Caracterização da Cobertura Vegetal no Alto Curso da Bacia do Igarapé do Mindu - Manaus (AM)

Natalia Ramos Albuquerque, Deivison Carvalho Molinari

Resumo


O processo urbano acelerado ao longo dos anos dentro da cidade de Manaus - AM acabou ocasionando substituição parcial da cobertura vegetal por ocupações irregulares. Deste modo, o objetivo deste estudo é analisar o tipo de cobertura vegetal presente no alto curso da bacia hidrográfica do igarapé do Mindu, localizado entre a zona norte e leste da área urbana de Manaus - Amazonas. A metodologia do trabalho baseou-se em três etapas: pré-campo realizada mediante técnicas de geoprocessamento para identificação da área de estudo via  Qgis, monitoramento do trabalho de campo registrada por fotografias com auxílio do GPS (Global Position System), uso de VANT para adquirir imagens aéreas de alta resolução espacial, e o pós-campo resultando no processamentos das imagens e análise dos dados. Os resultados encontrados demostram concentração de espécies concentradas ao norte da bacia procurando identificar a distribuição e caracterização das espécies vegetais do tipo: Unidade de Conservação, Áreas Verdes, Fragmento Florestal, Área de Proteção Permanente (APP), Área de Proteção Ambiental (APA) e Corredor Ecológico.

Characterization of Vegetation Coverage in the Upper Course of the Igarapé do Mindu Basin - Manaus (AM)

A B S T R A C T

The accelerated urban process over the years within the city of Manaus - AM eventually led to partial replacement of vegetation cover by irregular occupations. Thus, the aim of this study is to analyze the type of vegetation cover present in the upper reaches of the Mindu stream, located between the north and east of the urban area of Manaus - Amazonas. The methodology of the work was based on three steps: pre-field carried out by geoprocessing techniques to identify the study area via Qgis, fieldwork monitoring recorded by photographs with the aid of GPS (Global Position System), use of UAV for acquire high spatial resolution aerial images, and the postfield resulting in image processing and data analysis. The results show a concentration of species concentrated to the north of the basin, seeking to identify the distribution and characterization of plant species such as: Conservation Unit, Green Areas, Forest Fragment, Permanent Protection Area (APP), Environmental Protection Area (APA) and Ecological corridor.

Keywords: radiation, net radiation, photosynthetically active radiation, Caatinga, dry.


Palavras-chave


Urbanização, Cobertura Vegetal, Bacia Hidrográfica

Texto completo:

PDF

Referências


Ab'saber, A.N., 2003. Os domínios de natureza no Brasil: potencialidades paisagísticas. São Paulo: Ateliê Editorial.

Albuquerque, N.R. de., 2019. Caracterização do uso do solo no Alto Curso da Bacia Hidrográfica do Igarapé do Mindu – Manaus (AM). Relatório Final de Iniciação Científica- PIBIC/UFAM/FAPEAM. Manaus – Am.

Alves, J.L., 2011. Estudo temporal dos fragmentos florestais urbanos por meio das ferramentas geotecnológicas: O caso da cidade de Manaus, Amazonas / Jhones Lemos Alves. Dissertação (Mestrado). Manaus, Universidade Federal do Amazonas.

Ariotti, A.P., Eichler, F.E., Freitas, E.M de., 2016. Estrutura do componente arbóreo e arborescente de um fragmento urbano no município de Sério, Rio Grande do Sul, Brasil. Ciência Florestal (UFSM), v. 26, p. 687-698.

Blanco, K.C, 2018. As Peculiaridades das Ocupações Irregulares no Distrito Federal. Revista Cadernos de Arquitetura e Urbanismo[online].Disponível:http://dx.doi.org/10.18830/issn.1679-0944.n21.2018.04. Acesso: 23 de mar. 2020.

Borges, M. das G.M., 2014. Gestão de Áreas Protegidas no Espaço Urbano: Relações de conflitos e (Re) Territorialização no Parque Nascentes do Mindu? In: Anais do VII Congresso Brasileiro de Geógrafos.Disponível:http://www.cbg2014.agb.org.br/resources/anais/1/1404698838_ARQUIVO_Artigo_CBG2014.pdf. Acesso: 05 jul. 2019.

Brasil, 2000. Lei 9.985, de 18 de julho. Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC), Planalto do Governo, Brasil.

Brasil, 2012. Lei nº 12.651, de 25 de maio. Novo Código florestal ambiental, Presidência da República, Brasília, DF.

Bressane, A., Mochizuki, P.S., Roveda, J.A.F., Salvador, N.N.B., 2016. Sistema de apoio à gestão de áreas verdes na preservação permanente de corpos hídricos urbanos. Revista Ciência Ambiental [online] 26. Disponível:http://dx.doi.org/10.5902/198050987550. Acesso: 22 de mar. 2020.

Campagnolo, K., Silveira, G.L. da., Miola, A.C., Silva, R.L.L. da., 2017. Área de Preservação Permanente de um rio e análise da legislação de Proteção da Vegetação Nativa. Revista Ciência Florestal [online], 27. Disponível: https://doi.org/10.5902/1980509828633. Acesso: 23 mar. 2019.

Cassiano, K.R.M., Costa, R.C., 2010. Análise geográfica das áreas de risco em Manaus (Amazonas, Brasil). In: VI Seminário Latino-Americano e II Seminário Ibero-Americano de Geografia Física, Coimbra. Sustentabilidade da 'Gaia'; Ambiente, Ordenamento e Desenvolvimento.Disponível:https://www.uc.pt/fluc/cegot/VISLAGF/actas/tema4/karla. Acesso: 22 agos. 2019.

Cleto Filho, S.E.N., Walker, I., 2001. Efeitos da ocupação urbana sobre a macrofauna de invertebrados aquáticos de um igarapé da cidade de Manaus/AM, Amazônia Central. Revista Acta Amaz. [online] 31. Disponível: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0044-59672001000100069&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso: 10 agos. 2019.

Conceição, S.G., Noda, S.N., 2012. Expansão urbana sobre áreas agrícolas em Manaus/AM. In: II Seminário Internacional de Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia, Manaus: EDUA.

Conceição, S.G., Noda, S.N., 2012. Vulnerabilidade ambiental na agricultura da cidade de Manaus/AM. Revista de Geografia [online]37.Disponível:https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/ageteo/article/view/7682. Acesso: 02 dez. 2019.

Costa, M. de S., Costa, A. de S., Costa, M. M. de S., Lira, M. A. T., 2019. Impactos Socioeconômicos, Ambientais e Tecnológicos Causados pela Instalação dos Parques Eólicos no Ceará. Revista Brasileira de Meteorologia [online] 34. Disponível: https://doi.org/10.1590/0102-7786343049. Acesso: 24 mar. 2020.

Duarte, T.E.P., Angeoletto, F. H. S., Correa Santos, J. W. M., Leandro, D. da S., Copetti Bohrer, J. F., Vacchiano, M. C., Leite, L. B., 2017. O Papel da Cobertura Vegetal nos Ambientes Urbanos e sua Influência na Qualidade de Vida nas Cidades. Revista Desenvolvimento em Questão [online], 15.

Disponível:https://doi.org/10.21527/2237453.2017.40.175-203. Acesso: 23 jan. 2019.

Eugenio, F.C., Santos, A.R., Fiedler, N.C., Ribeiro, G.A., Silva, A.G., Soares, V.P., Gleriani, J.M., 2017. Mapeamento das Áreas de Preservação Permanente do Estado do Espírito Santo, Brasil. Revista Ciência Florestal [online] 27. Disponível: https://doi.org/10.5902/1980509828639. Acesso: 23 de mar. 2019.

Farinha, M.J.U.S., Silva, L.F., Bernardo, L.V.M., 2017. O estado da arte das Unidades de Conservação como instrumento de preservação da Biodiversidade Brasileira. Revista Espacios [online] 38. Disponível:https://www.revistaespacios.com/a17v38n07/a17v38n07p16.pdf. Acesso: 06 jun. 2019.

Hora, K.E.R., Oliveira, V.T., Ribeiro, J.P., Marques, P.H.G., 2016. Caracterização das ocupações em Áreas de Preservação Permanente às margens do Ribeirão Anicuns e do Córrego Botafogo na Cidade de Goiânia. Revista Cadernos do Núcleo de Análises Urbanas [online] 9. Disponível: https://periodicos.furg.br/cnau/article/view/6582/4668. Acesso: 22 mar. 2020.

Kudo, S.A., Pereira, H. dos S., Silva, S. C. P. da., 2016. A proteção jurídica dos fragmentos florestais urbanos: um estudo da paisagem e da legislação ambiental e urbanística da cidade de Manaus. Revista Desenvolvimento e Meio ambientes [online] 38.

Disponível:https://pdfs.semanticscholar.org/ae66/1311125a298b44ef36e6dfaf7cfb9c4a1f44.pdf. doi: 10.5380/dma.v38i0.42687. Acesso: 23 jun. 2019.

Lima, M.B., 2019. O processo de gestão do Parque Municipal Nascentes do Mindu. – Manaus. Dissertação (Mestrado). Manaus, Universidade Federal do Amazonas.

Lopes, M. J. N., SILVA, M. S. R., SERPA FILHO, A., 2010. Riqueza e diversidade de invertebrados de igarapés da cidade de Manaus, AM. In: I Seminário Internacional de Ciências do Ambiente e Sustentabilidade da Amazônica, Manaus - AM.

Machado, A. L. S., 2012. A educação ambiental para gestão sustentável da água: estudo de caso do Igarapé do Mindu - Manaus, Am. Tese (Doutorado), Brasília.

Manaus, 1967. Decreto nº 288, de 28 de fevereiro. Diário Oficial do Município de Manaus, Poder Executivo, Manaus, AM.

Manaus, 2001. Lei n° 605, de 24 de julho. Código Ambiental de Manaus, Diário Oficial do Município de Manaus, Poder Executivo Manaus, AM.

Manaus, 2006. Decreto n° 8.352, de 17 de março. Diário Oficial do Município de Manaus, Poder Executivo, Manaus, AM.

Manaus, 2007. Decreto N° 9.329, de outubro. Diário Oficial do Município de Manaus, Poder Executivo, Manaus, AM.

Manaus, 2012. Decreto n° 1. 502, de 27 de março. Diário Oficial do Município de Manaus, Poder Executivo, Manaus, AM.

Manaus, 2018. Decreto n° 4.043, de março. Diário Oficial do Município de Manaus, Poder Executivo, Manaus, AM.

Martini, A., Biondi, D., 2015. Microclima e Conforto Térmico de um Fragmento de Floresta Urbana em Curitiba, PR. FLORAM – Revista Floresta e Ambiente [online] 22. Disponível: https://doi.org/10.1590/21798087.082114. Acesso: 27 abr. 2019.

Mesquita, F.N., Silvestre, K.S., Steinke, V.A., 2017. Urbanização e degradação ambiental: Análise da ocupação irregular em áreas de proteção permanente na região administrativa de Vicente Pires, DF, utilizando imagens aéreas do ano de 2016. Revista Brasileira de Geografia Física [online] 10. Disponível: doi: https://doi.org/10.5935/1984-2295.20170047. Acesso: 23 de mar. 2020.

Nascimento, M. B. do., 2014. Produção agrícola familiar em área urbana: Comunidade Nova Esperança - Bairro Jorge Teixeira - Manaus-AM. Dissertação (Mestrado). Manaus – Universidade Federal do Amazonas.

Norte Filho, A. F. do., 2011. O Corredor Ecológico Urbano do Mindu: ações do Poder Público Municipal e participação da coletividade. Dissertação (Mestrado). Manaus – Universidade do Estado do Amazonas.

Oliveira, J.A., Schor, T., 2009. Manaus: transformações e permanências do forte a metrópole regional. In: Castro, E. (Org.). Cidades na Floresta. São Paulo, Annablume. P. 41-98.

Oliveira, L.K. de., 2014. Fluxo Gênico Contemporâneo e Estrutura Genética na escala da paisagem de Anacardium Occidentale L. no Cerrado. Tese (Doutorado). Universidade Federal de Goiás.

Oliveira, M.S. de. 2010. Geoprocessamento Aplicado a Identificação de Corredores Ecológicos em Manaus/Am. Monografia.

Departamento de Geografia, Instituto de Ciências Humanas e Letras da Universidade Federal do Amazonas. Manaus (AM).

Rodrigues, R. de C.C., Alves, N. de S.A., 2015. Diagnóstico do Uso e Ocupação do Solo na Bacia Hidrográfica do Igarapé do Mindu, Manaus- AM. 68ª Reunião Anual da SBPC. Disponível:http://www.sbpcnet.org.br/livro/68ra/resumos/resumos/5273_1b41a9de98ae7abd0996861380729a382.pdf. Acesso: 22 abr. 2019.

Rodrigues, T.F., Marinho, R. R., 2017. Caracterização geomorfométrica de áreas afetadas por deslizamentos no alto curso da bacia do igarapé do Mindú, Manaus (AM). In: Anais XVIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Santos, p. 2555-2562. Disponível: C:/Users/natal/Downloads/galoa-proceedings--sbsr--59790.pdf. Acesso: 10 abr. 2019.

Saito, N. S., Moreira, M.A., Santos, A.R. dos., Eugenio, F.C., Figueiredo, A.C., 2016. Geotecnologia e Ecologia da Paisagem no Monitoramento da Fragmentação Florestal. FLORAM - Revista Floresta e Ambiente [online] 23. Disponível: https://doi.org/10.1590/2179-8087.119814. Acesso: 24 mar. 2020.

Schvarstzhaupt, C.C.; Reis, A.T.L., 2017. Vegetação Urbana e Instrumentos Legais. In: XVII Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional, São Paulo. Disponível:https://www.researchgate.net/publication/318702687_Vegetacao_Urbana_e_Instrumentos_Legais. Acesso: 24 mar. 2019.

Semmas. Secretária Municipal de Meio Ambiente Be Sustentabilidade., 2016. Projeto de Arborização da Prefeitura de Manaus: O Arboriza Manaus. Secretária Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade - SEMMAS. Manaus (AM). Disponível: semmas.manaus.am.go.br. Acesso: Jan. 2019.

Semmas. Secretária Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, 2018. Estudo de Viabilidade Técnica: Proposta de Criação da Área de Proteção Ambiental (APA) Sauim-de - Manaus. Manaus (AM).

Silva Neto, J.C.A. da., Vidal, B.S., Aleixo, N. C. R., 2019.

Incompatibilidade da cobertura vegetal e Áreas de Preservação Permanentes fluviais na cidade de Manaus – Am. In: Anais XIX Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto. Plataforma: Galoá Proceedings.Santos.Disponível:https://proceedings.science/sbsr2019/papers/incompatibilidade-da-cobertura-vegetal-e-areas-de-preservacao-permanentes-fluviais-na-cidade-de-manaus---am. Acesso: 02 abr. 2019.

Silva, B.C. da., Molinari, D.C., 2017. Aspectos fitossociológicos dos fragmentos florestais da cidade de Manaus (AM). Revista Caderno de Geografia [online] 27. Disponível: doi: https://doi.org/10.5752/p.23182962.2017v27n51p806. Acesso: 10 abr. 2019.

Silva, E.C.N., 2017. Reconstituição Geomorfológica do Relevo Tecnogênico em Presidente Prudente-SP / Érika Cristina Nesta Silva. – Tese (Doutorado). Presidente Prudente, Universidade Estadual Paulista – UNESP.

Silva, M. S. E., 2008. Comportamento das espécies de Ortofosfato inorgânico nos Igarapés da Cidade de Manaus. Dissertação (Mestrado), Manaus – Universidade Federal do Amazonas.

Silva, S. L., Lima, M. C, de., 2008. Impactos Socioespsaciais da Intervenção Urbana aos Ribeirinhos da Cidade de Manaus AM. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Skorupa, L.A., Saito, M. L., Neves, M.C., 2003. Indicadores de Cobertura Vegetal. In: João Fernando Marques; Ladislau Araújo Skorupa; José Maria Gusman Ferraz. (Org.). Indicadores de Sustentabilidade em Agroecossistemas. 1ed. Jaguariúna-SP: Embrapa Meio Ambiente, v., p. 155-189.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.1.p406-422

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License