Violência contra a pessoa idosa

Laryssa Grazielle Feitosa Lopes, Marcia Carrera Campos Leal, Edilson Fernandes de Souza, Sarah Zayanne Rafael da Silva, Nadja Nayara Albuquerque Guimarães, Liniker Scolfild Rodrigues da Silva

Resumo


RESUMO

Objetivo: avaliar a ocorrência da violência sofrida pela pessoa idosa. Método: trata-se de estudo quantitativo, epidemiológico, de corte transversal, descritivo. A população do estudo consistiu na totalidade dos dados obtidos/notificados de casos suspeitos ou confirmados, a partir do Sistema de Informação de Agravos Notificáveis (SINAN), por meio do consolidado das fichas de notificação dos indivíduos com idade de 60 anos ou mais, que sofreram violência no período de 2009 a 2015. Resultados: os casos de violência, em sua totalidade (231), no que se refere ao local da ocorrência, foram prevalentes: a residência (80,5%), com vítimas de lesões não autoprovocadas (83,1%) e a violência física predominou (93,5%). O meio de agressão mais comum foi o espancamento (44,1%) com dois ou mais envolvidos (68,8%). O agressor, em sua maioria, era o filho (47,6%); o sexo ignorado/em branco prevaleceu (79,7%) seguido do masculino (17,3%) e, como evolução, a maioria (89,6%) dos internos recebeu alta. Conclusão: por ser um estudo inédito na cidade de Caruaru, os dados apresentados poderão servir de base para a realização de intervenções necessárias em nível de promoção e prevenção da saúde desse segmento populacional que está em crescimento e necessita de ações que lhe garantam mais qualidade de vida. Descritores: Idoso; Notificação Compulsória; Violência; Sistema de Informação em Saúde; Saúde Pública; Saúde do Idoso.

ABSTRACT

Objective: to evaluate the occurrence of violence suffered by the elderly person. Method: a quantitative, epidemiological, cross-sectional, descriptive study. The study population consisted in the totality of the data obtained/reported of cases suspected or confirmed, from the Information System for Notifiable Diseases (SINAN), by means of the confirmed in the forms of notification of individuals aged 60 or older, who suffered violence in the period from 2009 to 2015. Results: the cases of violence, in its entirety (231), which refers to the location of occurrence, there were prevalent: the residence (80.5%), with victims of not self-inflicted injuries (83.1%) and physical violence predominated (93.5%). The most common means of aggression was the beating (44.1%) with two or more involved (68.8%). The aggressor, in his majority, was the son (47.6%); the gender ignored/in blank prevailed (79.7%) followed by the male (17.3%), and as evolution, the majority (89.6%) of the patients was discharged. Conclusion: to be an unpublished study in the city of Caruaru, the data presented may serve as a basis for the implementation of interventions required in the level of health promotion and prevention of this segment of the population that is growing and requires actions that will ensure a better quality of life. Descriptors: Aged; Mandatory Reporting; Violence; Health Information Systems; Public Health; Health of the Elderly.


Palavras-chave


Idoso; Notificação Compulsória; Violência; Sistema de Informação em Saúde; Saúde Pública; Saúde do Idoso.

Texto completo:

PDF (English) PDF


DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v12i9a236354p2257-2268-2018



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

 doajPeriódicoscapes

bvs elsevier nlm diadorim periodicaabec

 

cinahl citefactor cuidenplusb socolar ulrichs sumarios