Aptidão Agroclimática do Feijoeiro-Comum às Regiões Produtoras do Estado de Mato Grosso (Agroclimatic Aptitude of Common-Bean in Producing Regions of the Mato Grosso State)

Kassio de Marco, Rivanildo Dallacort, Santino Seabra Junior, Cleonir Andrade Faria Júnior, Elizangela Selma da Silva

Resumo


Objetivou-se com esse trabalho determinar a adaptabilidade agroclimática da cultura do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) às regiões de importância agrícola do estado de Mato Grosso. Utilizaram-se históricos de dados diários de precipitação e temperatura do ar, disponibilizados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e Agência Nacional de Águas (ANA), analisando-os conforme as exigências climáticas da espécie para os municípios de Campo Novo do Parecis, Diamantino, São José do Rio Claro, Campo Verde, Sinop e Sorriso, classificou-os conforme as classes de aptidão. A temperatura média nas regiões em estudo encontrou-se numa faixa ótima para o desenvolvimento do feijoeiro durante todo o ano, com médias entre 23,2 °C e 25,8 °C e a precipitação pluviométrica anual variou de 1.427,9 mm a 1.941 mm, porém não distribuídos regularmente durante todo o ano. As regiões podem ser consideradas aptas ao cultivo do feijoeiro na safra das “águas”, (semeadura realizada de outubro a dezembro) baseando-se na exigência térmica e necessidade hídrica da cultura, uma vez que estas permaneceram dentro da faixa ideal para o seu pleno desenvolvimento. Na safra da “seca”, quando o feijoeiro é semeado de fevereiro a março há possibilidade de ocorrência de deficiência hídrica, porém os riscos são minimizados com a antecipação da semeadura para fevereiro ou para o primeiro decêndio de março, já na safra de “inverno” (semeadura realizada de maio a junho) o cultivo do feijoeiro somente é possível com a utilização de tecnologia de irrigação, devido ao prolongado período com baixos índices pluviométricos.

 

 

A B S T R A C T

The aim of this work was to determine the agro-climatic suitability of beans crop (Phaseolus vulgaris L.) in regions with agronomical importance in the State of Mato Grosso. We use diary historical data of precipitation and air temperature, released by the National Institute of Meteorology (INMET) and National Water Agency (ANA), analyzing according to the climatic requirements of the specie for the municipalities of Campo Novo do Parecis, Diamantino, São José do Rio Claro, Campo Verde, Sinop and Sorriso, ranked them according to the suitability classes. The average temperature in the regions in a study found optimal for the development of beans throughout the year, averaging between 23.2 ° C and 25.8 ° C and annual rainfall ranged from 1427.9 mm to 1941 mm, but not distributed regularly throughout the years. The regions studied can be considered suitable to the bean crop in the “rainy” harvest, (sowing from October to December) based on climatic requirement and water needs of the crop. In the “drought” harvest, when the beans is sowed from February to March, there is the possibility of water deficit, however the risk can be reduced with the anticipation of sowing to the month of February, or in the first ten-days period of March, in the “winter” harvest (sowing from May to June) the beans crop is only possible with irrigation technology, due to the long period of low rainfall rates.

Keywords: Phaseolus vulgaris L., rainfall, temperature.

 


Palavras-chave


Phaseolus vulgaris L.; Precipitação pluviométrica; Temperatura

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v7.3.p558-571



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License