Variação das dunas no Balneário Barra do Chuí, extremo sul do Brasil, entre 2005-2018

Guilherme da Silva Rodrigues, Ulisses Rocha de Oliveira, Karine Bastos Leal

Resumo


As dunas costeiras são feições naturais formadas a partir das praias arenosas, devido a interação do vento, areia e vegetação. No entanto, a ação humana torna-se uma variável cada vez mais relevante em sua dinâmica, ocasionando problemas ambientais. O presente trabalho tem como objetivo quantificar e caracterizar, a partir de uma série temporal de imagens orbitais no intervalo entre 2005 e 2018, a mobilidade das dunas no Balneário Barra do Chuí – RS, especificamente a variação na base das dunas frontais. O intuito é verificar processos de erosão e sedimentação na orla do balneário, bem como a variação do limite do reverso do campo de dunas, onde se encontra a área urbana edificada do balneário. A metodologia foi empregada a partir de imagens orbitais adquiridas no software Google Earth Pro® e técnicas realizadas nos softwares ArcGIS 10.3.1® e ERDAS Imagine 2013®. A variação das linhas de costa analisadas foi obtida a partir do Método do Polígono de Mudança, por meio de uma linha de controle aplicada aos limites praia-duna frontal e reverso da duna. O Balneário Barra do Chuí, no período estudado, apresentou predomínio de taxas de erosão das dunas frontais, onde depósitos pleistocênicos estão sendo diretamente trabalhados pela ação marinha. O reverso das dunas apresentou tendência de avanço em relação à retroterra. Constatou-se que em alguns locais o transporte eólico de sedimentos está soterrando algumas residências.


Palavras-chave


Limite praia-duna; Reverso das Dunas; Geotecnologias; Método do Polígono de Mudança.

Referências


Albuquerque, M.G., 2013. Análise espaço-temporal das causas da variabilidade da linha de costa e erosão na praia do Hermenegildo, RS. 112 f. Porto Alegre. Tese (Doutorado em Geociências) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Albuquerque, M.G., Leal Alves, D.C., Espinoza, J.M.A., Oliveira, U.R., Simões, R.S., 2018. Determining shoreline response to meteo-oceanographic events using remote sensing and unmanned aerial vehicle (UAV): case study in southern Brazil. Journal of Coastal Research, Special Issue 85, 766-770.

Bagnold, R.A., 1941. The physics of blown sand and desert dunes. London, Chapman and Hall, 265 p.

Boak, E.H., Turner, E.L., 2005. Shoreline Definition and Detection: A Review. Journal Of Coastal Research, Sydney 21, 688-703.

Buchmann, F.S.C., Caron, F., Lopes, R.P., Ugri, A., Lima, L.G. Panorama geológico da planície costeira do rio grande do sul. In: Ribeiro A.M., Bauermann S.G., Scherer, C.S. (Orgs.) 2009. Quaternário do Rio Grande do Sul – Integrando Conhecimentos, Monografias da Sociedade Brasileira de Paleontologia 1, 35-56.

Caron, F., 2007. Depósitos sedimentares associados à desembocadura do Arroio Chuí (PCRS) e suas relações com as variações do nível do mar durante o Holoceno. Dissertação (Mestrado) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Dillenburg, S.R., Tomazelli, L.J., Martins, L.R., Barboza, E.G., 2005. Modificações de longo período da linha de costa das Barreiras Costeiras do Rio Grande do Sul. Gravel [online] 3. Disponível em: < http://www.ufrgs.br/gravel/3/Gravel_3_02.pdf>. Acesso: 23 out. 2019.

Hesp, P.A., Thom, B.G., 1990. Geomorphology and evolution of active transgressive dunefields. In: Nordstrom, K.F., Psuty, N.P., Carter, B. (eds.) Coastal Dunes: Form and Process. London, John Wiley, 253-288.

Hesp, P.A., 2002. Foredunes and blowouts: initiation, geomorphology and dynamics. Geomorphology 48, 245-268,

Hoefel, F.G., 1998. Morfodinâmica de praias arenosas oceânicas: uma revisão bibliográfica. Itajaí: Editora da Univali, 90 p.

Leal, K.B., 2016. Análise da Variação da Linha de Costa nos Balneários Mostardense, Mar Grosso, Cassino e Barra do Chuí – RS a partir de geotecnologias. 90 f. Monografia (Graduação em Geografia) – Instituto de Ciências Humanas e da Informação, Universidade Federal de Rio Grande, Rio Grande.

Leal, K.B., Bonetti, J., Pereira, P.S., 2020 Influência da orientação de praia na retração da linha de costa induzida por marés de tempestade: Armação e Canasvieiras, Ilha de Santa Catarina – SC. Revista Brasileira de Geografia Física 13, 1730-1753.

Leal, K.B., Oliveira, U.R., Espinoza, J.A., 2018. Variação do limite praia duna nos Balneários Mostardense, Mar Grosso, Cassino e Barra do Chuí – RS no intervalo entre 2003-2015. Quaternary and Environmental Geosciences 1, 25-37.

Lélis, R.J.F., 2003. Variabilidade da linha de costa oceânica adjacente às principais desembocaduras do Rio Grande do Sul. Rio Grande. 79 f. Monografia (Graduação em Oceanologia) – Instituto de Oceanologia, Universidade Federal de Rio Grande, Rio Grande.

Mazzer, A.M., Dillenburg, S.R., 2009. Variações Temporais da Linha de Costa em Praias Arenosas Dominadas Por ondas do Sudeste da Ilha de Santa Catarina (Florianópolis, SC, Brasil). Pesquisas em Geociências 36, 117-135. Disponível em: . Acessado em: 10 jan. 2016.

Moller, B. A. 2014. Análise da distância da orla urbana dos balneários Cassino, Hermenegildo e Barra do Chuí - RS, em relação à linha de preamar marinha. 68 f. Monografia (Graduação em Geografia) – Instituto de Ciências Humanas e da Informação, Universidade Federal de Rio Grande, Rio Grande.

Moraes, A. C. R. 2007. Geografia Pequena História Critica. São Paulo: Annablume.

MPF. Ministério Público Federal, 2005. TAC, Termo de Ajuste de Conduta de 14 de junho de 2005.

Muehe, D., 2003. Geomorfologia costeira. Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. 6. ed. Rio de Janeiro: Bertrand, 253-308.

MVOTMA. Ministério de Vivienda, Ordenamiento Territorial y Medio Ambiente, 2013. Informe del estado del ambiente en Uruguay. Montevidéu.

Nobre, C.A., Cavalcanti, M. A. G., Nobre, P., Kayano, M. T., Bonatti, J. P., Satyamurti, P., Uvo, C. B., Cohen, J. C., 1986. Aspectos da climatologia dinâmica do Brasil. Climanálise, Número Especial.

Nordstrom, K.F., 2010. Recuperação de praias e dunas. Tradução - Silvia Helena Gonçalves. Oficina de Textos, São Paulo. 263 p.

Oliveira, U.R., Simões, R.S., Calliari, L.J., Gautério, B.C., 2018. Erosão de dunas sob ação de um evento extremo de alta energia de ondas na costa central e sul do Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Geomorfologia 1, 137-158.

Oliveira U.R., Simões R.S., Calliari L.J., Gautério B.C., 2019. Erosão de dunas sob ação de um evento extremo de alta energia de ondas na costa central e Sul do Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Geomorfologia 20, 137-158.

Romeu, M.A.R., Fontoura, J.A.S., Melo, E., Hammes, G., 2010. Estimativa dos cenários característicos de agitação marítima para a região oceânica do RS utilizando dados de reanálise do modelo WW3. Anais 4° Seminário e Workshop em engenharia Oceânica. Rio Grande. 14 p.

Santa Vitória do Palmar. Decreto Municipal nº 3.996, de 26 de julho de 2007. Institui o Fundo Municipal do Meio Ambiente e estabelece a Estrutura do Departamento de Meio Ambiente do Município de Santa Vitória do Palmar.

Santa Vitória do Palmar. Decreto Municipal nº 005 2018a. Ação emergencial no Balneário Barra do Chuí.

Santa Vitória do Palmar. Decreto Municipal nº 138 2018b. Regimento interno do Conselho Municipal do Meio Ambiente do Município de Santa Vitória do Palmar.

Silva, C., 2017. Análise da evolução da ocupação urbana na faixa oceânica do município de Santa Vitória do Palmar/RS: Balneários do Hermenegildo e da Barra do Chuí. 64 f. Dissertação (Mestrado em Geociências) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Short, A.D.B., 1999. Handbook of beach and shoreface morphodynamics. Chichester, 1-20.

Smith, M.J., Cromley, R.G., 2012. Measuring historical coastal change using GIS and the change polygon approach. Transactions in GIS 16, 15.

Souza, C.R.G., Filho, P.W.M.S., Esteves, L.S., Vital, H., Dillenburg, S.R., 2005. In: Patchineelam, S.M., Addad, J.E., Praias Arenosas e Erosão Costeira. Quaternário do Brasil. Holos Editora, Ribeirão Preto, 130-152.

Tessler, M.G., Goya, S.C., 2005. Processos costeiros condicionantes do litoral brasileiro. Revista do Departamento de Geografia 17, 11-23.

Tomazelli, L.J. Dillenburg, S.R. Villwock, J.A., 2009. Sistemas Deposicionais e Evolução geológica da Planície Costeira do Rio Grande do Sul, Uma Síntese. UFRGS, 328-339.

Vasconcelos, F.P., 2005. Gestão Integrada da zona costeira: ocupação antrópica desordenada, erosão, assoreamento e poluição ambiental do litoral. Fortaleza: Premius.

Villwock, J.A., Tomazelli, L.J., Dillenburg, S.R., Bachi, F.A.; Dehnhardt, B.A., 1996. A Transgressão Marinha Atual na Costa do Rio Grande do Sul. In: Congresso Brasileiro de Geologia, 39. Salvador. Anais do 39 Congresso Brasileiro de Geologia 5, 296-299.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v14.2.p%25p

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License