FUNDAMENTOS TEÓRICOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO RACIOCÍNIO GEOGRÁFICO NA EDUCAÇÃO BÁSICA

Daniel Rodrigues Silva Luz Neto

Resumo


Raciocínio geográfico é um tipo de inteligência que pode ser desenvolvida pelo professor de Geografia tanto no ensino Superior quanto no Básico. Na Educação Básica, tem como função desenvolver o aluno para interpretar e atuar nas práticas espaciais. Não obstante, essa expressão ainda não é consensual entre os geógrafos e se encontra em estado probatório, a partir da década 1990 começa a aparecer nas discussões da Geografia Escolar. Por isso, o objetivo deste trabalho é discutir indicações teóricas para o desenvolvimento de tal raciocínio na Educação Básica. Para isso foi utilizada a pesquisa bibliográfica na qual nos permitiu chegar aos seguintes resultados. Os conceitos estruturantes (espaço, paisagem, território) e os princípios lógicos (escala, localização, delimitação, conexão) são as bases teóricas para o desenvolvimento do raciocínio geográfico na Educação Básica. Portanto, raciocínio geográfico é uma das diversas inteligências que pode ser desenvolvida no ensino de Geografia na Educação Básica fundamentadas na dimensão do pedagógico, do contexto do aluno e principalmente pelos conceitos fundantes da Geografia que dão o caráter geográfico.          


Palavras-chave


Ensino, Raciocínio, Geográfico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51359/2594-9616.2019.240483



INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.