A ELIMINAÇÃO DA DIFERENÇA NAS POLÍTICAS EDUCACIONAIS DE INCLUSÃO E DIVERSIDADE: NOTAS PARA PENSAR A COMPOSIÇÃO EDUCAÇÃO-DEVIR-SINGULARIDADE

Fernando Cesar Pilan, Romualdo Dias

Resumo


O objetivo do presente trabalho é pensar possibilidades de uma educação que se disponha ao encontro com a diferença em si mesma e, consequentemente, aberta ao devir. Faz-se importante irromper linhas de fuga na educação escolar, o que nos propomos pensar a partir da filosofia da diferença de Gilles Deleuze. Problematiza-se as políticas educacionais inclusão educacional, defendendo que estas levam à eliminação da diferença justamente porque ao incluírem o diferente acessam a diferença pela via da forma-Estado e da axiomatização capitalista. Conclui-se que a diferença, a face do devir, resiste aos modelos padronizadores e homogeneizantes da educação contemporânea (principalmente em seus sentidos de inclusão e diversidade) nos desafiando a compor novas maneiras de educar, pela via do encontro e do movimento. Trata-se de um convite a nós educadores a termos uma atenção de guerra, que nos leve a devir máquina de guerra escapando aos processos de captura da diferença na educação, com arte e pensamento e criação e devir...

 



Palavras-chave


Educação, Inclusão, Diferença, Devir

Texto completo:

PDF

Referências


AGOSTINHO, Larissa Drigo. Por uma anarquia coroada: ontologia e política em Deleuze e Guattari. Poiesis: Revista de Filosofia, Montes Claros, v. 13, n. 1, p. 80-98, 2016. Disponível em: https://www.academia.edu/33671525/Por_uma_anarquia_coroada_ontologia_e_pol%C3%ADtica_em_Deleuze_e_Guattari._For_a_crowned_anarchy_ontology_and_politics_in_Deleuze_and_Guattari Acesso em: 05 de junho de 2019.

ABRAMOWICZ, Anete; RODRIGUES, Tatiane Cosentino; CRUZ, Ana Cristina Juvenal da. A diferença e a diversidade na educação. Contemporânea – Revista de Sociologia da UFSCar. São Carlos, n. 2, p. 85-97, 2011.

CLASTRES, Pierre. Arqueologia da Violência. 2ª edição. São Paulo: Cosaf & Naify, 2011, p.85

CUELLAR, Javier Perez de. Nossa diversidade criadora: relatório da Comissão Mundial de Cultura e Desenvolvimento. Campinas: UNESCO Brasilia/Papirus, 1997.

DALE, Roger. Globalização e educação: demonstrando a existência de uma "Cultura Educacional Mundial Comum" ou localizando uma "Agenda Globalmente Estruturada para a Educação"? Educação e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 87, p. 423-460, 2004.

DELEUZE, Gilles. Diferença e Repetição. 2. ed. Rio de Janeiro: Graal, 2006.

______. Lógica do Sentido. São Paulo: Perspectiva, 2007.

DELEUZE, Gilles. O abecedário de Gilles Deleuze, entrevista a Claire Parnet, em 1988, em vídeo, transcrito e traduzido por Tomás Tadeu da Silva, incluído no site “Escola Nômade”. Disponível em : http://escolanomade.org/wp-content/downloads/deleuze-o-abecedario.pdf Acesso em 01/03/2020.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs. Vol 2. São Paulo: Ed 34, 1995.

______. Mil Platôs. Vol 3. São Paulo: Ed 34, 1995.

______. Mil Platôs. Vol 5. São Paulo: Ed 34, 1995.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O anti-Édipo: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Editora 34, 2010.

GENTILI, Pablo A. A falsificação do consenso: simulacro e imposição na reforma educacional no neoliberalismo. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

GONÇALVES, Luiz Alberto de Oliveira; SILVA, Petronilha Beatriz Gonçalves e. Multiculturalismo e educação: do protesto de rua a propostas e políticas. Educ. Pesqui., São Paulo, vol.29, no.1, p. 109-123, 2003.

LINS, Daniel. Juízo e verdade em Deleuze. São Paulo: Annablume, 2004.

NEGRI, Antonio. Deleuze e Guattari: uma filosofia para o século XXI. São Paulo: Politéia, 2019.

NIETZSCHE, Friedrich. Ecce homo: como alguém se torna o que é. Trad. Paulo Cesar de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

______. Considerações Extemporâneas III – Schopenhauer como educador. In: NIETZSCHE, Friedrich. Obras Incompletas. 3.ed. Seleção de textos Gérard Lebrun. Trad. Rubens Rodrigues Torres Filho. São Paulo: Abril Cultural, 1983. (Col. Os Pensadores.)

SCHÉRER, René. Aprender com Deleuze. Educ. Soc. [online]. 2005, vol.26, n.93, pp.1183-1194. ISSN 0101-7330. http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302005000400003.

TORRES, Carlos Alberto. Education and neoliberal globalization. New York: Routledge, 2009.

UNESCO. Construindo um futuro comum: educando para a integração na diversidade. Tradução de Patrícia Zimbres. Brasília: UNESCO, 2002.

VILELA, Eugênia. Silêncios Tangíveis: corpo, resistência e testemunho nos espaços contemporâneos de abandono. Porto: Afrontamento, 2010.




 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.


                                         INDEXADORES

       
 
 
  
 
   
 
 
                                          BUSCADORES 
                                  


                                                      
                                           
                                              MÉTRICAS 
 
GOOGLE ACADÊMICO: https://scholar.google.com.br/citations?hl=pt-BR&user=BbrMvUMAAAAJ