Análise Comparativa da Temperatura Média do Ar em Campina Grande, PB, Obtida pelo Método dos Extremos e pelo Método Padrão (Comparative Analysis of Average Temperature of Air in Campina Grande, PB, When Obtained by the Extreme and Standard Methods)

Jório Bezerra Cabral Junior, Hermes Alves de Almeida

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo principal comparar os valores da temperatura média do ar calculados pelos métodos Padrão (INMET) e dos Extremos (FAO). Utilizando-se uma série de dados diários de temperatura do ar (das 12:00 e 24:00 UTC) e das temperaturas máxima e mínima, do período:01.01.1980 a 31.12.2011, cedida pela Embrapa Algodão, em Campina Grande, PB. Os dados horários/diário foram agrupados cronologicamente e em seguida determinadas as médias diárias da temperatura média do ar, aplicando os dois métodos citados. Das médias diárias foram calculadas as médias mensais e por estação do ano. As análises estatísticas foram feitas usando as medidas de tendência central (média e mediana), de dispersão (amplitude e desvio padrão) e de frequência. O modelo de ajuste foi o de regressão linear simples e de correlação de Pearson. Os principais resultados indicaram que os valores médios mensais, anuais e por estação do ano da temperatura média obtida pelo método dos extremos foram maiores, em média, de 1 a 2°C que os pelo método padrão. Ao nível de 99% de confiança estatística ( = 0,01), o efeito linear foi positivo nas quatro estações do ano podendo ser expressa da seguinte forma no verão (Y= 4,4435 + 0,8725x) no outono (Y= -2,4939 + 1,1436x) no inverno (Y= -1 0445 + 1,1084x) e na primavera (Y= - 1,2228 + 1,1084x). Houve forte correlação (r) entre os dois métodos oscilando entre 0,834 (no verão) e 0,981 (no inverno). Recomenda-se precaução no uso da média pelo método dos Extremos, pois a sua utilização, através dos dados analisados, acarreta superestimativa.


A B S T R A C T
The main objective of the present work is to compare the daily air temperature calculated by two different methods, the Standard and the Extreme. We used a climatological time series from 1th January 1980 to 31 December 2011 of daily air temperature collected at 1200 and 0000UTC as well as the maximum and minimum daily temperature, available from “Embrapa Algodão”, located in Campina Grande municipality. The dataset was chronologically organized and both, Standard and Extreme, methods were applied. Monthly and climatological analyses were performed from the daily results. The statistic analyses were performed based on average and median calculations. In addition statistic dispersion (amplitude and standard deviation) and frequency distribution were analyzed. We used the linear model and Pearson correlation in order to adjust the models. O main results indicates that the monthly, annual and seasonal temperature obtained by the Extreme methods is always higher relatively to Standard method one. At 99% confidence level the linear effect was positive during the four seasons. In summer the linear equation was (Y= 4,4435 + 0,8725x), in autumn (Y= -2,4939 + 1,1436x) in winter (Y= -1 0445 + 1,1084x) and in spring (Y= - 1,2228 + 1,1084x). A strong correlation was verified between the two models with r = 0.834 and r = 0.981 in winter. Based on results here presented we recommend precaution in using the Extreme values method because it causes overestimation in daily temperature.

Palavras-chave


Clima, variabilidade, sazonalidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v6.4.p888-902



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License