O Clima Urbano da Ilha do Fundão (RJ): Subsídio a um Planejamento Urbano Sustentável (The Urban Climate System of Fundão Island: Subsidy for an Urban Management)

Antonio Silva Oscar Júnior, Ana Maria de Paiva Macedo Brandão

Resumo


As transformações por que passa a sociedade tem se refletido também em alterações ambientais significativas, principalmente das variáveis climáticas, sobretudo, no ambiente urbano que conta com a atuação de forças que combinadas aumentam o caráter caótico deste ambiente. Daí emerge a necessidade de incorporar ao planejamento e gestão ambiental urbana a análise do seu Sistema Clima Urbano, associado-o à cartografia e as novas geotecnologias, em especial o sensoriamento remoto, para um melhor uso deste espaço, contribuindo sobre tudo para a melhoria da sua qualidade ambiental que se refletirá em melhores condições de vida da população. Para isso adotamos a Ilha do Fundão, campus da UFRJ, como área de estudo, ambiente que desde 1945 tem passado por transformações que promovem grandes alterações na sua paisagem, e que mais recentemente com a resolução do REUNI instituído pelo Decreto nº 6.096, de 24 de abril de 2007 e consequentemente o novo plano diretor do campus para 2020, lançam-se novas intervenções urbanísticas no campus, ampliando a área construída em prol da área verde, tendência já constada pelas técnicas de sensoriamento remoto. As dinâmicas ambientais presentes hoje na Ilha já apontam para níveis críticos de qualidade ambiental, sendo característico desta: altos índices de desconforto térmico, a ocorrências de ilhas de calor de até 4,8º C de intensidade na porção centro-sul da ilha que não coincidentemente é a com maior densidade de construção. Além destes, somam-se sua localização na Bacia Área III, a mais poluída do Estado, a ocorrência de chuvas com pH atingindo o índice de 4,12 e os impactos pluviais, tais quais dos dias 05 e 06 de abril de 2010 que provocam grandes transtornos. Estes resultados confirmam a necessidade de um ordenamento eficiente, levando em consideração as características climato-ambientais da área de estudo para que com a realização dos novos projetos este ambiente torne-se confortável e seguro para os que dele usufrui.

 

 

A B S T R A C T

The transformations undergone by the society has also reflected in significant environmental changes. There emerges the need to incorporate the Urban Climate System (UCS) analysis to urban planning and environmental management, associating it with the new cartographic issues, to proceed with a better appropriation of space. Lined this perspective, this study applies the UCS analyzes for Fundão Island, Campus of UFRJ, environment since 1945 has undergone transformations that promote major changes to its landscape, and more recently with the resolution of the REUNI established by Decree N. 6096 of April 24, 2007 and the new master plan of the campus for 2020, sees prospects for new urban interventions on Campus, increasing the built area in favor of green area, historical trend observed by segmentation and supervised classification of IKONOS images between 2003 and 2009. The completion of methodology with field work using the methodology of mobile transects in 1996, 2007 and 2010 to measure intensity of heat islands, associated with the collection of rainwater in 2010 and evaluation of its pH with pH300 Analyzer or Digimed DM-20, the weather station data analysis of Fundão Island from 1985 to 1993, assessment of environmental perception through questionnaires and data from newspapers and air quality reports for the metropolitan region of Rio de Janeiro (RMRJ) concluded that the UFRJ’s campus has already critical levels of  environmental  quality. According to the results, the Fundão Island features: high levels of thermal discomfort, heat islands with intensity of 4.8ºC in the South central portion of the island, which not coincidentally is the more built. In addition, add to its location in the Basin Area III, the most polluted state allowing rainfall with pH of 4.12 and still impacts such that the days 05 and 06/04/2010, triggering large disorders. These results confirm the need to review the master plan in 2020, taking into

* E-mail para correspondência: thony.oscar@gmail.com. (Oscar Jr., A.C. da S.).

account the climate and environmental characteristics of the study area so that with the appreciation and preservation of green areas and applying new construction technologies to make the island more comfortable and safe for which it enjoys.

Keywords: Master Plan, Geotechnologies, Environmental and Territorial Management

 


Palavras-chave


Clima Urbano, Plano Diretor, Geotecnologias, Gestão Territorial e Ambiental

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v8.1.p113-127



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License