of the factors of landscape, fundamental for the analysis of land cover and environmental planning. This study presents the relationship between the relief patterns and spatial organization of agro-ecosystems in representative watersheds of the Paraná-Guimarães ecoregion, located in Southwest Goiás: Paranaíba, Peixe, Bonito, Diamantino, Bois and Claro. The mapping of landscape units was the use of Shuttle mission scenes Radar Topography Mission (SRTM) and later the supervised classification for delimitation of the relevant compartments. For integration of information obtained relief with geological data and use and land cover were used to base the EIBH acquis and the SIEG, respectively. Was identified eight relevant units within the study area: Residual Plateau (15.53%), Partly Denudated Plateau (6.20%), Mesa (1.43%), Erosive Front (7.60%), Colluvial Ramps (7.45%), Intraplanaltic Depression (22.80%), Dissected Depression (35.35%) and Plain River (3.64%). In general, in all relevant relief units was found the relationship with the geological units and the land use and land cover classes. In the Dissected Depression on Adamantina Formation dominates cultivated pastures is the most representative unit in terms of area and delimitation of the landscape. On the other hand, the Residual Plateau and Partly Denudated Plateau on Cachoeirinha Formation and Cobertura Arenosa predominate agricultural coverage. The study showed that human action predominates over continuous and plan relief. Cerrado cover predominates on portions with a high slope due to the limitations of other use types. The study concludes that the relief mapping approach used is an important tool in landscape studies.Key words: geomorphology, land use and land cover, landscape 

 


Palavras-chave


geomorfologia, uso e cobertura da terra, paisagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v9.2.p498-510



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License