Influências das políticas globais na expansão do ensino superior em Moçambique

Guedes Basilio MECHISSO

Resumo


RESUMO

O presente artigo analisa as influências globais nas políticas nacionais, a partir da expansão do ensino superior em Moçambique. As reformas políticas de carís neoliberal a que o país foi sujeito a partir da década de 90, com a adesão ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário InternacionaI propiciaram a entrada do sector privado na educação. Poe essa via, houve um crescimento vertiginoso de novas IES na sua maioria privadas e com as IES públicas a ofertarem maior parte das vagas de ingresso em regime privado (cursos pós-laborais e a distância). Pelo carácter mercadológico, o ensino superior passou a limitar o seu acesso para todos. O referencial teórico-metodológico de análise é a Abordagem do Ciclo de Políticas de Stephen Ball e outros, sintetizado por Mainardes (2006).

Expansão. Acesso. Neoliberalismo.

 

Influences of global policies on the expansion of higher education in Mozambique

ABSTRACT

This article analyzes the global influences on national policies, based on the expansion of higher education in Mozambique. The political reforms of a neoliberal nature to which the country was subjected since the 1990s, with the adhesion to the World Bank and the International Monetary Fund, provided the entrance of the private sector in education. As a result, there was a virtuous growth in new HEIs, mostly private ones, with public HEIs offering most of the places for admission to the private regime (post-employment and distance courses). Due to the market character, higher education started to limit its access for all. The theoretical-methodological framework of analysis is Stephen Ball's Policy Cycle Approach and others, synthesized by Mainardes (2006).

Expansion. Access. Neoliberalism.

 

Influencias de las políticas globales en la expansión de la educación superior en Mozambique

RESUMEN

Este artículo analiza las influencias globales en las políticas nacionales, basadas en la expansión de la educación superior en Mozambique. Las reformas políticas de carácter neoliberal a las que estuvo sometido el país desde la década de 1990, con la adhesión del Banco Mundial y el Fondo Monetario Internacional, proporcionaron la entrada del sector privado en la educación. Como resultado, hubo un crecimiento acelerado de nuevas IES, en su mayoría privadas y IES públicas que ofrecieron la mayoría de los lugares de admisión en régimen privado (cursos posteriores al empleo y a distancia). Debido al carácter del mercado, la educación superior comenzó a limitar su acceso para todos. El marco de análisis teórico-metodológico es el Enfoque del Ciclo de Políticas de Stephen Ball y otros, sintetizado por Mainardes (2006).

Expansión. Acceso. Neoliberalismo.

 


Influenze delle politiche globali sull'espansione dell'istruzione superiore in Mozambico

SINTESE

Questo articolo analizza le influenze globali sulle politiche nazionali, basate sull'espansione dell'istruzione superiore in Mozambico. Le riforme politiche neoliberiste alle quali il paese è stato sottoposto dagli anni '90, con l'adesione della Banca mondiale e del Fondo monetario internazionale, hanno fornito al settore privato l'accesso all'istruzione. Di conseguenza, si è verificata una crescita accelerata di nuovi istituti di istruzione superiore, principalmente istituti di istruzione superiore pubblici e privati, che hanno offerto la maggior parte dei luoghi di ammissione su base privata (post-impiego e corsi a distanza). A causa della natura del mercato, l'istruzione superiore ha iniziato a limitare l'accesso a tutti. Il quadro di analisi teorico-metodologico è il focus del ciclo politico di Stephen Ball e altri, sintetizzato da Mainardes (2006).

Espansione. Accesso. Neoliberismo.



Texto completo:

PDF

Referências


BANCO MUNDIAL. La Enseñanza Superior - las lecciones derivadas de la experiencia. Washington: Banco Mundial, 1995.

BASÍLIO, Guilherme. O Estado e a Escola na Construção da Identidade Política Moçambicana. 2010. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.

LEHER, Roberto. Um Novo Senhor da Educação? A política educacional do Banco Mundial para a periferia do capitalismo. Outubro Revista, São Paulo, v. 1, n. 3, p. 19-30, 1999.

MAINARDES, Jefferson. Abordagem do Ciclo de Políticas: uma contribuição para a análise de políticas educacionais. Educação e Sociedade, Campinas, v. 27, n. 94, p. 47-69, jan./abr. 2006.

MCTESTP - Ministério de Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional. Instituições de Ensino Superior. Maputo, 2015. Disponível em: . Acesso em: 31 out. 2017.

MECHISSO, Guedes Basilio. EXPANSÃO E O ACESSO AO ENSINO SUPERIOR EM MOÇAMBIQUE: UM PROCESSO INCONGRUENTE. In: Anais do I Congresso Nacional em Políticas, Práticas e Gestão da Educação. Anais...Garanhuns (PE) UPE, 2020. Disponível em: . Acesso em: 30/01/2020

MECHISSO, Guedes. Políticas de Assistência Estudantil no Ensino Superior em Moçambique: Passado, Presente e Desafios. 2017. (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

MOÇAMBIQUE. Assembleia da República. Constituição da República. Boletim da República, Maputo, n. 51 (série I), 22 dez. 2004. Maputo: Imprensa Nacional, 2004.

MOÇAMBIQUE. Assembleia da República. Lei nº 27/2009, de 29 de setembro - Lei do Ensino Superior. Boletim da República, Maputo, 2009. Maputo: Imprensa Nacional, 2009.

MOÇAMBIQUE. Assembleia da República. Lei nº 6/92: Sistema Nacional de Educação. Boletim da República, Maputo, n. 19 (série I), 6 de maio 1992. Maputo: Imprensa Nacional, 1992.

MOÇAMBIQUE. Ministério da Educação. Plano Estratégico de Educação e Cultura 2012-2016. Maputo: Imprensa Universitária, 2012.

MOÇAMBIQUE. Ministério da Educação. Plano Estratégico para o Ensino Superior 2012-2020. Maputo: Imprensa Universitária, 2012.

MOÇAMBIQUE. Política Nacional de Educação e Estratégias de Implementação. Resolução nº 8/95, de 22 de agosto de 1995. Aprova a Política Nacional da Educação. Boletim da República, Maputo, n. 41 (série I), 1995. Maputo: Imprensa Nacional, 1995.

RODRIGUES, Maria de Lurdes. Exercícios de Análise de Políticas Públicas. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2014.




DOI: https://doi.org/10.33052/inter.v6i10.244913

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Guedes Basilio MECHISSO

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.