Monção em São Paulo

Antonio Jaschke Machado

Resumo


Este artigo corrobora a existência de monção em São Paulo, revelada a partir da observação de flutuações periódicas na umidade absoluta. O ciclo diário e o ciclo sazonal registrado em duas localidades nos extremos oriental e ocidental de São Paulo são comparados e analisados. A incorporação da direção do vento à análise sugere a existência de um regime de monção, cuja transição entre a estação úmida e a estação seca é definida pela variação da umidade absoluta.

 

 

Monsoon in São Paulo State, Brazil

A B S T R A C T

This paper corroborates the existence of monsoon in São Paulo, revealed from the observation of periodic fluctuations in absolute humidity. The daily cycle and the seasonal cycle recorded in two sites in the eastern and western extremes of São Paulo are compared and analyzed. The incorporation of the wind direction to the analysis suggests the existence of a monsoon regime, whose transition between the wet season and the dry season is defined by the variation of the absolute humidity.

Keywords: Monsoon, Absolute humidity, Wind direction.


Palavras-chave


Monção; Umidade Absoluta; Direção do Vento; Estado de São Paulo

Texto completo:

PDF

Referências


Azevedo, T. R., 2002. Precipitação na cidade de São Paulo em função da atividade urbana. Anais do XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, Foz do Iguaçu, PR.

Dias, M. A. F. S.; Machado, A. J., 1990. As circulações locais na Grande São Paulo. Anais do VI Congresso Brasileiro de Meteorologia, Salvador, BA.

Dias, M. A. F. S.; Machado, A. J., 1997. The role of local circulations in summertime convective development. Boundary-Layer Meteorology 82, 135-157.

Gan, M.; Rodrigues, L. R.; Rao, V. B., 2009. Monção na América do Sul. In: Cavalcanti, I. F. A. et al (Orgs.) Tempo e Clima no Brasil. São Paulo: Oficina de Textos, p. 297-316.

Holanda, S. B., 1945. Monções e capítulos de Expansão Paulista. 2ª ed. São Paulo: Companhia das Letras.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2015. Disponível em < http://www.censo2014.ibge.gov.br/ >. Acessado em 3 de julho de 2015.

Oke, T. R., 1987. Boundary Layer Climates. 2.ed. London: Routledge.

Oliveira, A. P. de; Machado, A. J.; Escobedo, J. F.; Soares, J., 2002. Diurnal evolution of solar radiation at the surfasse in the city of São Paulo: seasonal variation and modeling. Theoretical and Applied Climatology 71, 231-249.

Serra, A. L.; Ratisbona, R. L., 1942. As massas de ar da América do Sul. Rio de Janeiro: Ministério da Agricultura, Serviço de Meteorologia.

Wallace, J. M.; Hobbs, P. V., 2006. Atmospheric science – an introductory survey. 2nd edition. London: Academic Press.

Wilks, D. S., 2006. Statistical methods in the atmospheric sciences. 2nd edition. London: Academic Press.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v12.5.p1835-1843

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License