Estimativa da Pluviométrica Através das Técnicas da krigagem e cokrigagem no Estado de Sergipe

Wellington Jorge Cavalcanti Lundgren

Resumo


A previsão da intensidade de chuva em determinado local não amostrado é de grande interesse para a meteorologia e hidrologia. Esta pesquisa teve como objetivo a construção de mapas mensais de chuvas para todo o Estado de Sergipe. Para isso foram utilizados dados de 64 estações meteorológicas distribuídas irregularmente por todo o estado. Para a construção dos mapas foram utilizadas duas técnicas de interpolação denominadas de krigagem e  cokrigagem. Para a cokrigagem a variável secundária utilizada foi a altitude, sendo utilizadas 162 altitudes obtidas com distribuição geográfica irregular para todo o Estado. A cokrigagem apresentou resultados mais consistentes do que a krigagem, a comparação entre as duas técnicas foi realizada pela validação cruzada, em que a reta de regressão entre os valores estimados e observados, forneceu a inclinação angular, o intercepto e o R2. Como parâmetros de erros ainda foram utilizados a média dos erros, o desvio padrão dos erros, a soma dos erros individuais e o erro padrão da estimativa. Para todos os meses do ano a cokrigagem apresentou a maioria dos erros com melhores resultados do que a krigagem, os únicos erros que a krigagem apresentou resultados superiores a cokrigagem foi a média dos erros e/ou o intercepto.


Palavras-chave


Chuvas, Nordeste, Geoestatística, Isolinhas, Secas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5935/1984-2295.20170055



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License