Mediação pedagógica e letramentos digitais: o processo educomunicativo de mensagens interclasses

Simone Rodrigues Melo, Marcelo Sabbatini

Resumo


Diante de uma sociedade cada vez mais organizada em redes e na cultura digital, buscamos analisara concepção de uso das Tecnologias Digitais (TD) que os professores do Infantil até o 3º ano do Ensino Fundamental desenvolvem durante a mediação pedagógica na produção das mensagens digitais coletivas realizadas no Projeto Rede de Leitores / Ciber Letras Kids, embasada no processo educomunicativo. Optamos pela pesquisa qualitativa com observação participante, buscando identificar as concepções acerca do termo Letramento, os tipos de letramentos associados aos Letramentos Digitais e o Letramento Científico. Utilizamos o conceito emergente de multiletramentos, assim como níveis de letramentos distintos: funcional, crítico e retórico, para então levantarmos o posicionamento dos docentes referente a sua aquisição/apropriação tecnológica voltado para o processo educomunicativo.  A metodologia foi de caráter qualitativo, com o uso de entrevistas semiestruturadas e de questionários online. Fizemos registros em áudio e notas de campo com professores do Infantil até o 3º  ano do Ensino Fundamental da rede municipal de Olinda, Pernambuco, que participante do projeto. Com os resultados percebemos que a criação do ecossistema comunicativo aberto digital permite a troca de experiências que promovem a colaboração, a criticidade e a cultura local, e como o uso dos recursos tecnológicos facilitam/ dificultam a mediação pedagógica no processo educomunicativo.

Palavras-chave


letramento digital; cultura digital; mediação pedagógica; ecossistema educomunicativo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v11i3.246052

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br