Influência das Características Geomorfológicas e Climáticas no Movimento de uma Pluma de Poluentes: Exemplo do Distrito Industrial de Pirapora, Minas Gerais, Brasil (Influence of Climatic and Geomorphological Characteristics on the Movement of a Plume of Pollutants :Example from Industrial District of Pirapora, Minas Gerais, Brazil)

Elizêne Velloso, Adolf Heinrich Horn, Vilma Lúcia Macagnan Carvalho, Isabela Claret Torres

Resumo


Este trabalho apresenta uma análise da circulação de uma pluma de particulados atmosféricos emitidos no distrito industrial de Pirapora. A metodologia incluiu o estudo da direção e velocidade dos ventos; levantamento da extensão e direção da pluma em imagens de satélite e avaliação do condicionamento geomorfológico baseado em levantamentos de campo e dados SRTM. A dinâmica atmosférica regional histórica é marcada por ventos de nordeste (NE) e direciona a movimentação preferencial da pluma para sudoeste (SW). A geomorfologia atua no controle da dispersão por meio de dois corredores geomorfológicos (NE-SW) e (E-W), estes delimitados por barreiras orográficas nas cotas médias de 600m e 800m. Foi verificado no quadrante oeste (W) perfil de pluma com extensão de 128,5 km, sendo este o de maior risco ambiental devido à deposição de poluentes transportados por ventos de leste (E). As imagens de satélite associadas à dinâmica dos ventos e feições do relevo permitiram a identificação das áreas com maior possibilidade de degradação da qualidade do ar e acúmulo de material particulado. A quantidade e qualidade da sua deposição em animais, plantas e superfícies depende das propriedades particulares e condicionamento da pluma. Estes resultados são importantes no direcionamento dos estudos de contaminação nos compartimentos ambientais receptores (solo e vegetação) na área de deposição da pluma e poderão subsidiar ações de gestão ambiental, bem como auxiliar na tomada de decisões por parte dos gestores públicos.



 

A B S T R A C T

 

This paper presents an analysis of the movement of a plume of atmospheric particulates emitted in the industrial district of Pirapora, Minas Gerais, Brazil. The methodology included the study of wind direction and speed, evaluation of plume extent and direction in satellite images and field observations and the geomorphological conditionins based on mapping and SRTM data. The regional atmospheric dynamics are marked by winds mainly from the NE and therefore the preferred plume orientation is SW. Two geomorphological corridors (NE-SW) and (E-W) with altitudes of 600 m and 800m controlled the plume dispersion in the direction of SW and E. The greatest environmental risk of deposition of pollutants carried by winds from the East is given by the plume distribution in around 128.5 km. The information of satellite images associated with wind dynamics and geomorphological features allowed the identification of different areas with different degree of air quality degradation and particulate accumulation. These results should subsidize environmental management actions, as well as assist in public managers decisions.

 

Keywords: particulate matter, geomorphology, atmospheric movement, environmental risk.



Palavras-chave


material particulado, geomorfologia, movimentação atmosférica, risco ambiental

Texto completo:

PDF

Referências


Albuquerque, F., 2010. Formação e transporte das partículas finas inorgânicas em uma atmosfera urbana: o exemplo de São Paulo. Dissertação (Doutorado em Meteorologia) – Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Almeida-Filho, R., Shimabukuro, Y.E. 2004. Monitoring biomass burning in the Brazilian Amazônia. International Journal of Remote Sensing, 25: 5537-5542.

Alves, S.F., 2013. Utilização do modelo de dispersão ARTM associado a recursos de geoprocessamento para simulação do impacto ambiental radiológico e emissões atmosféricas de um reator de pesquisa. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia das Radiações, Minerais e Materiais) – Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

Bouças, J.G., 2009. Aplicação de técnicas nucleares nos estudos de avaliação da poluição do ar da região metropolitana de Belo Horizonte. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia das Radiações, Minerais e Materiais) – Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear – Belo Horizonte.

Cheremisinoff, N.P., 2002. Handbook of Air Pollution Prevention and Control. Woburn: Butterworth-Heinemann.

Cooper, C.D., Alley, F.C., 2011. Air pollution control: a design approach. 4 ed. Long Grove: Waveland Press,

CPRM., 2001. Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais. Análise de Consistência de dados. Belo Horizonte.

De Nevers, N., 2001. Air pollution control engineering. 2 ed. Boston: McGraw-Hill.

FEAM., 2010. Levantamento da situação ambiental e energética do setor de prospecção de ações para o desenvolvimento sustentável da atividade: relatório de requisitos legais / Gerência de Desenvolvimento e Apoio técnico às Atividades Industriais. FEAM DPED - GEDIN - RT 07/2010. Belo Horizonte: Fundação Estadual de Meio Ambiente.

Florenzano, T.G., 2002. Imagens de satélites para estudos ambientais. São Paulo: Oficina de Textos.

Gomes, J., 2010. Poluição Atmosférica: um manual universitário. 2 ed. Porto: Publindústria, Edições Técnicas.

Hoinaski, L., 2010 Avaliação de métodos de identificação de fontes emissoras de material particulado inalável (PM10). 116p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Jacobson, M.Z., 2002. Atmospheric Pollution: history, science and regulation. 399 p. Cambridge: Cambridge University Press.

Maioli, B.G., 2011. Quantificação e caracterização do Material Particulado fino (MP2,5) na região metropolitana da grande Vitória-ES. 118f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro Tecnológico, Vitória.

Moreira, D.M., Tirabassi, T. Moraes, M.R., 2004. Meteorologia e Poluição da Atmosfera. Ambiente & Sociedade, Vol. VII nº. 2 jul./dez. p. 1-13.

Moreira, D., Tirabassi, T., 2004. Modelo matemático de dispersão de poluentes na atmosfera: um instrumento técnico para a Gestão Ambiental. Ambiente & Sociedade, 7, 159 -172.

Moreira, D., Tirabassi, T., 2004. .Modelo matemático de dispersão de poluentes na atmosfera:um instrumento técnico para a gestão ambiental, Ambiente & Sociedade 7, 159-172.

Ribeiro, L., 2009. Procedimento de Determinação dos Coeficientes de Dispersão Atmosférica do Modelo Gaussiano através de Análise Fotográfica de Plumas de Fumaça. Rio de Janeiro: Dissertação (mestrado) - Instituto Militar de Engenharia – Rio de Janeiro, 116 f.

Stern, A.C., 1986. Air Pollution: Suplement to air pollutants, their transformation, transport, and effects. v.6. 3 ed. Orlando: Academic Press.

Tadano, Y.S., 2012. Simulação da Dispersão dos Poluentes Atmosféricos para Aplicaçãoem Análise de Impacto. Campinas: Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas.

Torsani, J.A., Viswanadham, Y., 1982. A study of atmospheric diffusion from the LANDSAT. Journal of Geophysical Research 87, 9621-9635.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v11.1.p044-056

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License