A pioneering community in dunes: does anthropization modify floristic composition?

Maykon Rodrigues de Barros Moura, Ana Valéria Costa da Cruz, Francisco Soares Santos-Filho, Josiane Silva Araújo

Resumo


A zona costeira do Piauí tem sido fortemente impactada nos últimos anos pela intervenção antrópica – processos urbanísticos, turismo predatório, descarte inadequado de resíduos sólidos – principalmente sobre as áreas de dunas. Os impactos negativos refletem nos estratos vegetais, dentro os quais se destacam as formações herbáceas, alterando sua estrutura e dinâmica, comprometendo o equilíbrio do ecossistema. Assim, este estudo avaliou as diferentes formações herbáceas em dunas em estado de conservação e antropização, assim como, identificou a diversidade de espécies presentes nos dois ambientes, as espécies dominantes, comuns e indicadoras de efeitos antropogênicos. A pesquisa procedeu na cidade de Luís Correia, litoral do Piauí, nas proximidades das praias do Coqueiro e Macapá, onde foram realizadas as coletas das dunas antropizadas e conservadas, respectivamente. Foi empregado o método de parcelas, totalizando 200 parcelas em 4 dunas. O material vegetal foi coletado, identificado e incorporado em herbário. Nas dunas antropizadas, foi encontrado um total de 12 espécies, distribuídas em 11 gêneros, correspondentes à 11 famílias. Já nas dunas não antropizadas, foi possível obter um total de 23 espécies, distribuídas em 20 gêneros, correspondentes à 13 famílias. As dunas se caracterizaram pela formação de campos. As famílias mais representativas foram Fabaceae e Poaceae. As espécies mais significativas quanto à sua dominância, foram Richardia grandiflora Britton, e Euploca polyphylla (Lehm) J.I.M. Melo & Semir, sendo consideradas indicadoras de efeitos de antropização, utilizadas em estudos de anatomia foliar, onde foi possível a identificação de estruturas que permitem a sua adaptação à ambientes de restinga. Este estudo contribuiu para o conhecimento da diversidade botânica de herbáceas em dunas do litoral piauiense, fornecendo dados para subsidiar pesquisas subsequentes de fisiologia e anatomia de espécies indicadoras de antropização.

 

 

A B S T R A C TThe coastal zone of Piauí has been heavily impacted in recent years by anthropic intervention - urban processes, predatory tourism, inadequate disposal of solid waste - mainly on the dune areas. The negative impacts reflect in the vegetal strata, in which the herbaceous formations stand out, altering its structure and dynamics, compromising the balance of the ecosystem. Thus, this study evaluated the different herbaceous formations in dunes in a state of conservation and anthropization, as well as, identified the species diversity present in both environments, the dominant species, common and indicative of anthropogenic effects. The research was carried out in the city of Luís Correia, on the coast of Piauí, near the beaches Coqueiro and Macapá, where the plant samples were collected in the anthropized and preserved dunes. The plots method was used, with 200 plots in 4 dunes. The plant material was collected, identified and incorporated in herbarium. In the anthropic dunes, a total of 12 species were found, distributed in 11 genera, corresponding to 11 families. In the non-anthropic dunes, it was possible to obtain a total of 23 species, distributed in 20 genera, corresponding to 13 families. The dunes were characterized by the formation of fields. The most representative families were Fabaceae and Poaceae. The most significant species for their dominance were Richardia grandiflora Britton, and Euploca polyphylla (Lehm) J.I.M. Melo & Semir, being considered indicators of anthropization effects, used in foliar anatomy studies, where it was possible to identify structures that allow their adaptation to restinga environments. This study contributed to the knowledge of the herbaceous botanical diversity in dunes of the Piauí coast, providing data to support subsequent researches on the physiology and anatomy of species indicative of anthropization.Keywords: leaf anatomy, anthropization, phytosociology, herbaceous, restinga.

Palavras-chave


anatomia foliar, antropização, fitossociologia, herbáceas, restinga

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Almeida Jr., E.B., Zickel, C.S., Pimentel, R.M.M. Caracterização e espectro biológico da vegetação do litoral arenoso do Rio Grande do Norte. Revista de Geografia, v. 23, n. 1, p. 45-58, 2006. Disponível em: < https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistageografia/article/view/228671>

Almeida Jr., E.B., Olivo, M., A., Araújo, E.L., Zickel, C.S. Characterization of restinga vegetation at Maracaípe, Pernambuco State, Brazil, based on physiognomy, flora, soil nutrients, and water-table level. Acta Botanica Brasilica, v. 23, n. 1, p. 36-48, 2009. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062009000100005>

Almeida Jr., E.B., Silva, A.N.F., Amorim, I.F.F., Serra, F.C.V., Correia, B.E.F., Machado, M.A., Almeida, R.A.G., Castro, A.R.R., Figueiredo, N., Silva, R.M.; Santos-Filho, F. S. CheckList of the flora of the restingas of Maranhão state, Northeast, Brazil. Indian Journal of Applied Research, v. 7, n. 6, p. 603-612, 2017. Disponível em: < https://www.worldwidejournals.com/indian-journal-of-applied-research-%28IJAR%29/articles.php?val=MTIyMTI=&b1=17&k=5>

Amaral, M.C., Lemos, J.R. Floristic Survey of a Portion of the Vegetation Complex of the Coastal Zone in Piauí State, Brazil. American Journal of Life Sciences, v. 3, n. 3, p. 213-218, 2015. Disponível em: < http://www.sciencepublishinggroup.com/journal/paperinfo?journalid=118&doi=10.11648/j.ajls.20150303.22>

Amorim, I.F.F., Santos-Filho, F.S., Almeida Jr, E.B. Fitossociologia do estrato herbáceo de uma área de dunas em Araçagi, MA. In: Almeida Jr., E. B.; Santos-Filho, F. S. (Orgs). Biodiversidade do Meio Norte do Brasil: conhecimentos ecológicos e aplicações. Curitiba: CRV. p. 29-39, 2016.

APG IV. Angiosperm Phylogeny Website, version 14. 2018. Disponível em: < http://www.mobot.org/MOBOT/research/APweb/>

Appezato-Da-Glória, B., Carmello-Guerreiro, S.M. Anatomia Vegetal. Ed. UFV, Universidade Federal de Viçosa, 2ª ed, 2006. 430p.

Araújo, A.C.M., Silva, A.N.F., Almeida Jr, E.B. Structural characterization and conservation status of the herbaceous stratum at Praia de São Marcos dunes, Maranhão State, Brazil. Acta Amazonica, v. 46, n. 3, p. 247-257, 2016. Disponível em:

Arulmoorthy, M.P., Srinivasan, M. Coastal Sand Dune Floral Diversity in Cuddalore Coastal Areas, Southeast Coast of India. Asian Journal of Plant Science and Research, v. 7, n. 3, p. 60-64, 2017. Disponível em:

Barros, L.O., Soares, A.A. Adaptações anatômicas em folhas de marmeleiro e velame da caatinga Brasileira. Revista Ciência Agronômica, v. 44, n. 1, p. 192-198, 2013. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rca/v44n1/a24v44n1.pdf>

Cronquist, A. An integrated system of classification of flowering plants. Columbia Universaty Press, New York, 1981.

Frank-de-Carvalho, S.M., Marchioretto, M.S., Báo, S.N. Anatomia foliar, morfologia e aspectos ecológicos das espécies da família Amaranthaceae da Reserva Particular do Patrimônio Natural Cara Preta, em Alto Paraíso, GO, Brasil. Biota Neotropica, v. 10, n. 4, p. 77-86, 2010. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/bn/v10n4/11.pdf>

Francino, D.M.T., Sant’anna-Santos, B.F., Silva, K.L.F., Thadeo, M., Meira, R.M.S.A., Azevedo, A.A. Foliar and Stem Anatomy of Chamaecrista trichopoda (Caesalpinioideae) and Extrafloral Nectary Histochemistry. Planta Daninha, v. 24, n. 4, p. 697-705, 2006. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/pd/v24n4/a10v24n4>

Gomes, S.M., Somavilla, N.S.D.N., Bezerra, K.M.G., Miranda, S.C., Carvalho, P.S., Ribeiro, D.G. Anatomia foliar de espécies de Myrtaceae: contribuições à taxonomia e filogenia. Acta Botanica Brasilica, n. 23, v. 1, p. 223-238, 2009. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/abb/v23n1/v23n1a24.pdf>

Gonçalves, E.G., Lorenzi, H. Morfologia Vegetal: Organografia e Dicionário Ilustrado de Morfologia das Plantas Vasculares. 2º ed. Instituto Plantarum de Estudos da Flora, São Paulo, 2011. p. 544.

Hernández, M.I.M., Lima-Verde, E.P. A. Sucessão Ecológica em áreas reflorestadas de Restingas: respostas da comunidade de borboletas Nymphalidae. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA). João Pessoa – PB, 2007.

IBGE. Histórico do Município de Luís Correia, Ilha Grande e Parnaíba. 2010. Disponível em

IPNI. International Plant Names Index. 2018. Disponível em:

Johansen, D.A. Plant Microtechnique. McGraw-Hill, New York, NY, USA, 1940.

Kraus, J.E., Arduin, M. Manual básico de métodos me morfologia vegetal. Seropédica: Editora da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 1997.

Lima, G.P., Almeida Jr., E.B. Diversidade e similaridade florística de uma restinga ecotonal no Maranhão, Nordeste do Brasil. Interciencia, v. 43, n. 4, p. 275-282, 2018. Disponível em:

Maroja, T.E., Silva, M.A.C., Andrade, L.K.F., Quirino, Z.G.M. Dados preliminares de síndromes de polinização e dispersão da flora herbácea em praças do bairro Tambiá da cidade de João Pessoa, Paraíba. Revista Brasileira de Meio Ambiente, v. 4, n. 1, p. 069-084, 2018. Disponível em: < https://revistabrasileirademeioambiente.com/index.php/RVBMA/article/view/96/121>

Martins, S., Machado, S.R., Alves, M. Anatomia e ultra-estrutura foliar de Cyperus maritimus Poir. (Cyperaceae): estratégias adaptativas ao ambiente de dunas litorâneas. Acta Botanica Brasilica, v. 22, n. 2, p. 493-503, 2008. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/abb/v22n2/a17v22n2.pdf>

Medeiros, E.C.S., Pantalena, A.F., Miola, B., Lima, R.S., Soares, M. O. Estrutura do Componente Lenhoso de uma Restinga no Litoral Sul de Alagoas, Nordeste, Brasil. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 3, n. 3, p. 155-159, 2010. Disponível em: < https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/232647>

Menezes, L.F.T., Araujo, D.S.D. Structure of two plant communities on Marambaia barrier island, Rio de Janeiro, Brazil. Acta Botanica Brasilica, n. 13, 223–235, 1999. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-33061999000200009&script=sci_abstract>

Mesquita, T.K.S., Lima, I.M.M.F., Santos-Filho, F.S. Where is the Lake that Was Here? A Case Study on the Portinho Lake in Piauí, Brazil. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 11, n. 1, p. 346-356, 2018. Disponível em: < https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/234206>

Miranda, M.A.S., Maracajá, P.B., Sousa, D.D., Lima, R.B., Melo, S.B., Amorim, S.B. A flora herbácea na Flona de Açú-RN. Agropecuária Científica no Semi-Árido, v. 3, n. 1, p. 31-43, 2007. Disponível em: < http://revistas.ufcg.edu.br/acsa/index.php/ACSA/article/viewFile/29/pdf>

Mori, S.A., Silva, L.A.M., Lisboa, G., Coradin, L. 1989. Manual de manejo do herbário fanerogâmico. 2ª ed. Ilhéus: CEPLAC, 1989.

Moura-Fé, M.M. Evolução Geomorfológica do Sítio Natural de Fortaleza, Ceará. 2008. 250 f. Dissertação (Mestrado em Geografia), Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2008.

Mueller-Dombois, D., Ellenberg, H. Aims and methods of vegetation ecology. John Wiley & Sons, New York, 1974.

Munhoz, C.B.R., Araújo, G.M. Métodos de Amostragem do Estrato Herbáceo-subarbustivo. In: Felfili, J.M., Eisenlohr, P.V., Melo, M.M.R.F., Andrade, L.A., Meira Neto, J.A.A. (Ed). Fitossociologia no Brasil: métodos e estudos de caso. v. 1. Editora da Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, Minas Gerais, p. 213-230, 2011.

Oliveira, A.C.C.A., Sousa, R.M. Ecodinâmica dos sistemas dunares do município de Pirambu, Litoral norte de Sergipe. Sociedade e Território, v. 23, n. 2, p. 2-20, 2011. Disponível em: < https://periodicos.ufrn.br/sociedadeeterritorio/article/view/3496/2809>

Oliveira, D.G., Prata, A.P., Ferreira, R.A.; Herbáceas da Caatinga: composição florística, fitossociologia e estratégias de sobrevivência em uma comunidade vegetal. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 8, n. 4, p. 623-633, 2013. Disponível em: < https://www.researchgate.net/publication/272659404_Herbaceas_da_Caatinga_composicao_floristica_fitossociologia_e_estrategias_de_sobrevivencia_em_uma_comunidade_vegetal_-_Herbaceous_of_Caatinga_floristic_composition_phytosociology_and_survival_strategi>

Oliveira, E.V.S., Prata, A.P.N., Pinto, A.S. Caracterização e atributos da vegetação herbácea em um fragmento de Caatinga no Estado de Sergipe, Brasil. Hoehnea, v. 45, n. 2, p. 159-172, 2018. Disponível em:

Oliveira-Filho, A.T., Carvalho, D.A. Florística e fisionomia da vegetação no extremo norte do litoral da Paraíba. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 16, n. 1, p. 115-130, 1993. Disponível em: < https://www.scienceopen.com/document?vid=9c58ba9e-5f52-477b-ad82-7277ecb4bc18>

Peel, M.C., Finlayson, B.L., McMahon, T.A. Updated world map of the Köppen-Geiser. Hydrology And Earth System Sciences, v. 11, p. 1633-1644, 2007. Disponível em:

Pereira, O.J., Thomaz, L.D., Araújo, D.S.D. Fitossociologia da vegetação de ante dunas da restinga de Setiba. Boletim do Museu de Biologia Mello Leitão, p. 65-75, 1992. Disponível: < http://www.melloleitao.locaweb.com.br/boletim/arquivos/1/65%20-%2075%20-%20BolMBMLns1992-1_Pereira&al.pdf>

Pinheiro, M.V.A. Evolução Geoambiental e Geohistórica das Dunas Costeiras de Fortaleza, Ceará. 2009. 192 f. Dissertação (Mestrado em Geografia), Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.

Sacramento, A.C.S., Zickel C.S., Almeida Jr., E.B. Aspectos florísticos da vegetação de restinga no litoral de Pernambuco. Revista Árvore, v. 31, n. 1, p. 1121-1130, 2007. Disponível em:

Santos, C.R., Medeiros, J.D. A ocupação humana das áreas de preservação permanente (Vegetação fixadora de dunas) das localidades das Areias do Campeche e Morro das Pedras, Ilha de Santa Catarina, SC. Revista de Estudos Ambientais, v. 5, n. 1, p. 22-41, 2003. Disponível em: < http://www.bdpa.cnptia.embrapa.br/consulta/busca?b=ad&id=308479&biblioteca=vazio&busca=autoria:%22MEDEIROS,%20J.%20de%20D.%22&qFacets=autoria:%22MEDEIROS,%20J.%20de%20D.%22&sort=&paginacao=t&paginaAtual=1>

Santos, M., Rosado, S.C.S., Oliveira-Filho, T.A., Carvalho, D. Correlações entre variáveis do solo e espécies herbáceo - arbustivas de dunas em revegetação no litoral norte da Paraíba. Cerne, v. 6, n. 1, p. 19-29, 2000. Disponível em:

Santos-Filho, F.S. Composição florística e estrutural da vegetação de restinga do Estado do Piauí. 2009. 124 f. Tese (Doutorado em Botânica), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Departamento de Biologia. Recife, 2009.

Santos-Filho, F.S., Almeida Jr, E.B., Soares, C.J.R., Zickel, C.S. Fisionomias das Restingas do Delta do Parnaíba, Nordeste, Brasil. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 3, n. 3, p. 218-227, 2010. Disponível em: < https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/232605>

Santos-Filho, F.S., Almeida Jr., E.B., Zickel, C.S., Bezerra, L.F.M., Lima, L.F. Magnoliophyta, restinga vegetation, state of Ceará, Brazil. CheckList, v. 7, n. 4, p. 478-485, 2011. Disponível em: < https://biotaxa.org/cl/article/view/7.4.478/25339>

Santos-Filho, F.S., Almeida Jr, E.B., Zickel, C.S. Do edaphic aspects alter vegetation structures in the Brazilian restingas?. Acta Botânica Brasilica, v. 27, n. 3, p. 613-623, 2013. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062013000300019>

Santos-Filho, F.S., Almeida Jr, E.B., Soares, C.J.R.S., Zickel, C.S. Flora and Woody Vegetation Structure in an Insular Area of Restinga in Brazil. International Journal of Ecology and Environmental Sciences, v. 41, n. 3-4, p. 147-160, 2015. Disponível em:

Silva, A.N.F., Araújo, A.C.M., Almeida Jr, E.B. Flora Fanerogâmica das dunas da praia de São Marcos, São Luís, Maranhão; In: Almeida Jr., E.B., Santos-Filho, F.S. (Orgs). Biodiversidade do Meio Norte do Brasil: conhecimentos ecológicos e aplicações. Curitiba: CRV. p. 29-39, 2016.

Silva, E.C., Nogueira, R.J.M.C., Neto, A.D.A., Santos, V.F. Comportamento estomático e potencial da água da folha em três espécies lenhosas cultivadas sob estresse hídrico. Acta Botanica Brasilica, v. 17, n. 2, p. 231-246, 2003. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/abb/v17n2/a06v17n2.pdf>

Silva, R.L.A.S., Dias, E.E.C., Silva, A.F.O., Silva, G.C., Mesquita, A.N.S. Paisagem costeira: refletindo a geomorfologia de Jericoacoara (Brasil) a partir da relação sociedade/natureza. Revista Brasileira de Meio Ambiente, v. 4, n. 1, p. 221-227, 2018. Disponível em: < https://revistabrasileirademeioambiente.com/index.php/RVBMA/article/view/124/111>

Silva, S.M., Britez, R.M.A. Vegetação da planície costeira. In: Marques, M.CM., Britez, R.M. (Orgs.). História Natural e Conservação da Ilha do Mel. Curitiba, UFPR, 2005. p. 266.

Silva, S.S.L., Zickel, C.S., Cestaro, L. A. Flora vascular e perfil fisionômico de uma restinga no litoral sul de Pernambuco. Acta Botanica Brasilica, v. 22, n. 1, p. 1123-1135, 2008. Disponível: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-33062008000400023&script=sci_abstract&tlng=pt>

Souza, J.L., Silva, I.R. Environmental quality of the beaches of the island of Itaparica, Todos os Santos Bay, Bahia. Sociedade & Natureza, Uberlândia, v. 27, n. 3, p. 469-484, 2015. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-45132015000300469>

Viana, B.F., Silva, F.O.S., Kleinert, A.M.P. A flora apícola de uma área restrita de dunas litorâneas, Abaeté, Salvador, Bahia. Revista Brasileira de Botânica, v. 29, n. 1, p. 13-25, 2006. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-84042006000100003&script=sci_abstract&tlng=pt>

Zickel, C.S., Almeida Jr, E.B., Vicente, A., Sacramento, A.C. Flora e Vegetação das restingas no Nordeste Brasileiro. p. 689-701. In: Eskinazi-Leça, E., Neumann-Leitão, S., Costa, M.F. (Orgs.). Oceanografia: um cenário tropical. Universidade Federal de Pernambuco, Recife. 2004.

Zickel, C.S., Almeida Jr., E.B., Medeiros, D.P.W., Lima, P.B., Souza, T.M.S., Lima, A.B. Magnoliophyta species of restinga, State of Pernambuco, Brazil. Check List, v. 3, n. 3, p. 224-241, 2007. Disponível em: < https://biotaxa.org/cl/article/view/3.3.224>

Wolda, H. Similarity indices, sample size and diversity. Oecologia (Berl), v. 50, p. 296-302, 1981. Disponível em: < http://deploy.extras.ufg.br/projetos/adrimelo/div/Wolda1981.pdf>




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v12.7.p2645-2659

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License