Análise da qualidade das águas e do estado trófico de cursos hídricos afluentes ao reservatório do Lobo, Itirapina, São Paulo, Brasil.

Phelipe Silva Anjinho, Gabriela Leite Neves, Mariana Abibi Guimarães Araujo Barbosa, Frederico Fabio Mauad

Resumo


As atividades humanas realizadas para promoção do desenvolvimento econômico e social alteram a quantidade e a qualidade das águas. A análise da qualidade dos ecossistemas aquáticos é importante para compreender o estado de conservação dos recursos hídricos e identificar áreas prioritárias à gestão das águas. O objetivo desse trabalho foi analisar a qualidade das águas e o estado trófico de cursos hídricos afluentes ao reservatório do Lobo, localizados na bacia hidrográfica do ribeirão do Lobo (BHRL), situada na região centro-leste do estado de São Paulo. Para tanto, foram analisados parâmetros físicos e químicos da água em 10 pontos de coleta distribuídos entre o rio Itaqueri, ribeirão do Lobo e córrego Água Branca. Os parâmetros foram analisados em duas campanhas realizadas em 2018, uma no período seco, nos meses de junho/julho, e outra no período chuvoso no mês de novembro. Os resultados dos parâmetros de qualidade da água foram comparados aos valores de referência estabelecidos pela Resolução CONAMA 357/2005 para rios classe 2. A análise dos parâmetros de qualidade da água mostra que alguns trechos dos cursos hídricos analisados não estão em conformidade com os padrões de referência estabelecidos pela Resolução. Os trechos mais críticos ocorrem no córrego Água Branca, a jusante da cidade de Itirapina, que recebe os efluentes da Estação de Tratamento de Esgoto de Itirapina, e nas regiões de nascentes do rio Itaqueri e ribeirão do Lobo, provavelmente devido às atividades agropecuárias que ocorrem no local.

 

Analysis of water quality and trophic state of tributaries of the Lobo reservoir, Itirapina, Sao Paulo, Brazil

 

A B S T R A C T

Anthropic activities performed to promote economic and social development alter the quantity and quality of water. Analysis of aquatic ecosystems quality is important to understand the state of water resources conservation and to identify priority areas for water management. The objective of this study was to evaluate the water quality and trophic state of watercourses that flow into the Lobo reservoir, located in the Lobo Stream Drainage Basin (LSDB), located in the east region of the state of São Paulo. For this, physical and chemical water parameters were analyzed in 10 sampling points distributed in the Itaqueri river, Lobo stream and Água Branca stream. The parameters were analyzed in two campaigns carried out in 2018, one in the dry period, in June and July, and another in the rainy period, in November. The results of the water quality parameters were compared with the reference values established by CONAMA Resolution 357/2005 for class 2 rivers. The results show that some sections of the analyzed watercourses do not comply with the reference standards established by the Resolution. The most critical sections occur in the Água Branca stream, downstream the city of Itirapina, which receives the effluents from the Itirapina sewage treatment plant, and in the headwaters of the Itaqueri river and Lobo streams, due to the agricultural activities that occur in this region.

Keywords: water resources, water quality, Itaqueri river, Lobo reservoir, trophic state.


Palavras-chave


Recursos Hídricos, Qualidade da Água, Rio Itaqueri, Reservatório do Lobo, Estado Trófico.

Texto completo:

PDF

Referências


Alilou, H et al., 2019. A novel approach for selecting sampling points locations to river water quality monitoring in data-scarce regions. Journal of Hydrology, 573, 109-122. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jhydrol.2019.03.08

Argenton, É C., 2004. Limnologia, balneabilidade e impactos ambientais: uma análise temporal e espacial na represa do Lobo (Broa), Itirapina/Brotas-SP. Dissertação (Mestrado em Ciências da Engenharia Ambiental) - EESC-USP.

Arroio Junior, P. P., 2013. Avaliação da produção e transporte de sedimentos na bacia hidrográfica do Rio Itaqueri, municípios de Itirapina e Brotas – SP. Dissertação (Mestrado em Ciências da Engenharia Ambiental) – EESC-USP.

APHA. American public health association, 1992. Standard methods for examination of water and wastewater. Washington: American Public Health Association.

Carvalho, A. E. F., 2011. Análise limnológica e ecotoxicológica de sistemas lóticos e lênticos da baciahidrográfica dos rios Itaqueri e Lobo (Itirapina/Brotas–SP). TCC (Graduação) - EESC-USP.

CEPAGRI. Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicada à Agricultura, 2019. Disponível em: < https://www.cpa.unicamp.br/>

CETESB. Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, 2017. Relatório Anual de Qualidade das Águas Interiores no Estado de São Paulo. São Paulo.

CETESB. Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, 2009. Relatório Anual de Qualidade das Águas Interiores no Estado de São Paulo. Apêndice A. São Paulo.

CONAMA. Conselho Nacional do Meio Ambiente, 2005. Resolução nº 357 de 17 de março de 2005. Brasília: DOU de 19/03/2.

Delello, D., 2008. Composição e distribuição (espacial e temporal) de macrófitas aquáticas no reservatório do Lobo (Broa), Itirapina/Brotas, SP. Dissertação (Mestrado em Ciências da Engenharia Ambiental) - EESC-USP.

Estigoni, M. V., Matos, A. J. S., Mauad, F.F. 2014. Assessment of the accuracy of different standard methods for determining reservoir capacity and sedimentation. J. Soils Sediments, 14, 1224-1234. https://doi.org/10.1007/s11368-013-0816-x

Grizzetti, B. et al., 2016. Assessing water ecosystem services for water resource management. Environmental Science & Policy, 61, 194-203. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.envsci.2016.04.008

Grizzetti, B. et al., 2017. Human pressures and ecological status of European rivers. Scientific reports, 7, 205. Disponível em: https://doi.org/10.1038/s41598-017-00324-3

IF. Instituto Florestal do Estado de São Paulo, 2006. Plano de Manejo Integrado das Estações Ecológica e Experimetnal de Itirapina/SP.

Lamparelli, M. C., 2004. Graus de trofia em corpos d’água do estado de São Paulo: avaliação dos métodos de monitoramento. 2004. 238 p. Tese (Doutorado). Instituto de Biociência. Universidade de São Paulo, São Paulo.

Leonel, L. F., 2012. Utilização de bioensaios ecotoxicológicos com Danio rerio (Cypriniformes, Cyprinidae) e análises limnológicas para a avaliação dos ecossistemas aquáticos na bacia hidrográfica dos rios Itaqueri/Lobo (Itirapina/Brotas, SP). TCC (Graduação) - EESC-USP.

Le Moal, M. et al., 2019. Eutrophication: a new wine in an old bottle? Science of the Total Environment, 651, 1-11. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2018.09.139

Matheus, C. E.; TundisI, J. G., 1988. Estudo físico químico e ecológico dos rios da bacia hidrográfica do Ribeirão e represa do Lobo. In: Tundisi, J. G. (Org.) Limnologia e Ecologia de Represas. ACIESP, p. 419–472.

Moruzzi, T. B. et al., 2012. Avaliação de cargas difusas e simulação de autodepuração no córrego da Água Branca, Itirapina (SP). Geociências, 31, 447-458.

Motheo, D. F., 2005. Estudo limnológico na represa Carlos Botelho (Itirapina/Brotas-SP): uma reavaliação comparativa do sistema Lobo-Broa. Dissertação (Mestrado em Ciencias da Engenharia Ambiental) - EESC-USP.

Nishiyama, L., 1991. Mapeamento geotécnico preliminar da quadrícula de São Carlos, SP. 1991. 228p. Dissertação (Mestrado). Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos.

Nusch, E. A., 1980. Comparison of diferente methods for chlorophyll and phaeopigments determination. Archiv fur Hydrobiologie, 14, 14-36.

Pahl-Wostl, C., 2017. Governance of the water-energy-food security nexus: A multi-level coordination challenge. Environmental Science & Policy, 92, 356-367. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.envsci.2017.07.017

Pereira, R. S., 2004 Identificação e caracterização das fontes de poluição em sistemas hídricos. Revista Eletrônica de recursos hídricos, 1, 20–36.

Sanchez, A. L., 2012. Análise de risco ecológico para o diagnóstico de impactos ambientais em ecossistemas aquáticos continentais tropicais. Dissertação (Mestrado em Ciências da Engenharia Ambiental). EESC-USP.

Steffen, W. et al., 2015. Planetary boundaries: Guiding human development on a changing planet. Science, 347, 1259855. Disponível em: 10.1126/science.1259855

Tundisi, J. G. et al., 2003. Gerenciamento e Recuperação das Bacias Hidrográficas dos Rios Itaqueri e do Lobo e da UHE Carlos Botelho (Lobo-Broa) -Municípios de Itirapina e de Brotas. São Carlos: Rima Artes e Textos.

Tundisi, J. G.; Matsumura-Tundisi, T., 2014. The ecology of UHE Carlos Botelho (Lobo-Broa Reservoir) and its watershed, São Paulo, Brazil. Freshwater Reviews, 6(2), 75–91, 2014. doi: https://doi.org/10.1608/FRJ-6.2.727

Tundisi, J. G. et al., 2015. Water availability, water quality water governance: the future ahead. Proceedings of the International Association of Hydrological Sciences, 366, 75-79. doi: https://doi.org/10.5194/piahs-366-75-2015

Von Sperling, M., 2005. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. Belo Horizonte: Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental, Universidade Federal de Minas Gerais.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.1.p364-376

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License