CONDICIONANTES PARA ELABORAÇÃO DE UM MODELO CONCEITUAL HIDROGEOLÓGICO DA SUB-BACIA DO RIBEIRÃO RODEADOR, BACIA DO RIO DESCOBERTO/DF, COMO FERRAMENTA PARA A GESTÃO INTEGRADA DE RECURSOS HÍDRICOS (Conditioning factors for the elaboration of a hydrogeological conceptual model of the Ribeirão Rodeador subwatershed, Descoberto watershed river, Distrito Federal, as a tool for the integrated water resources management)

Elisa Marie Sette Silva, Marina Rique Cangiano, Luciano Soares da Cunha, Nilson Guiguer

Resumo


O Distrito Federal tem importante papel para a hidrografia brasileira por possuir nascentes de três grandes bacias: Tocantins, Paraná e São Francisco. No entanto, na região há pouca disponibilidade hídrica frente à crescente demanda populacional. Reflexo disso, foi a crise hídrica decretada em 2017 na capital federal. A Bacia do Rio Descoberto, por ser o maior manancial do Distrito Federal (DF), possui relevante papel nesse contexto, assim como sua sub-bacia do Ribeirão Rodeador, um de seus principais afluentes. Portanto, no sentido de compreender o funcionamento hidrogeológico da sub-bacia de maneira integrada (sistemas hídricos superficiais e subterrâneos) e, assim, contribuir com o aprimoramento da gestão hídrica na bacia. Este estudo apresenta proposta de modelo conceitual hidrogeológico, elaborado a partir de classificação de imagem de satélite, análise de séries históricas de dados pluviométricos e fluviométricos e do cruzamento de dados hidrológicos com outros dados físicos integrados em um sistema de Sistema de Informações Geográficas (SIG) da bacia. 

Palavras-chave: Hidrologia, SIG, modelagem conceitual hidrogeológico, gestão hídrica, outorga de uso da água, Mike She.

 

 

 

A B S T R A C T

Distrito Federal has an important role for the Brazilian hydrography because it has springs of three large basins: Tocantins, Paraná and São Francisco. However, there is little water availability in the region facing the growing population demand. Consequently, in 2017 a water crisis was declared in the federal capital. The Descoberto River Basin, for being the largest source in the Federal District, has a relevant role in this context, as well as its sub-basin of Ribeirão Rodeador, one of its main tributaries. Therefore, in order to understand the hydrogeological functioning of the sub-basin in an integrated manner (surface and underground water systems) and thus to contribute to the improvement of water management in the basin, this study presents a hydrogeological conceptual model, elaborated from classification of satellite image, analysis of historical series of pluviometric and fluviometric data, and crossing of hydrological data with basin GIS.

Keywords: Hydrology, SIG. hydrogeological conceptual modeling, water management, water use license, Mike She.


Palavras-chave


Hidrologia. SIG. Modelagem conceitual hidrogeológico. Gestão hídrica. Outorga de uso da água. Mike She.

Texto completo:

PDF

Referências


ADASA. Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal. Plano de Gerenciamento Integrado de Recursos Hídricos do Distrito Federal – Relatório Síntese. Brasília, DF, 2012.

______ . Relatório de Consultoria Técnica - Gestão de recursos hídricos subterrâneos no Distrito Federal: diretrizes, legislação, critérios técnicos, sistema de informação geográfica e operacionalização. 2007. Executores: José Eloi Guimarães Campos, Márcia Tereza Pantoja Gaspar e Tatiana Diniz Gonçalves.

______ . Revisão e Atualização do Plano de Gerenciamento Integrado de Recursos Hídricos do Distrito Federal Revisão e Atualização do Plano de Gerenciamento Integrado de Recursos Hídricos do Distrito Federal – PGIRH. Relatório Final Diagnóstico, vol. 1, 2012. Disponível em < www.adasa.df.gov.br/images/stories/anexos/rtp-3_rev.03.pdf>. Acesso em 29 ago. 2017.

AGÊNCIA BRASÍLIA. Adasa identifica 1.015 poços irregulares na bacia do Descoberto. Disponível em: Acesso em: novembro de 2017.

AGUSTINHO, D. P. Complexidade na governança da água no DF: desafios para o Comitê de Bacia Hidrográfica do rio Paranoá. 2012, Dissertação (Mestrado em desenvolvimento Sustentável), Universidade de Brasília, Brasília.

ANA. Agência Nacional de Águas. Abastecimento Comprometido. 2010. Disponível em , acesso em 20 set. 2017.

CAESB. Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal. A água, o cidadão e a CAESB – Em busca do uso sustentável da água no Distrito Federal, Brasília, DF, 2014.

______ . SIÁGUA – Sinopse do Abastecimento de Água do Distrito Federal. Brasília, DF, 2014.

CHELOTTI, G.B. Mapeamento de uso do solo da bacia hidrográfica do Alto Descoberto, no Distrito Federal, por meio de classificação orientada a objetos com base em imagem de satélite Landsat 8 e softwares livres. Revista Brasileira de Geomática, v.5, n.2, p.172-185. Curitiba, abr/jun 2017.

FERRIGO, SARA. Análise de consistência dos parâmetros do modelo SWAT obtidos por calibração automática – estudo de caso da bacia do lago Descoberto - DF. 2014. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos), Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, Universidade de Brasília, Brasília.

FLORENZANO, T.G. Iniciação em Sensoriamento Remoto. 3.ed. atualizada e ampliada, Ed. Oficina de textos, cap. 4 e 5, São Paulo, 2011.

GONÇALVES, T. D. Clohe, hristoph; Campos, J. E. G. Caracterização hidráulica dos aquíferos porosos do Distrito Federal. Brazilian Journal of Geology. v.45, n.2 p. 259-271, 2015. Disponível em , acesso em 20 jun. 2018.

GDF. GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL. Plano Integrado de Enfrentamento à Crise Hídrica. 2017. Disponível em:

Acesso em 23 jul. 2018.

HUSHTON, K. R. Groundwater hydrology – Conceptual and computational models. John Wiley & Sons Ltd, The Atrium, Southern Gate, Chichester, 2003. 416p.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), coordenação de recursos naturais e estudos ambientais. Manual Técnico de Geomorfologia. 2 ed. Rio de Janeiro, 2009.

KUMAR, C.P. Groundwater Modelling Software – Capabilities and Limitations. Journal of Environmental Science, Toxicology and Food Technology; vol. 1, n.2, p.45-57. USA, 2012.

LOUDYI, D; Falconer, R; Lin, B. MODFLOW: An Insight into thirty years development of a Standard Numerical Code for groundwater simulations. Cuny Academic Works, 2014. Disponível em:

< https://academicworks.cuny.edu/cc_conf_hic/168> Acesso em: 29 jul.2018.

LOUSADA, E.O; Campos, J.E.G. Proposta de modelos hidrogeológicos conceituais aplicados aos aquíferos da região do Distrito Federal. Revista Brasileira de Geociências, v.35, n.3, p. 407-414, 2005.

MPDF. Ministério Público do Distrito Federal. Plano Integrado de Enfrentamento da Crise Hídrica, Governo do Distrito Federal, fevereiro de 2017. Disponível em: Acesso em: 13 de setembro de 2017.

PONZONI, F.J; Shimabukuro, Y.E; Kuplich, T.M. Sensoriamento Remoto da Vegetação. 2.ed.atualizada e ampliada, cap.3, Ed. Oficina de textos, São Paulo, 2012.

PRUCHA, B; Graham, D; Watson, M. et al. Mike-She integrated groundwater and surface water model used to simulate scenario hydrology for input to DRIFT-ARID: the Mokolo River case study. Water SA, v. 42, n. 3, South Africa, Jul 2016.

ROCHA, E.R.L e Cézar, M.C.M. Balanço Hídrico do Reservatório do Rio Descoberto, In:XXI Simpósio Brasileiros de Recursos Hídricos, Brasília, DF, 2015.

SINGH, Ajay. Groundwater resources management through the applications of simulation modeling: review. Science of the Total Environment. Elsevier, v.499, p. 414-423. USA, 2014.

TUCCI, Carlos E.M. Modelos Hidrológicos. 2.ed; cap. 1 e 3. Ed. UFRGS, Porto Alegre, 2005.

TUCCI, Carlos E. M.; Hespanhol, Ivanildo; Cordeiro Netto, Oscar de M. Gestão da Água no Brasil. Brasília: UNESCO, 2001.

TUNDISI, J. G.; TUNDISI, T. M . Recursos hídricos no século XXI. São Paulo: Oficina de textos, 2011.

ZOBY, José L. G.; Duarte, Uriel. Caracterização hidrogeológica do Ribeirão Sobradinho - DF. Revista do Instituto de Geociências - USP, São Paulo, v.1, p.79-99, novembro 2001.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v12.4.p1635-1648

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License