Aplicação do modelo hidrológico SMAP na determinação da produção de água em uma bacia hidrográfica costeira (Application of the SMAP hydrological model to determine water production in a coastal catchment area)

Danusa Oliveira Campos, José Wildes Barbosa dos Santos, Pablo Roberto de Assis

Resumo


A bacia hidrográfica do rio Almada é um importante manancial para o abastecimento público regional, e se sobressai como um dos principais sistemas naturais regional, contudo, sofre forte pressão antrópica a oeste com a expansão de atividades agropastoris e leste com intensa pressão de especulação imobiliária. Diversos trabalhos ressaltam que a conversão do uso e ocupação da terra interfere nos processos hidrológicos naturais alterando de forma significativa a disponibilidade e qualidade da água, neste contexto, este trabalho objetivou realizar a modelagem hidrológica das sub-bacias hidrográficas do rio Almada com intuito de correlacionar os dados de vazão de cada uma das sub-bacias hidrográficas do Rio Almada com o uso e ocupação da terra.  Para tanto, a metodologia empregada foi o modelo hidrológico Soil Moisture Accounting Procedure, e a aplicação de técnicas de Sistema de Informação Geográfica. Os resultados demonstraram que as sub-bacias do alto curso do Almada possuem as menores vazões ocasionadas pela conversão do uso da terra de mata para pasto e solos exposto. As sub-bacias do curso médio, apresentaram as maiores vazões por possuírem as maiores áreas dentro da bacia em estudo e por estarem cobertas com mais de 65 % de suas áreas sob mata e cabruca. E as sub-bacias do baixo curso do Almada irrigam áreas fortemente antropizadas, contudo são paisagens com alta produção de água. Apesar de apresentarem paisagens distintas os resultados evidenciam que as sub-bacias do rio Almada em análise não possuem variação muito grande entres as vazões.



 

A B S T  R A C T

 

The hydrographic basin of the Almada river is an important source for the regional public supply, and stands out as one of the main regional natural systems, however, it suffers strong anthropic pressure to the west with the expansion of agropastoral activities and east with intense pressure of real estate speculation. Several studies emphasize that the conversion of land use and occupation interferes with natural hydrological processes, significantly altering water availability and quality. In this context, this work aimed to perform the hydrological modeling of the hydrographic sub-basins of the Almada river in order to correlate The flow data of each of the sub-basins of the Almada River with the use and occupation of the land. For that, the methodology used was the Soil Moisture Accounting Procedure, and the application of Geographic Information System techniques. The results showed that the sub-basins of the upper course of Almada have the lowest flows caused by the conversion of land use from pasture and exposed soils. The sub-basins of the middle course had the highest flows because they had the largest areas within the basin under study and because they were covered with more than 65% of their areas under forest and cabruca. And the sub-basins of the lower course of Almada irrigate heavily anthropized areas, yet they are landscapes with high water production. Although they present distinct landscapes, the results show that the sub-basins of the Almada river in analysis do not have very large variation between the flows

 

Keywords: Watershed, environmental planning; hydrological modeling



Palavras-chave


Bacia Hidrográfica; planejamento ambiental; modelagem hidrológica

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Abbott, M.B., Bathurst, J.C., Cunge, J.A., O‟Connel, P.E., Rasmussen, J., 1986 An Introduction to the European Hydrological System – Systeme Hydrologique Europeen, “SHE”, 1: History and Philosophy of a Physically-Based, Distributed Modelling System. Journal of Hydrology 87, 45-59.

Albuquerque, F. A. de, 2010. Estudos Hidrológicos em Microbacias com Diferentes Usos do Solo na Sub-Bacia do Alto Natuba-PE. Dissertação (Mestrado). Recife, Universidade Federal de Pernambuco.

Andrade, J.C. de P., Marques, A. C., Souza, P. S. V. N., 2013. Pagamento por serviços ambientais: uma proposta para a Bacia Hidrográfica do Rio Almada no sul da Bahia Bahia. Análise de dados 23, 383-396.

Arnold, JG, Srinivasan, R, Muttiah, RS & Williams, JR., 1998. Large area hydrologic modeling and assessment part I. model development American Water Research Association 34, 73-89.

Balbinot, R. Oliveira, N. K. de, Vanzetto, S. C., Pedroso, K., Valerio, A. F., 2008. O papel da floresta no ciclo hidrológico em bacias hidrográficas. Ambiência 4, 131-149.

Barbosa, E. M., 2006. Gestão de recursos hídricos da Paraíba: uma análise jurídico-institucional. Tese (Doutorado). Campina Grande, Universidade Federal de Campina Grande.

Beven, K. J. and Kirkby, M. J., 1979. A physically based variable contributing area model of catchment hydrology. Hydrol. Sci. Bull.,24, 43–69.

Bezerra, C. G.; Santos, A. R. dos; Pirovani, D. B.; Pimentel, L. B. & Eugenio, F. C., 2011. Estudo da fragmentação florestal e ecologia da paisagem na sub-bacia hidrográfica do Córrego Horizonte, Alegre, ES. Espaço & Geografia 14, 257-277.

Bradshaw, C. J. A.; Sodhi, N. S.; Peh, K. S.-H. and BROOK, B. W., 2007. Global evidence that deforestation amplifies flood risk and severity in the developing world. Global Change Biology 13, 2379–2395. doi: 10.1111/j.1365-2486.2007.01446.x

Câmara, G.; Davis, C.; Monteiro, A.M.V., 2001. Introdução à Ciência da Geoinformação. 1 ed. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE, São José dos Campos.

Campos, D. O. 2014. Zoneamento geohidroecológico: uma proposta de análise integrada da paisagem em bacias hidrográficas. Tese (Doutorado). Ilhéus, Universidade Estadual de Santa Cruz.

Canedo, P. M., 1989. Hidrologia Superficial. In: Engenharia Hidrológica, 1 ed. Editora da UFRJ, Rio de Janeiro.

Caponi, G.R.; Silva, B.C., 2013. Calibração automática do modelo SMAP mensal por algoritmos genéticos. Revista PCH Notícias & SHP NEWS 51, 26-31.

Castanharo, G.; Gibertoni, R. F. C.; Müller, I. I.; Andriolo, M. V.; Kaviski, E.; Guilhon, L. G. F.; Rocha V. F., 2007. Previsão de vazões na bacia do rio Iguaçu baseada no modelo SMAP e com incorporação de informações de precipitação. Revista Brasileira de Recursos Hídricos 12, 57-68. DOI: 10.21168/rbrh.v12n3.p57-68

Castilho, C. P. G. de, 2005. Simulação hidrológica de uma bacia rural utilizando o modelo TOPMODEL acoplado a um modelo de interceptação de chuva pela cobertura vegetal. Tese (Doutorado). Campinas, Universidade Estadual de Campinas.

Coelho, G. B., 2006. Análise e simulação do processo de transformação de chuva em vazão com suporte de Sistema de Informação Geográfica (SIG). Dissertação (Mestrado). Recife, Universidade Federal de Pernambuco.

Coleridge, S. T., 2006. O ciclo hidrológico e a água subterrânea, in: Press, F.; Siever, R.; Grotzinger, J.; Jordan, T. H. (Org.), Para Entender a Terra. Editora S.A, 4ª Ed. Porto Alegre, pp. 312-338

Collischonn, W., 2001. Simulação Hidrológica de Grandes Bacias. Tese (Doutorado). Porto Alegre, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Ellison, D.; N. Futter, M. And Bishop, K., 2012. On the forest cover–water yield debate: from demand- to supply-side thinking. Global Change Biology 18, 806–820. doi: 10.1111/j.1365-2486.2011.02589. 2012

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, 2006. Centro Nacional de Pesquisas de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2 ed. Brasília, Brasília.

Fernandes, M. M; Ceddia, M. B.; Ramos, G. M.; Gaspar, A.; Moura, M. R., 2011. Influência do uso do solo na qualidade de água na microbacia Glória. Engenharia Ambiental 8, 105-116.

Franco, G. B., 2010. Fragilidade Ambiental e Qualidade da Água na Bacia do Rio Almada – Bahia. Tese (Doutorado). Viçosa, Universidade Federal de Viçosa.

Germer, S. Neillb, C.; Kruschec, A. V. Elsenbeerd, H., 2010. Influence of land-use change on near-surface hydrological processes: Undisturbed forest to pasture. Journal of Hydrology 380, 473–480.

IESB. Instituto de Estudos Socioambientais do Sul da Bahia, 2007. Projeto de conservação e utilização sustentável da diversidade Biológica brasileira – PROBIO: Levantamento da Cobertura Vegetal Nativa do Bioma Mata Atlântica. Relatório Final. Rio de Janeiro.

Lima, J. P. R.; Alves, J. M. B., 2009. Um estudo de downscaling dinâmico de precipitação intrasazonal acoplado a modelo chuva-vazão na bacia hidrográfica alto-médio São Francisco. Revista Brasileira de Meteorologia 24, 323-338.

Lopes, J.E.G., Braga B.P.F., Conejo J.G.L., 1982. SMAP - A Simplified Hydrological Model, Applied Modelling in Catchment Hydrology, 1 ed. V. P. Singh, Colorado.

Maes, W., Heuvelmans, G., Muys, B., 2009. Assessment of land use impact on water-related ecosystem services capturing the integrated terrestrial−aquatic system. Environmental Science and Technology 43, 7324–7330.

Makarieva A., Gorshkov Vg., 2007. Biotic pump of atmospheric moisture as driver of the hydrological cycle on land. Hydrology and Earth System Sciences 11, 1013–1033.

Melo, H. A., 2008. Integração entre modelos hidrológicos e sistemas de informações geográficas: uma avaliação metodológica. Dissertação (Mestrado). Campina Grande, Universidade Federal de Campina Grande.

Moraes, M.E.B. de, Gomes, R. L., Thévenin, J. M. R., Silva, G. S. Da S, Viana, W. R. C. da C., 2012. Análise da paisagem da bacia hidrográfica do rio Almada (BA) com base na fragmentação da vegetação. Caminhos de Geografia. Uberlândia 13, 159–169.

Moreira, I. A., 2005. Modelagem hidrológica chuva-vazão com dados de radar e pluviômetros. Dissertação (Mestrado). Curitiba, Universidade Federal do Paraná. Curitiba.

Mota, S., 1995. Preservação e conservação de recursos hídricos, 2.ed. Editora Rio de Janeiro: ABES, Rio de Janeiro.

Nascimento, L. S. V.; Reis Junior, D. S.; Martins, E. S. P. R., 2009. Avaliação do Algoritmo Evolutivo na Calibração Multiobjetivo do Modelo SMAP no Estado do Ceara. Revista Brasileira de Recursos Hídricos 14, 85-97.

Padovesi-Fonseca, C.; Corrêa, A. C. G.; Leite, G. F. M.; Joveli, J. C.; Costa, L. S.; Pereira, S. T., 2010. Diagnóstico da sub-bacia do ribeirão Mestre d’Armas por meio de dois métodos de avaliação ambiental rápida. Ambi-Água 5, 43-56.

Paiva, R. C. D.; Paiva, E. M. C. D.; Paiva, J. B. D., 2006. Estimativa das vazões naturais das sub-bacias do Vacacaí Mirim através de modelo simplificado. I Simpósio de Recursos Hídricos do Sul-Sudeste, 1. 1-18.

Pereira, M.; Kayser, R. B.; Collischonn, W., 2012. Integração do modelo hidrológico para grandes bacias MGB-IPH e Sistemas de Informação Geográfica para suporte à decisão de outorga de direito de uso da água. Revista de Gestão de Água da América Latina 9, 21-33.

Peters, J.C., 2000. HEC-HMS – Hydrologic Modeling System. Computer Software Userís Manual, 1 ed. US Army Corps of Engineers, Davis.

Rennó, C.D.; Soares, J.V., 2000. Modelos hidrológicos para gestão ambiental, 1 ed. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, São José dos Campos.

Rockwood, David M., 1968. Application of streamflow synthesis and reservoir regulation - "SSARR" - program to the Mekong River. Int. Assn. Sci. Hydrology 1, 329-344.

Roeder, M., 1975. Reconhecimento Climatológico. Diagnóstico Sócio-Econômico da Região Cacaueira., 1 ed. Cartografia Cruzeiro do Sul, Rio de Janeiro.

Santos, M. R. R. dos., 2010. Critérios para análise do zoneamento ambiental como instrumento de planejamento e ordenamento territorial. Dissertação (Mestrado). São Carlos, Universidade de São Paulo.

Santos, G. G.; Griebeler, N. P.; Oliveira, L. F. C., 2010. Chuvas intensas relacionadas à erosão hídrica. R. Bras. Eng. Agric. Ambiental 14, 115-123.

Samson, P.; Charrier, B., 2012. International Freshwater Conflict: issues and prevention strategies. 1 ed. Green Cross International, Geneva.

Smaniotto, M., 2007. Análise ambiental de bacias hidrográficas com base na fragmentação da paisagem: Município de Getúlio Vargas (RS). Dissertação (Mestrado). São Carlos, Universidade Federal de São Carlos.

Souza, E. R.; Fernandes, M. R., 2000. Sub-bacias hidrográficas: unidades básicas para o planejamento e a gestão sustentáveis das atividades rurais. Informe Agropecuário 21, 15-20.

SEI. Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia, 2003. Base cartográfica digital. Salvador.

Thornthwaite, C.W., 1948. Na approach toward a rational classification of climate. Geographical Review 38, 55-94.

Tundisi, J.G. & Tundisi, T.M., 2010. Potential impacts of changes in the Forest Law in relation to water resources. Biota Neotrop 10, 68-75.

Villela, S. M.; Mattos, A., 1975. Hidrologia Aplicada, 1 ed. McGraw-Hill do Brasil, São Paulo.

Silva, G. S.; Gomes, R.L., 2010. Aplicação da técnica de avaliação do terreno e análise da fragilidade ambiental da bacia hidrográfica do Rio Almada. Caminhos de Geografia 11, 240 – 259.

Thomas, W. W.; Carvalho, A. M. de; Amorim, A. M. A.; Garrison, J.; Arbeláez, A. L., 1998. Plant endemism in two forests in southern Bahia, Brasil. Biodiversity and Conservation 7, 311-322.

Tucci, C. E. M., 2009. Hidrologia: ciência e aplicação, 4 ed. UFRGS, Porto Alegre.

Tucci, C. E. M., 1998. Modelos hidrológicos, 1 ed. UFRGS, Porto Alegre.

Valeriano, M. M., 2008. Topodata: Guia para Utilização de Dados Geomorfométricos Locais, 1 ed. INPE, São José dos Campos.

Vélez, J. J., 2001. Dessarrollo de um modelo hidrológico conceptual y distribuído orientado a la simulación de las crecidas. Tesis (Doctoral) Valéncia, Universidad Politécnica da Valéncia.

Vendruscolo, J., 2005. Regionalização dos parâmetros de um Modelo chuva-vazão para estimativa de Vazões em bacias sem monitoramento Sistemático. Dissertação (Mestrado). Rio Grande do Sul, Universidade Federal de Santa Maria.

Viana, W. R. C. da C., 2011. Fragmentação florestal e diversidade de habitats na bacia hidrográfica do Rio Almada, sul da Bahia, Brasil. Dissertação (Mestrado). Ilhéus, Universidade Estadual de Santa Cruz.

Ziegler, A.D.; Giambelluca, T.W.; Tran, L.T.; Vana, T.T.; Nullet, M.A.; Fox, J.; Vien, T.D.; Pinthong, J.; Maxwell, J.F.; Evett, S., 2004. Hydrological consequences of landscape fragmentation in mountainous northern Vietnam: evidence of accelerated overland flow generation. Journal of Hydrology 287, 124-146




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v11.1.p124-138

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License