O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA NOS ESPAÇOS: REFLEXÕES E POSSIBILIDADES PARA A APRENDIZAGEM DE ALUNOS URBANOS E RURAIS DA EJA.

Agnaldo Pedro Santos filho, Lêda Regina de Jesus Couto, José Veiga Viñal Júnior

Resumo


A língua é um poderoso meio de expressar emoções, sentimentos e ideias, seu aprendizado tem por objetivo possibilitar a comunicação e aproximar pessoas. Assim, pela sua posição como língua internacional, a língua inglesa tem um importante papel na formação do indivíduo. O presente artigo discute o ensino de inglês como língua adicional na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Neste sentido, buscamos refletir o perfil dos sujeitos-alunos dessa modalidade de ensino, a aprendizagem de alunos rurais e urbanos no mesmo espaço de aprendizagem, bem como o não-lugar desses sujeitos nos espaços formais de ensino. Para atingir o objetivo pretendido, a abordagem metodológica escolhida para esta investigação foi a qualitativa e os métodos de coleta de dados foram a pesquisa bibliográfica e documental. Concluímos que a aprendizagem de inglês não pode ser algo inalcançável, esse aprendizado precisa ser efetivo e com propósito, pautado na busca de conhecimentos de ordem prática, para que se construa conhecimentos que contribuam de maneira efetiva com o desenvolvimento e melhoria social, político e econômico dos sujeitos.

 


Palavras-chave


EJA; ensino de inglês; sujeitos da EJA; estudantes rurais e urbanos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Agnaldo Pedro Santos filho, Lêda Regina de Jesus Couto

 

 

 

 

Indexadores e Bases bibliográficas:

                    

      

 

 

 

Programa de Pós Graduação em História - PGH UFRPE

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manuel de Medeiros, s/nº

Dois Irmão, Recife, PE, CEP: 52171-010

Prédio Professor Ariano Suassuna (1º Andar) 

ISSN: 2525-6092

 

 

 

Licença Creative Commons

A Revista Rural & Urbano está licenciado com uma Licença Creative Commons