AS REPRESENTAÇÕES E O SABER-FAZER DOCENTE PARA A PAISAGEM URBANA NOS ESTÁGIOS CURRICULARES SUPERVISIONADOS EM GEOGRAFIA

Marlene Macário de Oliveira, Francisco Kennedy Silva dos Santos

Resumo


O presente texto procura discutir as prováveis contribuições do saber-fazer docente na licenciatura em Geografia, quanto as relações pedagógico-didáticas que se podem construir durante os estágios curriculares supervisionados em prol de ações consideradas “desconstrucionistas” das leituras “universalistas” atinentes à paisagem urbana veiculada na Geografia que se ensina nas escolas da cidade. A pesquisa, em curso, busca envolver professores e alunos estagiários, a produção de suas subjetividades e os sentidos que estes conferem, no contexto da especificidade das suas ações e de suas representações numa dada universidade. Assim, se intenciona reunir esforços para uma aproximação reflexivo-critica, comunicativa e dialógica que pretendam uma participação mais politizada no âmbito da cidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51539/2594-9616.2018.240414



INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.