Dinâmica Fluvial e Caracterização Limnológica do Córrego do Cedro, Presidente Prudente -São Paulo/ Brasil

Edmiler José Silva Degrande, Glauber Verner Firmino, Marco Aurélio Neri Torres

Resumo


A necessidade de estudos sobre as questões ambientais, tais como os recursos hídricos, são cada vez mais essenciais como forma de mitigar os impactos adversos promovidos pelas ações antrópicas.  Neste sentido o presente artigo visa analisar a dinâmica fluvial e sua relação com as características limnológicas do córrego do Cedro localizado no município de Presidente Prudente- SP. Para tanto, este estudo avaliou três seções transversais situadas no alto, médio e baixo curso deste ambiente lótico, sendo realizadas coletas em campo de amostras dos principais parâmetros associados a geometria hidráulica do canal como: vazão (Q), largura (w), profundidade (d), e velocidade (v). Para a caracterização limnológica do córrego em questão coletou-se informações sobre o Potencial Hidrogeniônico (pH), com o auxílio de um pHmetro, e a Turbidez (para a qual se utilizou um turbidímetro) e ainda a coleta de sedimentos em suspensão e de leito. A avaliação da carga detrítica em suspensão e de fundo ocorreram no Laboratório de Geologia, Geomorfologia e Recursos Hídricos da Universidade Estadual Paulista (UNESP) campus de Presidente Prudente- SP. Os resultados obtidos demonstram que tanto a dinâmica fluvial quanto as variáveis limnológicas analisadas vêm sofrendo com as formas de uso da terra na bacia repercutindo na entrada de material alóctone de origem tecnogênica, promovendo mudanças no ajuste do sistema fluvial e alterações na característica física e química da água. Dessa forma o estudo tem se mostrado eficaz na correlação entre os dados de geometria hidráulica e limnologia na avaliação ambiental da área em questão.

 

 

Fluvial Dynamics and Limnological Characterization of Cedro Stream, President Prudente-SP

 

A B S T R A C T

The need for studies on environmental issues, such as water resources, is increasingly essential as a way of mitigating the adverse impacts caused by human actions. In this sense this article aims to analyze the river dynamics and its relationship with the limnological characteristics of the Cedro stream located in the city of Presidente Prudente-SP. For this, this study evaluated three cross sections located in the high, medium and low course of this lotic environment. Samples were collected in the field of the main parameters associated with the channel hydraulic geometry, such as flow (Q), width (w), depth. (d), and velocity (v). For the limnological characterization of the stream in question we collected information about the Hydrogenionic Potential (pH), with the aid of a pH meter, and the Turbidity (for which a turbidimeter was used), as well as the collection of suspended sediment and bed. The evaluation of the suspended and bottom detrimental load occurred at the Laboratory of Geology, Geomorphology and Water Resources of the Universidade Estadual Paulista (UNESP), Presidente Prudente-SP campus. The results show that both the river dynamics and the limnological variables analyzed have been suffering from land use in the basin, resulting in the entry of allochthonous material of technogenic origin, promoting changes in the fluvial system adjustment and changes in the physical and chemical characteristics of the water. Thus, the study has been shown to be effective in correlating the data of hydraulic geometry and limnology in the environmental assessment of the area in question.

Keywords: Hydraulic geometry. Limnology. Environmental diagnosis


Palavras-chave


Dinâmica fluvial; Limnologia; Diagnóstico ambiental

Texto completo:

PDF

Referências


Abreu, C. H. M.; Cunha, A. C. 2017. Qualidade da água e índice trófico em rio de ecossistema tropical sob impacto ambiental. Engenharia Sanitária e Ambiente [online] 22. Disponível: http:// DOI: 10.1590/S1413-41522016144803. Acesso: 5 abr. 2020.

Aleixo, Y. M., Zancopé, M. H.C., Cherem, L. F. S., 2019. O Papel do Perfil Longitudinal na atenuação do Potencial de Transporte de Sedimentos em Bacias Hidrográficas: o caso do Parque Estadual de Terra Ronca (GO), Brasil. Revista Brasileira de Geografia Física [online] 12, 1730-1745. Disponível: 10.26848/rbgf.v12.5.p1730-1745. Acesso: 10 abr. 2020.

Almeida, W. R. F., Souza, F. M., 2019. Análise Físico-Química da Qualidade da Água do Rio Pardo no Município de Cândido Sales–BA. Revista de Psicologia [online] 13, 353-378. Disponível: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i43.1534. Acesso: 10 abr. 2020.

Boin, M.N., 2000. Chuvas e Erosões no Oeste Paulista: Uma Análise Climatológica Aplicada. Tese (Doutorado). Rio Claro, Universidade Estadual Paulista.

Branco, S. M., 1983. Hidrobiologia aplicada à engenharia sanitária. 2 ed. Editora CETESB, São Paulo

Bühler, B. F., Souza, C. A., 2018. Hidrodinâmica e composição sedimentar do córrego Jacobina, município de Cáceres, MT, Pantanal. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais [online] 9, 239-248. Disponível: https://doi.org/10.6008/CBPC2179-6858.2018.001.0017. Acesso: 15 abr. 2020.

Cardoso, R.S., Novaes, C.P., 2013. Variáveis limnológicas e macroinvertebrados bentônicos como bioindicadores da qualidade da água. Revista Nacional de Gerenciamento de Cidades [online] 1. Disponível: http://dx.doi.org/10.17271/23188472152013510. Acesso: 17 abr. 2020.

Chargas, F.B., Rutkosk, C.F., Bieniek, G.B., Vargas, G.D.L.P., Hartmann, P.A., Kartmann, M.T., 2017. Utilização da estrutura de comunidades de macroinvertebrados bentônicos como indicador de qualidade da água em rios no sul do Brasil. Ambiente & Água [online] 12. Disponível: http://dx.doi.org/10.4136/ambi-agua.2015. Acesso: 2 abr. 2020.

Christofoletti, A., 1981. Geomorfologia fluvial. Edgar Blucher. 1 ed, São Paulo/SP.

Clesceri, L., Greenberg, A., Eaton, A., 1998. Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater. 20th ed., American Public Health Association (APHA), American Water Works Association (AWWA), Water Environment Federation (WEF), USA.

CONAMA, 2005. Lei nº 357, de 17 de março.

Coser, E., Grison, F., 2019. Geometria Hidráulica de um trecho de canal fluvial aplicando HEC-RAS. Revista Brasileira de Geomorfologia [online] 20.Disponível: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v20i4.1512. Acesso: 07 abr. 2020.

Costa, L. R. F., Santos, J.O., Oliveira, V. P. V., 2017. Abordagem geoambiental na análise da degradação ambiental na bacia hidrográfica do rio Banabuiú- CE. Revista GeoAmazônia, [online] 4, 27-45. Disponível: 10.17551/2358-1778/geoamazonia. Acesso: 15 abr. 2020.

Dibieso, E. P., 2007. Planejamento Ambiental da Bacia hidrográfica do Córrego do Cedro – Presidente Prudente/ SP. Dissertação (Mestrado). Presidente Prudente- SP, Universidade Estadual Paulista.

Dickel, M. E. G., Godoy, M. B. R. B., 2016. Desastres ambientais e impactos socioambientais: inundações no município de Itaóca-SP: Bacia Hidrográfica como unidade de planejamento e gestão de riscos. Caderno de Geografia [online] 26, 737-759. Disponível: https://www.redalyc.org/pdf/3332/333247800008.pdf. Acesso: 07 abr. 2020.

Durães, M. C. O., Maia Filho, B. P., Barbosa, V. V., Figueiredo, F. P., 2017. Caracterização dos impactos ambientais da mineração na bacia hidrográfica do rio São Lamberto, Montes Claros/MG. Caderno de Ciências Agrárias, [online] 9, 49-61. Disponível: https://periodicos.ufmg.br/index.php/ccaufmg/article/view/2957/1793. Acesso: 28 mar 2020.

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária., 2013. Sistema brasileiro de classificação de solos. Centro Nacional de Pesquisa de Solos: Rio de Janeiro.

Esteves, F.A., 1998. Fundamentos de limnologia, 2 ed. Interciência, Rio de Janeiro.

Francisco, A. B., 2017. Indicadores biológicos, hidrológicos e sedimentológicos no córrego do Cedro em Presidente Prudente- SP. Revista Tocantinense de Geografia [online] 6, 01-18. Disponível: https://doi.org/10.20873/uft.2317-9430.2017v6n11p01. Acesso: 05 abr. 2020.

Fushimi, M. Vulnerabilidade ambiental aos processos erosivos lineares nas áreas rurais do município de Presidente Prudente – SP., 2012. Dissertação (Mestrado). Presidente Prudente- SP, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista.

Gasparini, K.A.C., Lyra, G.B., Francelino, M.R., Delgado, R.C., Oliveira Júnior, J.F., Facco, A.G., 2013. Técnicas de Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto Aplicadas na Identificação de Conflitos do Uso da Terra em Seropédica-RJ. Floresta e Ambiente [online] 20. Disponível: https://doi.org/10.4322/floram.2013.030. Acesso: 7 abr. 2020.

Godoy, M. C. T. F., 1999. Estudo hidrogeológico das zonas não saturada e saturada da formação Adamantina, em Presidente Prudente, Estado de São Paulo. Tese (Doutorado). São Paulo, Universidade de São Paulo.

Hoffmann, T. C. P., Oliveira, F. A., 2018. Influência do uso da terra em áreas rurais e urbanas na produção e transporte de sedimentos em suspensão e turbidez na bacia do rio Capivari, Lapa-PR. Revista Brasileira de Geomorfologia [online] 19. Disponível: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v19i4.1340. Acesso: 15 abr. 2020.

Justino, R.C., Mataveli, G.A.V., Kawakubo, F.S., Guerrero, J.V.R., Chaves, M.E.D., 2019. Mapeamento do uso da terra e Áreas de Preservação Permanente (APP) nas bacias hidrográficas dos rios São Tomé e Machado, sul de Minas Gerais. Revista de Geografia [online] 9. Disponível: https://doi.org/10.34019/2236-837X.2019.v9.29257. Acesso: 25 abr. 2020

Leopold, L. B., Maddock, T., 1953. The hydraulic geometry of stream channels and some physiographic implications. 1 ed, US Government Printing Office.

Malutta, S., Bonumá, N. B., Chaffe, P. L. B., Mota, A. D. A., Grison, F., & Kobiyama, M., 2018. Análise das histereses entre turbidez e vazão líquida com ênfase em eventos com deslizamento. In: Anais do XIII Encontro Nacional de Engenharia de Sedimentos e I Partículas das Américas, Vitória/ES. Disponível: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/187251/001082198.pdf?sequence=1. Acesso: 29 mar. 2020.

Matthews, G.A, 2015. Pesticides Health, Safety and the Environment. John Wiley and Sons. 2 ed, UK.

Meissner, A.G.N., Carr, M.K., Phillips, I.D., Lindenschmidt., 2016. Using a Geospatial Model to Relate Fluvial Geomorphology to Macroinvertebrate Habitat in a Prairie River—Part 1: Genus-Level Relationships with Geomorphic Typologies. Water [online] 8. Disponível: https://doi.org/10.3390/w8020042. Acesso: 27 mar. 2020.

Monteiro, C.A.F., 1973. A dinâmica climática e as chuvas do estado de São Paulo: estudo geográfico sob forma de atlas. Tese (Doutorado) São Paulo, Universidade de São Paulo.

Moraes, G. M., Mortatti, J., Oliveira, H., & Campos, K. B. G., 2016. Transporte dos Sedimentos Finos em Suspensão e Origem da Matéria Orgânica nas Bacias dos Rios Capivari e Jundiaí (SP). Geochimica Brasiliensis [online] 30, 1-11. Disponível; http://dx.doi.org/10.21715/GB2358-2812.2016301001. Acesso: 12 abr. 2020.

Moroz- Caccia Gouveia, I.C., 2017. Evolução Geológica: uma longa história geológica. Atlas Ambiental Escolar de Presidente Prudente [online] 1. Disponível: http://portaldoprofessor.fct.unesp.br:9000/topico/meio-fisicobiotico/. Acesso: 27 nov. 2019.

Nosrat, Kazem., 2017. Ascribing soil erosion of hillslope components to river sediment yield. Journal of Environmental Management [online] 194. Disponível: https://doi.org/10.1016/j.jenvman.2016.10.011. Acesso: 17 abr 2020.

Nunes, J.O.R., Freire, R., Perez, I.U., 2006. Mapeamento Geomorfológico do perímetro urbano do município de Presidente Prudente- SP. In: VI Simpósio Nacional de Geomorfologia; I.A.G. Regional Conference on Geomorfology, Goiânia.

Oliveira, J. B. 1999. Solos do Estado de São Paulo: descrição das classes registradas no mapa pedológico. 1 ed. Instituto Agronômico, Campinas, SP.

Oliveira, J.D., Souza, C.A., Sousa, J.B., 2018. Qualidade da água no perímetro urbano do córrego das Pitas em Araputanga, MT. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais [online] 9. Disponível: http://doi.org/10.6008/CBPC2179-6858.2018.001.0016. Acesso: 20 abr. 2020

Oliveira, V.M.M., Reis, L.M.M., 2017. Conflitos em áreas de preservação permanente na bacia hidrográfica do Rio Pitimbu- RN: proposta de um indicador institucional de sustentabilidade. Guajú [online] 3. Disponível: http://dx.doi.org/10.5380/guaju.v3i1. Acesso: 13 abr. 2020.

Pires, A. P. N; Zago, J. A. R; Santos, C. R., 2018. Dinâmica fluvial do córrego do Cedro, Presidente Prudente (SP), Oeste Paulista: diagnóstico dos parâmetros físico- químicos, biológicos. Espaço em Revistas [online] 20, 19- 28. Disponível: Acesso: 10 dez. 2019.

Quadra, G.R., Teixeira, J.R.P.V.A., Barros, N., Roland, F., Amado, A.M., 2019. Water pollution: one of the main Limnology challenges in the Anthropocene. Acta Limnologica Brasiliensia [online] 31. Disponível: https://doi.org/10.1590/s2179-975x5118. Acesso: 16 abr 2020.

Rocha, P. C., 2016. Geometria hidráulica e transporte de sedimentos em canais do sistema fluvial do alto rio Paraná, centro-sul do Brasil. Geosul [online] 31, 249-270. Disponível: https://doi.org/10.5007/2177-5230.2016v31n61p249. Acesso: 07 abr. 2020.

Ross, J. L. S., Moroz, I. C., 1996. Mapa geomorfológico do estado de São Paulo. Revista do Departamento de Geografia [online] 10, 41-58. Disponível: https://doi.org/10.7154/RDG.1996.0010.0004. Acesso: 10 dez. 2019.

Santana, N.F., Pereira, L.S., Roberto, M.C., Gomes, S.E.A., Pagioro, T.A e Mormul, R.P., 2017. Longitudinal gradient in limnological variables in the Upper Paraná River: a brief description and the importance of undammed tributaries. Acta Limnologica Brasiliensia [online] 29. Disponível: https://doi.org/10.1590/s2179-975x0217. Acesso: 12 abr. 2020.

Santos, S. A., Gastaldini, M. D. C. C., Pivetta, G. G., Schmidt Filho, O., 2018. Avaliação da qualidade da água na bacia hidrográfica urbana Cancela- Tamandaí, Santa Maria/RS. Revista Sociedade & Natureza, [online] 30, 23-44. Disponível: https://doi.org/10.14393/SN-v30n2-2018-2. Acesso: 12 abr. 2020.

Santos, S. G., Segantim, L. P., Oliveira, E. D., 2016. Diagnóstico ambiental dos sistemas fluviais em pequenas cidades: estudo de caso de Florestópolis- PR. [online] Revista Equador, 5, 56-70. Disponível: Acesso: https://revistas.ufpi.br/index.php/equador/article/view/5278/3218 .16 abr. 2020.

Silva, P. A., Andrade, L. N. P., Andrade, B.C., 2018. Dinâmica fluvial e uso/ocupação da terra do córrego rio bonito no município de Nova Canaã Do Norte/Mato Grosso. Revista Equador [online] 7, 163-183. Disponível: https://revistas.ufpi.br/index.php/equador/article/view/6909/4232. Acesso: 16 abr. 2020.

Silva, T. M., Paes, T. V., 2018. Parâmetros morfométricos aplicados a análise tectonoerosiva em bacias de drenagem. Geo UERJ [online] 33, 37684.Disponível: https://doi.org/10.12957/geouerj.2018.37684. Acesso: 29 mar. 2020.

Stevaux, J.C., Latrubesse, E.M., 2017. Geomorfologia fluvial, 1 ed. Oficina de Textos, São Paulo-SP.

Strahler, A. N., 1957. Quantitative analysis of watershed geomorphology. Transactions of the American Geophysical Union [online] 38, 913–920.Disponível: https://doi.org/10.1029/TR038i006p00913. Acesso: 29 mar. 2020.

Suguio, K., 1973. Introdução a sedimentologia. 1 ed. Edgard Blucher, São Paulo.

Tavares, A.S., Spalevic, V., Avanzi Júnior, C., Nogueira, D.A., Silva, M.L.N., Mincato, R.L., 2019. Modeling of water erosion by the erosion potential method in a pilot subbasin in southern Minas Gerais. Semina: Ciências Agrárias [online] 40. Disponível: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2019v40n2p555. Acesso: 28 mar. 2020.

Triola, M.F., 1999. Introdução à estatística. 7 ed. LTC, Rio de Janeiro.

Tundisi, J. G., Tundisi, T. M., 2016. Limnologia.1 ed. Oficina de textos, São Paulo.

Yuce, M. I., Esit, M.., Karatas, M. C., 2019. Hydraulic geometry analysis of Ceyhan River, Turkey. SN Applied Sciences, [online] 1, 763. Disponível: https://doi.org/10.1007/s42452-019-0800-1. Acesso: 30 mar. 2020.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.4.p1851-1869

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License