A autobiografia de Carlos Marighella

Ricardo José Sizilio

Resumo


O objetivo principal deste artigo é disponibilizar aos leitores um dos pouquíssimos textos escrito por Carlos Marighella sobre si. De forma complementar, abordaremos suscintamente alguns aspectos sobre a escrita do texto referencial e as possíveis motivações para Marighella ter viajado à China e à União das Repúblicas Socialistas Soviéticas no início da década de 1950. Nas sete páginas do manuscrito de 1954, redigido em primeira pessoa e em espanhol, Marighella escreveu sobre a sua trajetória pessoal e partidária. Por estar salvaguardado no Arquivo Estatal de História Política e Social da Rússia, em Moscou, o conteúdo deste documento não é conhecido integralmente no Brasil. Diante disso, compreendemos ser importante difundir aos demais pesquisadores e interessados o que denominamos de autobiografia de Carlos Marighella.


Palavras-chave


Carlos Marighella; Autobiografia; Partido Comunista do Brasil

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERTI, Verena. “LITERATURA E AUTOBIOGRAFIA: a questão do sujeito na narrativa”. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 4, n. 7, 1991.

AMADO, Janaína e FERREIRA, Marieta de Moraes (Org). Usos e abusos da história oral. 8ª Ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

CARVALHO, José Murilo de. A formação das almas: o imaginário da República do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

FALCÃO, Frederico José. Os homens do passo certo – O PCB e a esquerda revolucionária no Brasil (1942- 1961). São Paulo: Editora José Luis e Rosa Sundermann, 2012.

LEVI, Giovanni. Usos da Biografia. In AMADO, Janaína e FERREIRA, Marieta de Moraes (Org). Usos e abusos da história oral. 8ª Ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. p. 167-173.

GOMES, Ângela de Castro. Escrita de si, escrita da história. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2004.

JOSÉ, Emiliano. Carlos Marighella: O inimigo número um da Ditadura Militar. São Paulo: Editora Casa Amarela, 2004.

LEJEUNE, Philippe. O pacto autobiográfico: de Rousseau à internet. Tradução Jovita Maria Gerheim Noronha; Maria Inês Coimbra Guedes. Belo Horizonte: UFMG, 2008.

MAGALHÃES, Mário. Marighella: o guerrilheiro que incendiou o mundo. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

MARIGHELLA. Direção: Isa Grinspum Ferraz. Brasil, 2012. (100 min). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=7Mw386dVhcY Acessado em 02 set. 2018

NOVA, Cristiane e NÓVOA, Jorge (Org). Carlos Marighella: o homem por trás do mito. São Paulo: UNESP, 1999.

SANTOS, Milton. O centro da cidade do Salvador: Estudo de Geografia Urbana. 2ª Ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo; Salvador: Edufba, 2008.

SARLO, Beatriz. Tempo Passado: cultura da memória e guinada subjetiva. Trad. Rosa Freire d'Aguiar. São Paulo: Companhia das Letras; Belo Horizonte: UFMG, 2007.

SILVA JÚNIOR, Edson Teixeira da. Carlos: a face oculta de Marighella. 332 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Severino Sombra. Programa de Pós-Graduação em História. Vassouras, 1999.

SIZILIO, Ricardo José. “Vai, Carlos, ser Marighella na vida”: outro olhar sobre os caminhos de Carlos Marighella na Bahia (1911-1945). 332 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal da Bahia. Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Salvador, 2017.




DOI: https://doi.org/10.22264/clio.issn2525-5649.2019.37.2.08

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas