Análise temporal do uso e cobertura do solo da capital brasileira do amianto: Minaçu, estado de Goiás

Leovigildo Aparecido Costa Santos, Thyago Rodrigues do Carmo Brito

Resumo


O município de Minaçu, na região norte do estado de Goiás, difere de muitos municípios brasileiros pelas intensas alterações ocorridas em seu território. O município é conhecido como a capital brasileira do amianto, minério que deu origem a ocupação da região, cuja extração já dura seis décadas. Além das grandes cavas abertas pela atividade mineratória, o município ainda conta com duas usinas hidrelétricas, bem como parte de seus respectivos reservatórios, que cobrem boa parte de suas terras. O objetivo desse estudo foi analisar o uso e cobertura do solo entre os anos de 1988 e 2018 de Minaçu. Para tanto, foram empregados os dados de uso do solo do projeto MapBiomas, utilizados também para análise da conversão entre as classes do mapeamento do ano inicial para o final do período de análise. As classes menos expressivas para o período em análise foram área não vegetada, mineração, infraestrutura urbana e floresta plantada. As áreas de vegetação natural, como florestas e savana, foram convertidas para áreas de uso antrópico, principalmente pastagem, além de terem também as maiores áreas inundadas pelos dois reservatórios de usinas hidrelétricas presentes no município. Os dados utilizados possibilitaram um estudo eficiente e de baixo custo, que serve de base para uma maior compreensão da dinâmica do uso e cobertura, servindo ainda como base ao planejamento da ocupação sustentável do solo.


Palavras-chave


Sensoriamento remoto, Geoprocessamento, Sistemas de informação geográfica, QGIS

Referências


Abreu, E.Z., 2009. Avaliação das ações de saneamento ambiental no município de Uruaçu/GO, como compensação da instalação da Usina Hidrelétrica de Serra da Mesa. Dissertação (Mestrado). Rio de Janeiro, – Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca.

Alves, W.S., Martins, A.P., Scopel, I., 2020. Análise da evolução temporal do uso e cobertura da terrana bacia do Ribeirão da Laje, no Sudoeste de Goiás, de 1987 a 2017. Revista Caminhos da Geografia 21, 1-20. Disponível: https://doi.org/10.14393/RCG217442492. Acesso: 21 abr. 2021.

Arakaki, A.H., Scheidt, G.N., Portella, A.C., Arruda, E.J., Costa, R.B., 2009. O baru (Dipteryx alata Vog.) como alternativa de sustentabilidade em área de fragmento florestal do Cerrado, no Mato Grosso do Sul. Interações 10, 31-39. Disponível: https://doi.org/10.1590/S1518-70122009000100004. Acesso: 20 fev. 2020.

Basommi, P., Guan, Q., Cheng, D., 2015. Exploring Land use and Land cover change in the mining areas of Wa East District, Ghana using Satellite Imagery, Open Geosciences 1, 618-626. Disponível: https://doi.org/10.1515/geo-2015-0058. Acesso: 25 fev. 2020.

Campos, M., Campos, S., Campos, M., 2020. Geotecnologias aplicada nos conflitos de uso do solo em áreas de preservação permanente no município de Barra Bonita/SP. Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas 14, 140-151. Disponível: http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2020v14n2p140-151. Acesso: 21 abr. 2021.

Cardoso Júnior, H.M., Lunas, D.A.L., 2019. Construção da usina hidrelétrica de Cana Brava em Minaçu (GO): conflitos sociais e o dilema do desenvolvimento. Campo - Território: Revista de Geografia Agrária 29, 231-255. Disponível: https://doi.org/10.14393/RCT132910. Acesso: 20 fev. 2020.

Facco, D.S., Benedetti, A.C., Kaiser, E.A., Filho, W. P., 2017. Avaliação da dinâmica do uso e cobertura da terra no município de Faxinal do Soturno no estado do Rio Grande do Sul. Anais do XVII Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada: Os Desafios da Geografia Física na Fronteira do Conhecimento, Campinas, 6846-6855. Disponível: https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1876. Acesso: 19 fev. 2020.

Faria, V.C.S., 2003. O Papel do Project Finance no Financiamento de Projetos de Energia Elétrica: Caso da UHE de Cana Brava. Dissertação (Mestrado). Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

GOIÁS, 2019. Decreto nº 9.518, de 24 de setembro.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2019. Estimativas da população residente para os municípios e para as unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2019. Disponível: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=2101662. Acesso: 25 fev. 2020.

IMB. Instituto Mauro Borges, 2020. Estatísticas municipais: séries históricas. Disponível: http://www.imb.go.gov.br/ pesqview.asp?caderno=PESQANUAIS. Acesso: 25 fev. 2020.

Leitão, A.R., Dolivet, L.H.P.S., 2020. 29 de novembro de 2017 : interdição definitiva do amianto no Brasil? Um (longo) processo ainda não encerrado. Laboreal 16, 1-17. Disponível: http://dx.doi.org/10.4000/laboreal.16217. Acesso: 21 fev. 2021.

Lopes, V.C., Parente, L.L., Baumann, L.R.F., Miziara, F., Ferreira, L.G., 2020. Land-use dynamics in a Brazilian agricultural frontier region, 1985-2017. Land Use Policy 97, 1-11. Disponível: https://doi.org/10.1016/j.landusepol.2020.104740. Acesso: 22 abr. 2021.

Martins, F.R., Gonçalves, A.R., Costa, R.S., Casagrande, M.S.G., Lima, F.J.L., PES, M.P., Pereira, E.B., 2020. Incremento da irradiância solar incidente na superfície do reservatório da Hidroelétrica Serra da Mesa no centro-oeste brasileiro. In: Anais do Congresso Brasileiro de Planejamento Energético, 12. Disponível: http://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W/43NH4B9. Acesso: 22 abr. 2021.

Minaçu. 2017. História da cidade. Disponível: https://www.minacu.go.gov.br/pagina/152-historia. Acesso: 18 fev. 2020.

MohanRajan, S.N., Loganathan, A., Manoharan, P., 2020. Survey on Land Use/Land Cover (LU/LC) change analysis in remote sensing and GIS environment: Techniques and Challenges. Environmental Science and Pollution Research 27, 29900–29926. Disponível: https://doi.org/10.1007/s11356-020-09091-7. Acesso: 20 abr. 2021.

Orimoloye, I.R., Ololade, O.O., 2020. Spatial evaluation of land-use dynamics in gold mining area using remote sensing and GIS technology. International Journal of Environmental Science and Technology 17, 4465–4480. Disponível: https://doi.org/10.1007/s13762-020-02789-8. Acesso: 20 fev. 2021.

Prado, R.B. Ferreira, C.E.G. Benites, V.M. Naumov, A., 2009. Mapeamento e descrição do padrão de uso e cobertura da terra em municípios do sudoeste goiano a partir de imagens orbitais TM/Landsat-5. Embrapa, Rio de Janeiro (Boletim de pesquisa e desenvolvimento, 148).

Santos, L.A.C., Batista, A., Marques Neves, C., de Carvalho, E., Santos, M., Giongo, M., 2017. Análise multitemporal do uso e cobertura da terra em nove municípios do Sul do Tocantins, utilizando imagens Landsat. Revista Agroambiente On-Line 11, 111-118. Disponível: http://dx.doi.org/0.18227/1982-8470ragro.v11i2.3915. Acesso: 25 fev. 2020.

Santos, L.A.C., Vieira, L.M.F., Martins, P.T. de A., Ferreira, A.A., 2019. Conflitos de Uso e Cobertura do Solo para o Período de 1985 a 2017 na Bacia Hidrográfica do Rio Caldas-GO. Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science 8, 189-211. Disponível: https://doi.org/https://doi.org/10.21664/2238-8869.2019v8i2.p189-211. Acesso: 21 abr. 2021.

Santos, L., Barros, M., Coelho, A., Fenzl, N., 2020. Análise da Dinâmica do Uso da Terra na Bacia Hidrográfica do Rio Marapanim, Pará. Revista Brasileira de Geografia Física 13, 1935-1952. Disponível: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.4.p1935-1952. Acesso: 21 abr. 2021.

SIEG - Sistema Estadual de Geoinformação. Municípios Goianos, 2017. Disponível: http://www.sieg.go.gov.br/siegdownloads/. Acesso: 20 jan. 2020.

Sousa, S. B., Ferreira, L. G., 2014. Mapeamento da cobertura e uso da terra: uma abordagem utilizando dados de sensoriamento remoto óptico multitemporais e provenientes de múltiplas plataformas. Revista Brasileira De Cartografia 66, 321-336. Disponível: http://www.seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/43915. Acesso: 20 fev. 2020.

Souza, J.C. de, Nunes, N.N.A., Herculano, R.M. da C.S., 2021. Unidades de paisagem e dinâmica temporal do uso e cobertura do solo na bacia hidrográfica do Rio das Pedras, Goiás, Brasil. Revista Cerrados 19, 03-22. Disponível: https://doi.org/10.46551/rc24482692202101%20. Acesso: 22 abr. 2021.

Speth, G., Peres, L., Wollmann, L., Domingues, Q., Ribeiro, B., 2020. Conflitos de uso da terra em áreas de preservação permanente em Candelária (RS, Brasil). Ciência e Natura 42 , e13. Disponível: https://doi.org/10.5902/2179460X40485. Acesso: 20 abr. 2021.

STF – Superior Tribunal Federal, 2017. Notícias STF: STF reafirma inconstitucionalidade de dispositivo que permitia extração de amianto crisotila. Disponível: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=363263. Acesso: 20 jan. 2020.

Xavier, G.O., Almeida, T., Oliveira, C.M.M., Oliveira, P.D.S., Costa, V.H.B, Granado, L.M.A., 2020. Estimativa e avaliação das métricas do reservatório da barragem de Serra da Mesa (GO) usando a plataforma Google Earth Engine. Revista Ambiente & Água 5, e2584. Disponível: https://dx.doi.org/10.4136/ambi-agua.2584. Acesso: 22 abr. 2021.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v14.3.p%25p

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License