Entre o estranhamento e a carnavalização: considerações sobre as relações de espaço-sujeito em Os transparentes, de Ondjaki

Raíra Vasconcelos

Resumo


Resgatando um universo mítico particular, o romance Os transparentes, de Ondjaki, apresenta uma cidade construída por pessoas comuns em sua sede por (sobre)vivências. Este trabalho tem como objetivo investigar elementos que compõem tal cenário agregador de tradições e inovações. Para isto, utilizaremos de repertório teórico que reflete a categoria de espaço e suas relações com os indivíduos, como a teoria de estranhamento e desautomatização, de Chklóvski, e as ideias de carnavalização de Bakhtin. Assim, entendemos que o romance bebe de tradições literárias e culturais diversas, mas lança-se com inventividade e agudeza de discurso frente ao cenário das literaturas contemporâneas.


Texto completo:

PDF




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.