EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E EDUCAÇÃO DO CAMPO: desafios e possibilidades de uma articulação

Aldinete Silvino Lima, Iranete Maria Lima

Resumo


Apoiamo-nos em alguns princípios fundantes da Educação Matemática e da Educação do Campo para refletir sobre uma articulação possível entre esses dois domínios/paradigmas. Partimos da premissa que a matemática deve ser ensinada na perspectiva da transformação social. No contexto das escolas do campo, isto significa considerar a história da educação e de lutas dos povos camponeses, seu lugar de pertencimento e os ciclos produtivos, dentre outros elementos definidores dessa escola. Sendo assim, as dimensões política, social e cultural devem, necessariamente, ser consideradas para que os conceitos matemáticos adquiram sentido para o educando e a educanda e contribuam para a construção da sua cidadania e emancipação. Esse é, portanto, o fio condutor da nossa reflexão que culmina com a apresentação de alguns desafios possíveis de serem encontrados no percurso, bem como algumas possibilidades de superação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v4i3.2218

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br