Famílias e escolas de prestígio na ampliação de capitais: Uma análise bourdieusiana sobre as trajetórias escolares

Letícia Casagrande Oliveira, Jacira Helena do Valle Pereira Assis

Resumo


O presente artigo se insere no campo de estudos sociológicos que observa a ação familiar na trajetória escolar dos filhos. O objetivo das discussões apresentadas é o de analisar as ações conjuntas de famílias e escolas de prestígio. Investigamos duas escolas de Campo Grande/MS, além da realização de entrevistas com famílias que possuem seus filhos matriculados em tais instituições. Nossas análises foram desenvolvidas a partir da perspectiva bourdieusiana. Compreendemos que a partir das condições de ampliação dos capitais dadas pela escola, as famílias obtêm êxito nas estratégias mobilizadas, o que acaba por favorecer o desenvolvimento de uma trajetória escolar de sucesso.


Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Andréa Moura de Souza. O recurso às escolas internacionais como estratégia educativa de famílias socialmente favorecidas. 2007. 245f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2007.

ALMEIDA, Ana Maria F.; NOGUEIRA, Maria Alice. (Org.). A escolarização das elites: um panorama internacional da pesquisa. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

BOURDIEU, Pierre. A Distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: Edusp; Porto Alegre, RS: Zouk, 2007.

BRANDÃO, Zais; CANEDO, Maria Luiza; XAVIER, Alice. Construção solidária do habitus escolar: resultado de uma investigação nos setores públicos e privado. Revista brasileira de educação. v. 17, n. 49, p. 193-243. jan. - abr. 2012.

FERREIRA, Eloisa Tavares. Condições de origem, trajetórias escolares, e sociais de estudantes pertencentes à classe popular: um estudo sobre estudantes que cursaram ensino médio em escolas privadas. 2008. 98f. Dissertação (Mestrado) Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.

LOYOLA, Maria Andréa. Pierre Bourdieu entrevistado por Maria Andréa Loyola. Rio de Janeiro: Ed. UERJ, 2002.

MENDES, Igor Adolfo Assaf. Trajetórias educacionais, capital cultural e herança familiar. 2012. 107f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas. Belo Horizonte, 2012.

MEZZOMO, Ricardo José. A excelência escolar: um estudo sobre estratégias educativas em famílias com filhos de rendimento escolar elevado. 2008. 122 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Regional de Blumenau. Blumenau, 2008.

NOGUEIRA, Maria Alice; NOGUEIRA, Cláudio M. Martins. Bourdieu e a educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

NOGUEIRA, Maria Alice; ROMANELLI, Geraldo; ZAGO, Nadir. (Org.). Família e escola: trajetórias de escolarização em camadas médias e populares. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

RIEDNER, Daiani Damm Tonetto. Estratégias de escolarização: ações combinadas entre famílias de grupos da elite e uma escola de prestígio. Dissertação (Mestrado em Educação). Campo Grande, MS: UFMS, Campus de Campo Grande, 2013. 185 p.

SETTON, Maria da Graça Jacinto. Um novo capital cultural: pré-disposições e disposições à cultura informal nos segmentos com baixa escolaridade. Educ. Soc., Campinas. v. 26, p. 77-105, jan.-abr. 2005.

SILVA, Antônio Lima da. A educação e a constituição da subjetividade na perspectiva de Bourdieu. 2010. 100 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal da Bahia Faculdade de Educação, Salvador, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica

Indexadores: